Análise – Professor Layton vs Phoenix Wright Ace Attorney

professor-layton-vs-phoenix-wright-ace-attorney-ana-pn-top

Como muitos sabem, a série Professor Layton foi terminada com o recente Professor Layton and the Azran Legacy, um jogo que colocou o fim às aventuras do professor e Luke.

Entretanto e do outo lado da barricada, está a Capcom, que continua a apostar na série Phoenix Wright: Ace Attorney, tendo lançado Phoenix Wright Ace Attorney: Dual Destinies para a Nintendo 3DS recentemente e estando desde já a trabalhar num novo episódio.

professor-layton-vs-phoenix-wright-ace-attorney-imagens-teaser-5-2-pn-n_00019

Felizmente, para os fãs de Professor Layton e aqueles que querem mais Phoenix Wright: Ace Attorney, a Nintendo vai lançar Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney, o qual reúne os heróis das duas séries numa aventura clássica com um sabor algo diferente.

Estava bastante intrigado para saber como é que a Level-5 e a Capcom iam conseguir cruzar estes dois universos, pois estamos a falar de mundos diferentes, tanto em arte como jogabilidade, mas é simpático ver que nenhuma das séries acaba por deturpar a outra, sendo o maior desafio, a de criar um mundo onde as duas se possam encaixar.

professor-layton-vs-ace-attorney-imagens-janeiro-pn-n_00024

De um lado temos Layton e Luke, os quais precisam de ajudar Espella, uma rapariga que foge de uma cidade misteriosa conhecida como Labyrinthia, do outro temos Phoenix Wright e Maya que visitam Londres para participar numa experiência de intercâmbio de advogados, acabando por defender Espella em tribunal. Confuso? Não se preocupem, as primeiras horas de Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney são recheadas de narrativa confusa e mistério.

Ainda demora até que a equipa dos dois jogos seja reunida para começar a resolver o mistério de Labyrinthia, mas os primeiros momentos do jogo são construídos tal como tutoriais. Infelizmente, a jogabilidade não se mistura muito, e na maior parte dos casos, os dois estilos de jogabilidade tendem quase sempre a encaixar nos seus universos, ou seja, Layton e Luke resolvem puzzles e Phoenix Wright e Maya os casos de tribunal. Embora se possam cruzar por vezes, gostava de ter visto muito mais situações onde os universos e as personagens fossem trocadas mais vezes.

professor-layton-vs-phoenix-wright-ace-attorney-imagens-teaser-5-2-pn-n_00040

De forma não chocar com a narrativa de cada uma das sagas, quase todas as personagens e locais que circundam o jogo foram criadas em exclusivo para esta aventura. Embora algumas personagens de Layton façam breves aparições, esta história apresenta uma série de novas personagens e localizações para visitar. É algo que até calha bem, pois é um universo novo, com personagens bastante interessantes, mas que acaba por não apelar tanto pela nostalgia.

No que toca à jogabilidade, tenho a dizer que gostei bastante dos puzzles criados para Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney. Na parte dos puzzles típicos de Professor Layton, estes são mais baseados em lógica e observação e menos em cálculo, o que é uma mais valia. Na parte dos julgamentos podemos agora usar moedas de ajuda para dar pistas do que podemos ou não usar como prova. Funciona bastante bem e é ideal para alguns casos e provas mais obscuras.

professor-layton-vs-ace-attorney-imagens-janeiro-pn-n_00023

Algo pelo qual dei falta, e aposto que a maioria dos fãs também vai dar por ela, é a ausência de mini-jogos adicionais no malão de Layton, é algo ao qual eu já estava habituado e que ajudava a romper com alguma da repetição da jogabilidade. É uma pena que não tenha sido incluído nenhum, pois o jogo ficaria a ganhar com estes extras, ainda para mais se fossem dedicados aos dois universos.

Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney utiliza de forma clara o motor de jogo de Azran Legacy, por isso podem contar com um visual bastante agradável e pronto para lidar com algum cell-shading e modelos mais suaves em 3D. Uma vez mais o 3D da consola não é obrigatório, mas dá um brilho extra que gostei de ver. Os modelos das personagens estão bastante bons e as suas animações clássicas estão de volta. A arte dos cenários é muito boa e vale a pena explorar os mesmos para ver o que foi criado.

professor-layton-vs-ace-attorney-imagens-janeiro-pn-n_00021

Quanto à banda sonora, esta é realmente fenomenal, com várias músicas bastante imponentes e algumas melodias que ficam no ouvido. As vozes são as dos actores originais e no geral estão bastante boas, com destaque claro para as vozes dos nossos Gentlemans ingleses.

Apesar de ser uma grande aventura, confesso que Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney deixou-me algo desapontado por vezes. Esperava uma mistura mais vincada entre as personagens e um cruzamento bem maior entre as especialidades de cada elemento, mas é realmente charmoso rever estas personagens num universo externo ao seu e a cooperar entre si.

Professor Layton vs. Phoenix Wright: Ace Attorney é um bom teste para uma parceria entre as duas séries e desejo que volte a acontecer, afinal, mais Professor Layton e Phoenix Wright nunca é demais. Se são fãs destas séries e jogos de puzzles em geral, então é uma compra mais que segura.

Positivo:

  • Regresso de Professor Laytonpn-recomendado-ana
  • Personagens dos dois universos
  • Puzzles bastante divertidos
  • Casos de tribunal bem mais rápidos
  • História misteriosa com algumas reviravoltas

Negativo:

  • Universos podiam ser ainda mais cruzados
  • Faltam mini-jogos no malão

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram