Análise – Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-ana-pn-n

Depois de ter terminado a história de Solid Snake com Metal Gear Solid 4: Guns of the Patriots, ter alargado a história de Big Boss com Metal Gear Solid: Peace Walker e ter experimentado acção visceral com Metal Gear Rising: Revengeance, está na altura da saga voltar ao activo nas consolas caseiras e explorar um pouco do que é a nova geração.

Quando Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes foi anunciado, muitos pensavam que este seria o quinto jogo numeral da série, mas a revelação de Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain veio criar um pouco mais de confusão.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00011

Agora que Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes está a chegar, fica bem claro que é apenas uma introdução para The Phantom Pain, estando ao nível da qualidade a que a saga exige, mas bem àquem do preço que é pedido.

Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes continua a história apresentada por Metal Gear Solid: Peace Walker, em que Boss, juntamente com os seus aliados, estão a construir um exército de soldados livres para uma “nova geração”. Ground Zeroes arranca algum tempo depois com um Snake com problemas vocais, a ter de se infiltrar num acampamento militar para salvar um rapaz com o nome de Chico e Paz Ortega.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00017

Sendo uma espécie de Mega Demo, Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes serve como um tutorial para algumas das alterações e novidades que estão a ser desenvolvidas para a nova geração de Metal Gear Solid, as quais estarão presentes em Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain. A jogabilidade em si está ainda melhor e mais solta que nos jogos anteriores, sendo uma boa evolução do que foi usado em Metal Gear Solid 4.

Podem abordar a missão de várias formas, seja com intrusão furtiva ou matando toda a gente pelo caminho, algo que o jogo penaliza fortemente, mas que permite fazer, especialmente por incluir agora vida que se regenera com o tempo. O jogo adapta-se à forma de jogar e caso tentem passar sem dar nas vistas, cada vez que são avistados por alguém, é desencadeado um abrandamento em bullet-time no qual podem responder à ameaça. Parece que é uma das vantagens de ser um veterano de guerra.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00015

O primeiro problema de Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes é também o maior deste lançamento, pois Ground Zeroes é extremamente curto. Eu consegui acabar a campanha em pouco mais de uma hora e há quem tenha feito em menos tempo. Depois de concluída existem missões alternativas para fazer, mas o cenário é sempre o mesmo, mudando apenas as condições climatéricas e o objectivo final. É verdade que podem gastar aqui várias horas a melhorar os vossos tempos e tentar atingir melhores classificações, mas para mim é como darem uma caixa de LEGO para montar. Pode ser divertido e posso passar um bom bocado, mas não vão deixar de ser as mesmas 50 peças ao final de umas horas.

A base de Ground Zeroes está bem construída e pronta para ser um bom desafio, pois os soldados que patrulham a zona são bastante inteligentes e respondem de forma mordaz a qualquer intrusão realizada. Só é uma pena que na maioria dos casos não existam muitas formas alternativas de desviar a sua atenção com manobras de diversão recheadas de humor tal como nos anteriores.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00016

Já que falamos nisso, é notório que Hideo Kojima está a tentar levar Metal Gear Solid 5 para um terreno bem mais negro e sério do que no passado. A campanha principal não tem piadas ou graçolas nenhumas como acontecia nos anteriores e esta fica cada vez mais dramática à medida que avança, culminando num final confuso e ainda mais dramático do que podia imaginar. Este final pode fazer sentido para os fãs como eu, mas vai deixar os novatos bastante confusos e até chocados.

Uma função a que dei pouca importância foi ao iDroid. Esta ferramenta permite usar um dispositivo móvel como um ecrã extra onde podemos ver o mapa e outras funções, mas depois de o testar, percebi que só me estava a atrapalhar e continuo a preferir ver tudo pelo ecrã principal.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00012

A versão a que tivemos acesso foi a de PS4, e posso dizer com franqueza que Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes é um verdadeiro luxo visual. Os gráficos estão fantásticos, especialmente no que toca à iluminação. Tendo em conta que este é um projecto preliminar, então Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain promete imenso.

No departamento sonoro, vou falar muito bem da música, efeitos sonoros que foram incluídos e das vozes, com uma grande ressalva. Eu não tenho nada contra Kiefer Sutherland e até gosto do trabalho dele, mas a sua voz não só não encaixa em Snake, como me meteu imensa confusão quando Snake falava e não ouvia a voz de David Hayter. Nada contra Kiefer, mas este papel é e será sempre de David Hayter e espero bem que ainda exista hipótese de ele regressar em The Phantom Pain.

metal-gear-solid-5-ground-zeroes-imagens-ps4-pn-n_00018

Quando joguei e terminei Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes pela primeira vez, a minha verdadeira vontade era de dar um Fraco ao jogo, de tão revoltado que fiquei com a longevidade da campanha, afinal, já joguei demos e jogos digitais bem mais baratos que este e com o quadruplo da duração. Depois de repetir a história e fazer as missões extra, esta revolta deu lugar à conformação e tenho de reconhecer que mesmo que seja curto, o conteúdo que foi aqui incluído é bastante bom.

Se Metal Gear Solid não vos diz nada, então nem pensem sequer em comprar Metal Gear Solid 5: Ground Zeroes ao preço elevado a que se encontra. Se são fãs da série, querem acompanhar a história e treinar para o prato principal, então fica ao vosso critério este investimento mais alto por um jogo que é na realidade uma demo alargada, a qual pode ir de uma hora de duração, às horas que vocês quiserem investir nele.

Positivo:

  • Novos elementos de jogabilidade
  • Visual fantástico
  • Missões secundárias incentivam a várias abordagens
  • Conversas de codec e missões misturam-se na jogabilidade

Negativo:

  • Preço demasiado elevado para o conteúdo
  • Voz de Kiefer não encaixa em Snake
  • Para onde foi o humor da série?

pn-bom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram