Análise – Dirt Rally

Já lá vão alguns anos desde o último Dirt. Calma! quando falo em Dirt, não falo do Dirt Showdown, esse foi apenas um spin-off. Estou a falar de um Dirt a sério, um jogo de Rally puro e duro dedicado aos fãs.

Para encontrar um feito pela Codemasters, é preciso recuar até Dirt 3, lançado em 2011 para a geração anterior. Vários anos de espera resultaram em Dirt Rally, um projecto lançado em Early Access através do Steam, que trilhou o seu próprio caminho até aos dias de hoje. Quase um ano depois Dirt Rally está perto de completo e a correr também nas consolas de nova geração.

Como grande fã de Rally e do trabalho da Codemasters nesta área, a minha experiência com Dirt Rally dificilmente seria melhor, pois este é claramente um jogo feito por quem gosta do que faz e faz a pensar em quem gosta.

dirt-rally-analise-review-pn_00003

Esqueçam complicações, carreiras cheias de fogo de artifício e afins, este é o jogo que regressa às raízes, com a condução a assumir o papel principal e o percurso a ser percorrido de forma minimalista e séria, tal como o próprio desporto, que tende em ser dominado pelo espetáculo dado pela máquina na pista.

O motor de jogo de Dirt Rally foi altamente polído, mostrando uma dimensão extremamente vasta entre carros, pistas e o ambiente que vos rodeia. Os carros mais pesados são mais lentos, os carros mais agressivos fogem ao controlo facilmente e é totalmente diferente conduzir no alcatrão, terra batida ou no gelo. Estas diferenças são ainda mais sentidas com as classes que existem. As mais rápidas e “violentas” como a Série B, as mais tecnicas como os carros de produção recentes e os autênticos aviões de Pikes Peak, que são todos muito diferentes entre si.

Começar a jogar é fácil e correr é rápido, pois todos os modos empurram para isso. A campanha é apoiada num progresso contínuo onde compram os carros que precisam para correr em provas que vão surgindo no calendário. Vão aparecendo melhorias para os carros e afins que aumentam o desafio e ajudam a progredir. É um sistema simples e eficaz, que elimina milhares de menus e dicas que são comuns em quase todos os jogos.

dirt-rally-analise-review-pn_00002

Existem outros modos, como Hill Climb, RallyCross e até modos online onde podem competir por tempos com outras pessoas ou combinar torneios. Tudo isto continua a ser simples e directo. Durante os testes, demos por nós a fazer corridas consecutivas e a rodar o comando entre os jogadores, apenas porque é simples começar e estamos quase sempre dentro da pista (menos o Tylarth, ele está sempre a bater contra as coisas).

Mas o melhor de Dirt Rally passa pela forma como se apresenta ao jogar. Este é daqueles jogos que funciona como tentiva/erro, tal como o próprio desporto. O incentivo para arriscar é grande, com a necessidade de ganhar cada vez mais um segundo, necessidade que pode resultar numa grande vitória ou num desastre completo que obriga a recomeçar a corrida. É tão recompensador chegar ao fim da corrida com um bom resultado, que nos sentimos uns verdadeiros campeões.

Dirt Rally é um jogo minimalista, mas que aposta bastante nos pormenores. Seja com os danos dos carros, o som dos pneus no solo, a chuva a bater, e até os pormenores da pista, temos aqui um espetaculo sonoro e visual que é raro num jogo do género e vastamente superior ao que os jogos de WRC mais recentes conseguiram oferecer. Não está ao nível gráfico do Driveclub, especialmente no que toca aos efeitos de neve e chuva, mas é um mimo ver tudo isto a correr a 60fps numa consola, com reflexos nos carros e sombras no chão.

dirt-rally-analise-review-pn_00005

Os sons dos carros e interacções são bastante bons e também fiquei fã das músicas incluídas (estou a ouvir a banda sonora enquanto escrevo esta análise). A voz do co-piloto também cumpre bem o seu objectivo, assim como do colega da box que dá instruções.

Dirt Rally parece deixar um pouco a desejar quando falamos na quantidade de localizações e carros disponíveis. O valor não é muito elevado, mas quando colocamos em cima da mesa as condições climatéricas que mudam tudo, estas podem transformar um Monte Carlo solarengo seguro, numa corrida à noite cheia de gelo escorregadio.

A príncipio até cheguei a pensar que seria o meu lado mais fanboy que me estava a fazer gostar tanto de Dirt Rally, no entanto, a opinião geral da equipa seguiu toda na mesma direcção. Este é o jogo de Rally que os jogadores precisavam e que melhor retrata o género. Por isso sim, se gostam de jogos de corrida e em especial Rally, então Dirt Rally é obrigatório.

dirt-rally-analise-review-pn_00001

Positivo:

  • Bom visualpn-recomendado-2016
  • Fluídez
  • Boa selecção corridas
  • Excelente jogabilidade
  • Foca no que interessa

Negativo:

  • Loadings algo lentos
  • Podia ter mais carros e pistas

pn-excelente-2016-3

Latest posts by Daniel Silvestre (see all)
Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
alvexx

Boa análise! Bom vídeo! Quanto ao jogo tenho que o experimentar. Só não o compro de olhos fechados porque não sou propriamente fã de rally.

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
1
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x