Análise – Kick-Ass 2: Agora é a Doer

Recuando até 2010, durante o processo de consolidação dos filmes de super-heróis, surge uma longa-metragem que desmonta a noção de perigo e responsabilidade do arquétipo do super-herói. Kick-Ass misturava violência explícita (nos filmes de super-heróis só existem mortes higiénicas), crueldade do mundo real e a emancipação da sociedade digital.

O filme levantou Matthew Vaughn para um patamar dourado da realização mundial, que resultou num convite da 20th Century Fox para realizar X-Men: First Class e o nome na restrita tabela de potências realizadores de Star Wars: Episode VIIAaron Taylor-Johnson e Chloë Grace Moretz também beneficiaram com o sucesso, e agora são dois dos actores mais requisitados de HollywoodKick-Ass 2: Agora é a Doer foi assumido por Jeff Wadlow (substituiu Matthew Vaughn), e conta com os regressos de Aaron Taylor-Johnson na pele de Dave Lizewski/Kick-Ass e Chloë Grace Moretz no papel de Mindy Macready/Hit-Girl.

A história continua anos depois dos eventos do primeiro filme, numa realidade em que Dave está afastado da luta contra o crime e Mindy tenta integrar-se na sociedade. Kick-Ass decide regressar ao activo e junta-se a Justice Forever, um grupo de super-heróis liderado por Coronel Stars and Stripes (interpretado por Jim Carrey). O combate contra o mal poderia ficar pelo auxílio a velhinhas, para atravessar a estrada, e a lavar pratos em centros de apoio social, não fosse o plano diabólico de Chris D’Amico/The Motherfucker (interpretado por Christopher Mintz-Plasse), que pretende criar o primeiro grupo de super-vilões do mundo e vingar a morte do pai.

O elenco conta ainda com Lyndsy Fonseca, Clark Duke, Donald Faison, Steven Mackintosh, Lindy Booth e John Leguizamo. De um modo geral, as interpretações em Kick-Ass 2 são positivas, mas o destaque vai todo para os actores mais experientes. Mintz-Plasse está hilariante, com diálogos e posturas que misturaram referências pop, violenta e desconforto. Jim Carey, que veio a público lamentar a participação do filme, tem uma prestação interessante e diferente da zona de conforto do actor.

A realização de Jeff Wadlow está boa e recomenda-se (o realizador está alinhado para realizar o filme X-Force). Apesar de algumas imperfeições, sobretudo em enquadramentos e movimentos de camara (a velocidade da edição não permite compreender a intenção do realizador), estes detalhes são compensados com cenas de acção frenéticas (cena na autoestrada é notável) e um trabalho de produção realista perante o orçamento de baixo-custo.

Nos restantes aspectos técnicos, uma menção honrosa para a hilariante banda-sonora selecionada e uma direcção fotográfica consciente do material de base. Eventualmente, o filme aparenta ser curto e o derradeiro showdown não respeita a banda-desenhada (seria em Time Square), mas mais uma vez, o baixo-orçamento delineado pela Universal não foi inimigo do resultado final.

Kick-Ass 2 é um dos melhorzinhos do Verão de 2013. O filme de Jeff Wadlow não supera o original de Matthew Vaughn, mas encarna muito bem a noção de entretenimento, com valor acrescido pelas mensagens sociais, sagacidade nas punch-lines, humor-negro e cenas de acção acima da média.

Kick-Ass 2 não deve ser levado a sério, contudo e paradoxalmente, a seriedade da gravidade dos eventos no filme constrói uma verdade que entrelaça a realidade e a fantasia, aplicando um conceito de Gil Vicente: “Ridendo castigat mores”, expressão latina que significa “a rir criticam-se os costumes”.

Positivo

  • Aaron Taylor-Johnson e Chloë Grace Moretz
  • Christopher Mintz-Plasse está sempre over the top, a roçar o insuportável, mas é hilariante
  • Referências à cultura pop nos diálogos
  • A técnica narrativa do Peixe Fora-de-Água aplicada a Hit-Girl

 Negativo

  • Baixo-orçamento do filme
  • Duração do filme
  • Necessidade de verbalizar o arco evolutivo do personagem principal

razoavel-oficial-an-pn-img

 

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
9 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
LFO

Ansioso para ver.

Edgar Silvestre

só se gostaste do primeiro. atenção. há uma cena depois dos créditos

flyergd

Ultimamente quase todos os filmes têm cenas depois dos créditos, deve ter pegado moda.

Mário Pereira

Quando sai em Portugal?????????’ Já saiu ???????????????????

Silver4000

O Edgar não sai do pais para analisar os filmes x)

Edgar Silvestre

É verdade Silver. Nem vejo online para não “dar maus exemplos”. O Kick-Ass 2 estreou na última quinta-feira

alpha

jim carrey ? como e que o convenceram a entrar nisto ? eu sei que ele nao faz filmes a algum tempo mas vamos la ver se vai sair alguma coisa de jeito

Edgar Silvestre

O Jim Carey anda longe dos bons filmes há muito tempo. Neste filme até que tem umas deixas divertidas

alpha

se fizer umas deixas como fez no « máscara » até que nem vai ficar mau

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
9
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x