Análise – Life is Strange – Episódio 1

life-is-strange-rev-top-pn

Depois de Remember Me eis que a Dontnod Entertainment lança um novo jogo para o público. Este estúdio francês está a dar os seus primeiros passos e agora vemos o seu segundo jogo a ser lançado num formato episódico, Life is Strange.

Neste primeiro episódio de Life is Strange de nome Chrysalis vamos conhecer a história de Max Caulfield, uma rapariga que fez 18 anos recentemente e viu uma sequência de eventos estranhos acontecerem na sua vida. Esta simples estudante da zona de Arcadia Bay em Oregon descobre durante uma aula que consegue recuar no tempo e corrigir eventos do passado recente. Desta maneira nós conseguimos controlar este feito extraordinário da rapariga e moldar alguns dos acontecimentos que ela se depara.

life-is-strange-jogabilidade-imagens-pn-n_00006

Nesta aventura gráfica podemos navegar livremente pelo cenário bem como interagir com vários objectos que encontremos no caminho ao género point-and-click. Isto dar-nos-á a possibilidade de ouvir a opinião da personagem sobre o que está a ver e prosseguir na história com algumas interacções.

A mecânica de voltar atrás no tempo funciona bastante bem, no qual podemos carregar no gatilho do comando e retroceder alguns segundos para modificar ou evitar algo que tenha acontecido. O jogo permite que consigamos absorver e posteriormente usar informação através desta ferramenta, como responder a uma pergunta ao qual não sabíamos a resposta.

life-is-strange-jogabilidade-imagens-pn-n_00005

Life is Strange possui também um sistema de acção e consequência no qual as nossas acções e escolhas terão repercussões futuras. Certas atitudes que teremos com outras personagens não serão esquecidas, mas neste episódio não conseguimos ver à grande escala o que as nossas opções trouxeram.

O que vamos testemunhar é o dia-a-dia de Max e certos acontecimentos marcantes que ficarão ligado à sua capacidade de voltar atrás no tempo. Este episódio oferece um bom ponto de partida para os que querem entrar nesta história e conhecer um pouco desta rapariga que é bastante tímida, insegura e mostra-se bastante assustada com o seu novo poder.

life-is-strange-anunciado-pn-n_00002

Ela voltará a ligar-se com uma amiga que já não tinha contacto há bastante tempo ao qual irá confidenciar este seu poder e descobre que conseguiu prever um acontecimento trágico que irá abater a zona de Arcadia Bay. Este é um episódio com muita pouca acção mas que seviu mais como introdução.

A apresentação deste jogo cruza modelos 3D com um estilo aguarela e apesar deste fórmula ser pouco normal, funciona bastante bem. O jogo consegue ter uma apresentação cinemática bem convincente e que mantêm o jogo fresco durante grande parte do episódio. Infelizmente algumas expressões faciais não encaixam tão bem neste jogo parecendo um pouco dessincronizadas e um pouco rígidas.

life-is-strange-jogabilidade-imagens-pn-n_00003

O trabalho sonoro está muito bem trabalhado e começamos com as actuações de voz. Grande parte do jogo ficamos no lugar de espectador e as vozes dão uma grande credibilidade às personagens para nos manter interessados. A banda sonora bastante serena e simples encaixa também neste tema de paz e harmonia na cidade de Arcadia Bay e da vida pacata de Max.

Life is Strange é sem dúvida um jogo que poderá prometer nos próximos episódios, mas se esperam que este primeiro começe “logo a abrir” então pensem bem. Este é um jogo com um futuro promissor mas terá que mostrar um pouco mais de garra daqui para a frente.

Positivo:

  • Mecânica de voltar atrás no tempo
  • Personagens e história interessantes
  • Toque cinemático bem conseguido
  • Banda sonora

Negativo:

  • Ritmo baixo
  • Não foi possível ver consequências das nossas escolhas

pn-bom-ana

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
5 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Lfo

Gostava de ver uma versão física deste jogo, pode ser que a SE me faça a vontade.

Silver4000

Ohh é do mesmo estuúdio do Remember Me?
Isso já me faz curioso. Pareceu interessante.
Desde que as escolhas tenham mais impacto que as da TellTale.

Daniel Silvestre

Foi por esse mesmo motivo que fiquei interessado no jogo. Eu gostei bastante do Remember Me.

Silver4000

Também eu.
Enquanto se espera por uma sequela vai-se jogando este x)

Alistair

Tenho muito interesse neste jogo, mas vou esperar até sairem todos os episódios. Acho que se não fizesse isso, ia ficar ansioso à espera dos próximos. 😛

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
5
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x