Análise – Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-analise-review-pn-n

Com vários anos de episódios e capítulos em cima, o universo de Naruto é um dos mais recheados em termos de histórias que alguém pode utilizar para fazer um jogo.

No entanto, e ao longo da anterior geração de consolas (e a certa altura também no PC), os jogos de Naruto começaram a surgir em oferta quase anual, ao ponto de passar a história, necessitando de inventar desfechos e criar histórias alternativas.

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-ninja-world-torunament-pn-n_00009

Tal como Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Generations, Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution é um jogo a meio caminho, algo para encher até ao lançamento de Storm 4. Mas será que existe aqui conteúdo e melhorias significativas que justifiquem mais um jogo de Naruto?

Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution não engloba uma campanha de história propriamente dita, para compensar por isso, existe o modo World Tournament, onde viajam até a uma ilha onde vários torneios vão decidir o Ninja mais forte do mundo.

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-ninja-world-torunament-pn-n_00002

Ao contrário do estilo fulcral de combate da saga Storm, pela primeira vez, Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution inclui um sistema de combate com quatro lutadores em arena ao mesmo tempo. Este sistema não é terrivelmente diferente do original, mas acaba por ser mais confuso e frenético, pois muitas vezes não conseguimos ver se alguém se está a aproximar pelas costas. O objectivo aqui é dar dano aos adversários para os fazer largar esferas que nos dão pontos. A equipa com maior número de esferas ganha. É uma variação interssante, mas não suplanta o modo de combate principal.

Fora dos campeonatos, podem explorar a ilha para fazer missões e recrutar novos membros para a vossa equipa. Esta é a forma que Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution encontra de dar alguma liberdade ao jogador e de abrir o mundo para mais personagens. Curiosamente, ao terminar o torneio pela primeira vez, podem jogar a história do Mecha-Naruto que segue uma narrativa mais focada, interessante e divertida.

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-ninja-world-torunament-pn-n_00012

Além do modo Ninja Tournament, existe ainda as Escapades, um modo extra onde podem assistir à criação dos Akatuski, a grande amizade entre Itachi e Shisui e ainda à história de como Kushina era próxima da equipa de Minato. Estas Escapades são inteiramente desenhadas ao estilo da série, com internvalos para os combates com o motor de jogo. Só é pena que estes episódios sejam tão poucos e tão curtos, e para além do mais, o de Kushina, nem combates engloba.

Por fim, existe o modo de combate livre e o online, onde podem lutar contra outras pessoas espalhadas pelo mundo. Nestes modos pouca coisa de relevo mudou ou foi adicionada, mas agora podem contar pelo menos com o inédito Storm League, Ligas com rankings próprios que podem criar online para combater.

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-akatsuki-pn-n_00008

Quanto ao combate, pouca coisa mudou na jogabilidade, mas foram adiconadas algumas novidades que conferem um pouco mais de complexidade. Agora ao escolher a equipa podem optar por lutar em Drive Type, onde os colegas realizam combos em conjunto com a vossa personagem, Awakening Type, onde podem activar o Awakening da personagem imediatamente à custa da barra de Chakra e por fim o Ultimate Jutsu Type, que tal como nome indica, permite utilizar toda a equipa para combos finais mais poderosos.

Tirando estes sistemas que funcionam mais no calor da batalha, tudo o resto continua a ser Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm, ou seja, quem gasta primeiro as substituições é quem tem mais hipóteses de perder e o Spam de algumas personagens continua a suplantar outras que precisam de usar mais estratégia.

naruto-shippuden-ultimate-ninja-storm-revolution-kushina-imagens-pn-n_00007

Mesmo com alguns anos em cima, o motor de Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution ainda continua a ser visualmente impressionante, mesmo que lhe falte os 1080p que podiam acabar de vez com os serrilhados e dar maior fluidez ao jogo. Já está a ficar na altura da Cyberconnect 2 dar o salto para uma nova geração e mostrar como fica o seu motor cell-shaded em algo mais poderoso.

Quanto a música e vozes, é o habitual do género, com música não oficiais bastante boas e dentro do estilo e vozes tanto da versão japonesa como inglesa da série.


Vejam também a vídeo-análise de Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution!

Apesar de Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Revolution não ser obrigatório e ser mais um produto para os fãs, consigo dizer que este é um lançamento bem mais sólido e valioso que Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm Generations. Se são fãs, vão gostar bastante do que aqui está. Para todos os outros, mais vale esperar por um certo Naruto Shippuden Ultimate Ninja Storm 4.

Positivo:

  • Modo Ninja World Tournament ainda oferece longevidade
  • Escapades contam histórias relevantes
  • Novos sistemas de combate aumentam a profundidade
  • Mais de 100 personagens (com alguns clones)
  • Alguns momentos cinemáticos com desenho da série

Negativo:

  • Muitas personagens desiquilibradas
  • Combate a quatro não é nada de especial
  • Motor de visual e jogo precisa de evoluir
  • Escapades sabem a pouco
  • Combates continuam a ser decididos pela falta de substituições

pn-bom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram