Análise – Civilization: Beyond Earth

civ-beyond-earth-rev-top-pn

Depois do sucesso que foi Civilization 5, a Firaxis Games colocou mãos à obra na produção de um novo jogo da série e para isso decidiu apostar num tema que está muito assente num clássico do estúdio, Sid Meier’s: Alpha Centauri. Sendo assim o jogo foca-se numa corrida espacial para conquistar o máximo que podemos e nessa tarefa iremos encontrar muita concorrência vinda do nosso planeta Terra, e como nunca experimentei Alpha Centauri fiquei bastante hyped para este jogo.

Esta corrida espacial não se avizinha fácil, isto porque iremos encontrar várias adversidades, não só alienígenas, como políticas e até bélicas. Diferentes pessoas com diferentes interesses o que leva expedição espacial num autêntico tiro no escuro no qual somos obrigados a pensar muito bem nas decisões e agir com o máximo cuidado.

civ-beyond-earth-rev-3-pn

Temos a escolher entre várias organizações, ao contrário de nações, onde cada uma destas tem a sua vantagem no decorrer do jogo. Basta escolhermos cada uma delas para conseguirmos adoptar o estilo de jogo com que mais nos identificamos ou que melhor irá beneficiar o nosso objectivo.

A nave aterra num planeta em questão e aí começamos a nossa expedição. Foi engraçado descobrir que a Firaxis Games decidiu adoptar um estilo de jogo e estética muito aproximado a Civilization 5, o que por si não é mau, mas que retira um pouco de charme e personalidade a este novo título. No início começamos com uma cidade, poucos recursos e unidades, mas à medida que o tempo corre, vamos começando a expandir o nosso território.

civ-beyond-earth-rev-2-pn

Assim que começamos a construir novas unidades, sejam eles soldados, trabalhadores ou exploradores, vemos que o mundo neste novo Civ é mais hostil do que imaginam. O planeta está cheio de seres alienígenas que começam a observar-nos mesmo à distância. O sentimento de ameaça está sempre presente e isso é possível sentir logo desde o início. Existem inúmeros ninhos de aliens espalhados que após serem destruídos oferecem um dos ingredientes mais importantes do jogo, energia.

Apesar deste vertente em termos de gestão da nossa cidade e expansão do nosso território, precisamos de ter um especial cuidado com a nossa população. A saúde é importante para manter todos os integrantes desta nossa organização contentes e capazes de trabalhar. Este aspecto poderá afectar a produtividade de cidades e outros parâmetros como a evolução da ciência.

civ-beyond-earth-rev-1-pn

Com o passar do tempo vamos desbloquear várias vertentes tecnológicas através de pesquisas que levam um certo número de turnos, e apesar de haver conselheiros e variedade, visualmente o aspecto pode ser intimidador e um pouco confuso. Ao desbloquear este tipo de tecnologias, como desenvolver as robóticas da nossa civilização, vamos poder adquirir outras infra-estruturas, melhorar a resistência dos nossos soldados em combate e até novos métodos de ataque aos nossos inimigos.

O jogo acompanha-nos também com missões ou Quests durante grande parte do jogo. Para os jogadores com menos experiência em jogos Civ, existe sempre um objectivo no qual nos podemos focar e esta é uma boa maneira para manter qualquer um interessado e a fazer algo de produtivo no jogo.

civ-beyond-earth-rev-4-pn

O que torna este jogo diferente de Civilization 5 na minha opinião é o sentimento de hostilidade e um pouco do desconhecido. Não só pelo facto de haver aliens em todo o lado que nos podem colocar pressão mas também o facto do ecossistema do planeta ser hostil também. Certas zonas onde pisamos e vagueamos têm zonas chamadas Miasma, que são venenosas.

A apresentação apresenta uma palete de cores mais vivas e com um tema a puxar a natureza. Conseguimos facilmente identificar todas as zonas como miasma, ninhos de inimigos, e apesar de o detalhe deixar um pouco a desejar quando comparado com alguns jogos mais recentes, ainda consegue cumprir bem o trabalho.

Vejam também a nossa vídeo-análise de Civilization: Beyond Earth!

Civilization: Beyond Earth é um bom esforço por parte da Firaxis Games. O estúdio pegou na fórmula vencedora de Civilation 5 e inseriu-a neste tema inspirado em Alpha Centauri. Infelizmente as comparações entre os dois jogos são muito evidentes o que quase retira uma certa identidade própria do jogo.

Se são fãs de Civilization, então não se vão sentir defraudados com este novo título, visto este ser um jogo extremamente viciante e bem moldado. Se esperavam uma mudança mais brusca na série, então poderão sair daqui um pouco desapontados.

Positivo:

  • Sistema profundo de evolução
  • Mecânica de jogabilidade simples
  • Sentimento de hostilidade constante
  • Progressão do jogo
  • Ambiente no geral

Negativo:

  • Demasiado semelhante a Civilization 5
  • Metade final do jogo poderá ser um pouco aborrecido

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram
0
Would love your thoughts, please comment.x
()
x