Análise – NBA 2K15

nba-2k15-analise-review-pn_00006

Embora a EA esteja a levar NBA LIVE aos treinos, NBA 2K continua a gozar de alguma supremacia, especialmente com todo o legado que já construiu.

No ano passado, NBA 2K14 tinha LeBron James como o grande protagonista, mas embora este ano não exista uma figura em destaque (apesar de Kevin Durant ser a capa), NBA 2K15 tenta colmatar a ausência de um modo dedicado, preenchendo os outros com mais conteúdo.

nba-2k15-analise-review-pn_00007

A edição deste ano começa com o pé errado, pois não é a versão mais intuitiva de um NBA 2K até hoje. Para começar, os menus são um bocado confusos e estão montados sobre menus, ao ponto de seleccionar um menu, apenas para este mostrar uma tabela, e ser necessário carregar num botão especifico para abrir o menu desse menu. Estranho? Nem tanto, pouco intuitivo? Bastante.

NBA 2K15 inclui vários modos que podem escolher tanto para jogar offline como online. Este ano o grande destaque é o modo de carreira onde criam um jogador e tentam levá-lo até ao estrelato. Embora seja um modo bem conseguido, por vezes acaba por ser demasiado folclórico, com personagens estereotipadas. A maioria das pessoas com quem interagimos ou são parvas, ou mandonas ou simplesmente desagradáveis e a imagem que passa é de que é um mundo cão onde todos gostam de se atropelar e pisar.

nba-2k15-analise-review-pn_00004

Felizmente o progresso até corre bastante bem e é possível sentir na pele o que é ser um jogador que precisa de subir a pulso para provar que merece estar na competição, mesmo que todos o mandem a baixo, não lhe passem a bola e os agentes sejam uns tubarões que não querem saber de mais nada do que talento puro e dinheiro.

Fora da campanha, existe também um modo de carreira de gestão, onde são o gestor de uma equipa e precisam de a levar à vitória com as vossas decisões e o MyTeam, um jogo de criação de equipas ao estilo do FIFA Ultimate Team, onde podem comprar packs com jogadores para adicionar à colecção e ter um plantel mais forte. O melhor deste modo é que podem misturar jogadores de várias equipas, sem limitação da sua origem.

nba-2k15-analise-review-pn_00002

Em termos de jogabilidade, dá para ver que a 2K mudou algumas coisas para este ano, especialmente os movimentos ofensivos e defensivos. Isto resulta em mais trabalho para o jogador nos dois campos. Agora é mais difícil posicionar correctamente o jogador na defesa e um passo em falso é o suficiente para que o adversário arranque em direcção ao cesto sem qualquer problema, e quando em ataque, parece que a defesa é perfeita e penetrar é ainda mais complicado que antes.

Para ajudar a compensar, foi instaurado um novo sistema de lançamento com uma barra de força ao estilo dos lançamentos livres de antigamente, onde era necessário acertar o mais ao centro possível. Este sistema é uma boa ideia, mas custa imenso a interiorizar, especialmente no calor do jogo, onde ter de olhar para os defesas e acertar correctamente na barra não é um trabalho simples. É mais fácil para realizar triplos certos, mas nem tanto dentro do garrafão.

nba-2k15-analise-review-pn_00001

Tal como alguns jogos lançados recentemente que se apoiam com força no online, também NBA 2K15 acaba por sofrer com alguns problemas de servidores, os quais são alvo de inconsistências. Isto afecta em especial jogos do modo MyPark, onde podem jogar livremente com outras pessoas, mas as partidas sofrem de algum lag e por vezes existem problemas até a aceder ao servidor.

É uma pena que existam estes problemas a nível do online, especialmente porque quando funciona, existem muitos modos de qualidade que podem aproveitar. É verdade que nem sempre será assim, mas nos meus testes aconteceu ocasionalmente.

nba-2k15-analise-review-pn_00005

Voltando então ao que decorre em campo, NBA 2K15 consegue elevar a qualidade de NBA 2K14 e ser um dos jogos mais impressionantes a nível visual. O ambiente nos pavilhões é fantástico e o trabalho feito para simular uma transmissão televisiva é impressionante. Confesso que não achei grande piada aos diálogos do pré-jogo entre Shaquille O’Neal e Ernie Johnson, que parecem bastante forçados, mas os comentários dos jogos são do melhor que já ouvi.

Juntem a todo este espetáculo uma recriação impressionante dos jogadores, equipamentos, mascotes e campos, para um dos jogos com melhores gráficos desta geração. É verdade que os jogadores ainda continuam a ter movimentações robóticas, mas não ao nível de outros simuladores de desporto.

nba-2k15-analise-review-pn_00003

No que toca ao campo em si, NBA 2K15 continua a manter a qualidade esperada, mas acaba por ser penalizado em outras áreas que estejam ligadas ao online. Se compram NBA pelos modos offline, como a carreira e para jogar com amigos na mesma sala, então é uma grande aposta.

Positivo:

  • Novo modo carreira
  • Visual soberbo
  • Ambiente de transmissão televisiva
  • Bom ritmo dos jogos
  • Fácil de jogar mas difícil de dominar

Negativo:

  • O online sofre de alguns problemas
  • Menus não são muito intuitivos
  • A instalação inicial pode deixar o jogo em Loop

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram