Análise – Good Company

A Good Company, um jogo desenvolvido pela Chasing Carrots e publicada pela The Irregular Corporation, é um jogo de simulação de negócio ambientado numa vibrante realidade alternativa dos anos 70/80 e está disponível para PC.

A Good Company é um jogo extremamente específico que permite aos jogadores construir a sua corporação de alta tecnologia dos seus sonhos. Trabalhando desde uma construção de uma calculadora á companheiros robôs, a Good Company oferece uma premissa única com a mecânica familiar, mantendo o género atualizado, ao mesmo tempo em que é fã de estratégias divertidas. Depois de personalizar a personagem, os jogadores têm acesso a diferentes modos de jogo, incluindo um modo de campanha. Para quem inicia pela primeira vez o modo campanha o tutorial não ajuda muito, muito confuso, e muita informação para um novo jogador, se não estivermos atentos, num ápice perdemos o fio à meada e com isso podemos falir a nossa firma logo desde o início. Neste tutorial mostramos qual é o objectivo principal do jogo. E como podemos “vencer” neste jogo? Bem, temos que montar uma fábrica de produção em massa e criar o nosso império.

O esquema de Good Company é um pouco complicado e de difícil adaptação, mas depois de tempo suficiente de jogo e muitas tentativas e erros tornará um melhor empreendedor. As habilidades de personalização da fábrica parecem tão abertas quanto o Two Point Hospital, que oferece horas de diversão apenas tentando obter um bom layout. Como qualquer bom simulador de linha de montagem, há muitas peças móveis para criar, portanto, é melhor manter as coisas juntas para que não fiquem sobrecarregados (o que, por vezes, é fácil de fazer), temos que contratar empregados para ajudar no processo de montagem e, não menos importante, gerir e ajudar na criação de novos produtos.

Os gráficos são incrivelmente encantadores, um género de visão por cima (como é normalmente jogo de estratégia) e a música é cativante, sem ser intrusiva. A jogabilidade é muito intuitiva, tanto podemos controlar a personagem com as teclas W;A;S;D ou simplesmente com o rato, usando as teclas numéricas consegue aceder a várias ferramentas que vamos a criar no desenvolver do jogo ou simplesmente manusear o nosso inventário.

Depois de o que disse em cima e no decorrer desta análise poderei concluir que este jogo não é para todos. Demorei imenso tempo a tentar descobrir a melhor estratégia ou perceber como poderia ser mais eficiente. O tutorial é muito confuso e para perceber só os passos básicos para começar precisei de umas boas horas e várias tentativas, mas depois de tudo consegui divertir e ver o potencial do jogo.

Good Company é um jogo para quem gosta de uma gameplay de várias horas ou dias, onde a estratégia é o ponto fulcral e se alguma coisa corre mal poderá ditar o fim de a nossa aventura como empreendedor.

Positivo:

  • Grafismo apelativo
  • Complexidade do jogo
  • Banda sonora
  • Controlos

Negativo:

  • Tutorial pouco explicativo
  • menus pouco intuitivos

 

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram