Yakuza 0 – Explorando Kamurocho (e arredores) #6

Ao contrário do que estava à espera as “Cat Fights” não necessitam de muito tempo e recursos para investir, ao que tenho a dizer “Ainda bem”. Este minijogo não tem muito para dar a não ser “uma boa forma de ganhar dinheiro”, que pelo menos para mim não é necessário tendo em conta que já terminei o Real Estate com Kiryu e dinheiro é algo que não tenho em falta.

Basicamente vocês tem de selecionar uma rapariga e depois participar em combates que estão mais virados para RNG do que outra coisa. A ideia seria ver as estatísticas e selecionar quem tem a maior probabilidade de ganhar, mas isso não interessa muito pois o RNG está presente em força. Neste minijogo o jogador tem de selecionar pedra, papel ou tesoura, e cada rapariga tem uma maior probabilidade de usar uma dessas escolhas que é representada por estrelas.

Ou seja, se uma das raparigas tem 4 estrelas para pedra, 3 para papel e 1 para tesoura, então a probabilidade de usar pedra e papel é maior que tesoura. O que o jogador quer fazer neste caso é usar papel porque ganha contra a pedra e empata contra papel, mas mais uma vez, RNG… Desistam disto caso dinheiro não seja algo que necessitem, a não ser que gostem de ver mulheres com pouca roupa à luta, algo que envergonharia muitos.

Regressando a Majima, finalmente chegou a altura de participar no Cabaret Club Czar, o equivalente do Real Estate de Kiryu. E tenho de admitir que saiu mais simples do que esperava, e também melhor em comparação com o Real Estate. Neste minijogo o jogador não tem que esperar que o tempo passe mas sim participar num minijogo verdadeiro onde é necessário algum conhecimento de gestão, algo que é simplificado com elementos visuais para aqueles que não tem cabeça para tal.

Basicamente contam com um par de raparigas que trabalham no clube, sendo que podem recrutar mais através de substories, nas ruas de Sotenbori ou até no Shrine ao trocar por CP. Cada empregada é categorizada desde bronze a platina, sendo que este ranking é fixo, mas os seus níveis não, com cada uma a aumentar de nível de cada vez que é usada. Semelhante ao Real Estate, existem edifícios que Majima pode comprar, ou neste caso, criar uma parceria com, para assim atrair mais clientes.

No minijogo em si, cada convidado vai ter três pedidos quando entra, algo que podem ver no canto inferior esquerdo: O tempo que vão demorar, que tipo de mulher querem e o tipo de serviço que desejam. Por exemplo, se um cliente chegar e pedir por uma mulher bonita e que saiba conversar bem, o jogador terá de prestar atenção e mandar a rapariga que cumpra esses requisitos, quanto ao tempo esse vai ter efeito na “vida” das raparigas, sendo que não é a melhor ideia mandar raparigas que tenham pouca vida para clientes que queiram longas sessões.

Isto parece muito a ter em conta mas felizmente o jogo sabe ser amigo ao criar elementos visuais que ajudam imenso. Na altura de escolher uma rapariga para atender um cliente, os requisitos do mesmo vão estar destacados dos outros para o jogador melhor identificar, mas uma pista maior é a reacção que o cliente faz a cada rapariga. A cara zangada vermelha é obviamente uma péssima decisão, e a cara contente roxa é aquela que o jogador vai querer estar mais próximo.

Durante cada sessão é necessário prestar atenção a mais para além de qual empregada servir ao cliente. Quando as mesmas estiverem já a tratar do cliente por vezes vão necessitar de ajuda, algo ao qual o jogador pode responder ao selecionar a mesa em questão e premir triângulo. A empregada vai fazer um sinal com a mão e o jogador necessita de prestar atenção ao sinal, para assim selecionar a opção correcta, e caso estejam já a preocupar-se, fica aqui uma explicação desses sinais de mão:

  • Quando a empregada fizer um C com a mão – Um copo de senhora
  • Quando a empregada fizer um L com a mão – Um copo para o convidado
  • Quando a empregada estender ambas as mãos abertas – O menu
  • Quando a empregada fizer um M com a mão – Trazer mais gelo
  • Quando a empregada fizer um O com ambas as mãos – Trocar o cinzeiro
  • Quando a empregada fizer o movimento de espremer algo – Trazer uma toalha

Quando um cliente estiver pronto para ir embora o jogador também tem umas quantas opções que pode selecionar, cada uma com o seu efeito como o de dar um presente ao convidado para o fazer mais contente e etc. Neste caso apenas digo para se focarem em darem um presente é empregada ou elogiar a mesma para assim recuperar um pouco mais de vida, ou de tentar fazer com que o convidado fique durante mais tempo, algo que apenas devem fazer caso o mesmo seja rico, pois apenas estão a perder tempo ao convencer uma pessoa pobre a ficar, já que não vão ganhar muito dinheiro dessa maneira.

Quando tiverem uma certa de quantidade de fãs podem então desafiar a concorrência, sendo esta a substory do minijogo Cabaret Club Czar. Felizmente podem fazer isto a qualquer altura, ao contrário do Real Estate, sendo que recomendo antes treinarem um pouco as raparigas antes de desafiarem os vossos adversários pois eles vão dar trabalho.

Acabei por passar um bom tempo com este minijogo, é engraçado e fácil de entender. Não oferece tanto dinheiro quando comparado com o Real Estate, mas por outro lado Majima não necessita de tanto dinheiro como Kiryu. No entanto recomendo irem até à parte da frente do Grand, pois vão encontrar uma personagem lá que vos vai permitir trocar dinheiro entre personagens, e se forem ricos com Kiryu então o dinheiro será bem vindo para Majima.