Análise – 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi

13 hours benghazi pn ana 4

O mundo do cinema tem a sua quota-parte de homenagens e apesar de achar que grande parte delas são válidas isso não implica que o resultado seja bom. 13 Horas: Os Soldados Secretos de Benghazi chega até nós através de uma adaptação cinematográfica por Michael Bay do livro homónimo. É um filme baseado em acontecimentos verídicos que ocorreram em Benghazi, Líbia a 11 de Setembro de 2012.

Por esta altura já se aperceberam que se trata de uma história sobre soldados americanos e estão quase certos, na verdade são ex-soldados que se vêm obrigados a voltar a uma zona de guerra para sustentar as famílias.

13 hours benghazi pn ana 3

O filme começa por nos informar que estes soldados são um grupo de “defesa” de uma operação secreta da C.I.A. que não tem legitimidade para estar em solo líbio. Juntamente a esta informação é nos dada a conhecer a história de cada um dos seis soldados, sabem, para que tenhamos uma ligação sentimental a cada um deles. O problema dessa ideia é que já foi feita em todos os outros filmes do mesmo registo e em alguns com uma melhor execução. Do inicio ao fim do filme senti-me como se estivesse a ver qualquer um outro filme sobre resgates de soldados, conflitos no médio-oriente… Enfim é tão genérico que não existe nada único.

Não quero estar a apontar o dedo a como deveria ser feito, pois se a ideia era contar os eventos tal como aconteceram não há muito a fazer, todos ali fazem o seu trabalho, que é bastante bom, mas não deixa de ser um filme aborrecido pelo facto de já todos conhecermos a história ainda antes de vermos o filme ou ler o livro.

13 hours benghazi pn ana 2

Este é aquele tipo de filme que não surpreende pelos tiros, explosões ou qualquer outro tipo de acção, as partes mais emocionantes prendem-se com algumas situações onde não se sabe se estes soldados estão a lidar com inimigos ou amigos. Essa realidade está bem representada mas tirando isso, temos o habitual chefe de uma organização que é um cretino, ou pelo menos é retratado como tal; o possível interesse amoroso em tempo de guerra, tentativas de demonstrar a importância da família para estes soldados, é incrível como nada disto se destaca.

Quanto aos actores e a sua prestação não tenho muito a dizer, tratam-se de prestações boas que criam um ambiente de camaradagem entre as personagens que é credível no entanto, David Costabile que interpreta Bob o chefe da operação da C.I.A. já estou tão marcado pela sua prestação em Suits que me foi impossível despegar estas personagens que se comportam de forma idêntica, e aqui não é um elogio ao contrário do que se passa na série de TV, por ser exactamente igual.

13 hours benghazi pn ana 1

Visualmente é um filme que procura diversificar, durante cenas de ação tão depressa estamos a ver a acção em terceira pessoa, como estamos a observar o alvo pela lente de uma sniper. O som dos tiros é a melhor parte da composição sonora deste filme sendo que a pouca música existente fica levemente no ouvido até ser esquecida pela cena seguinte, evaporando-se rapidamente da nossa mente.

Para um filme que pretende homenagear os soldados esquecidos, este filme ironicamente acaba por cair nesse mesmo patamar de importância com outros filmes no mesmo registo a fazer um melhor trabalho.

Positivo

  • Retrato realista da situação
  • Bom trabalho de câmara

Negativo

  • Mais um filme no meio de tantos
  • Falha em agarrar o espectador às personagens

razoavel-oficial-an-pn-img

 

Alexandre Barbosa
Latest posts by Alexandre Barbosa (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram