Análise – Kingdom Hearts 3

Apesar de ter estado vários anos em desenvolvimento, não foi pela ausência de Kingdom Hearts 3 que a série esteve desaparecida. Pelo caminho, foram lançados imensos jogos que contavam coisas adicionais sobre a história dos vários Keyblade Wielders. Curiosamente, todos estes jogos estavam ligados e para perceber tudo (ou tentar)…

Análise – Carcassonne [Nintendo Switch]

Com o formato simples de transporte e transformável da Nintendo Switch, existe aqui muito espaço para que surjam jogos fora do convencional a que já estamos habituados a ver nas consolas. Uma das vertentes possíveis e com espaço para explorar são os jogos de tabuleiro. Sempre prontos a entrar nesta…

Análise – Battle Princess Madelyn

Battle Princess Madelyn é um daqueles jogos que me chamou a atenção, não por estar nas bocas do mundo ou “escarrapachado” em sites e redes sociais, mas sim através da minha caixa de correio, tendo chegado até mim em vários Press Releases que não dei muita atenção, até um determinado…

Análise – Super Smash Bros Ultimate

Ano novo, jogos novos. No entanto, existem sempre algumas pontas soltas do ano anterior que precisam de ser atadas e uma das maiores era claramente Super Smash Bros Ultimate, o derradeiro jogo da Nintendo Switch para 2018 que chegou com impacto, fazendo até parte da minha lista de jogos do…

Análise – Subnautica

Com a expansão recorrente da oferta em jogos de sobrevivência, é de esperar que a maioria dos jogos do género comece a tentar explorar o estilo através de conceitos diferentes. Depois de ter jogado o “fantástico” Ark na Nintendo Switch, jogar a versão PS4 de Subnautica pareceu uma verdadeira lufada…

Análise – Playstation Classic

Se há algo que a recente cadeia de consolas retro acabam por comprovar uma vez mais é que a nostalgia é uma força avassaladora. Cada uma das consolas clássicas tem vindo a bater recordes e não parece haver previsão de que venha a parar nos próximos tempos. A nova entidade…

Análise – Tetris Effect

Quando a uma hora tardia de 2018 me pergunto porque motivo é que estou a jogar Tetris até a vista ficar cansada com o sono, é porque existe certamente algo de novo no mundo de Tetris que me fez regressar aos bons velhos tempos em que o joguei pela primeira…

Análise – Ralph Vs Internet

Apesar dos filmes de super heróis terem sido maioritariamente maus no passado, hoje em dia, é quase sempre um filme de qualidade, especialmente se tivermos em conta os estúdios da Marvel. Enquanto isso, os filmes de videojogos nem sempre são os mais bem sucedidos, abrindo espaço para filmes SOBRE videojogos,…

Análise – Logitech HERO G502

  Recentemente fui convidado pela Logitech para conhecer algumas das novidades que a marca está a lançar no mercado, coisas como a nova geração das colunas MEGABOOM (BOOM 3 e MEGABOOM 3), um carregador sem fios para os iPhone mais recentes (também funciona em Android com Qi, uma nova caneta…

Análise – Dakar 18

O Dakar é uma das provas de condução mais amadas pelos fãs de tudo o que seja competições sobre rodas. Não só é uma prova para quem tem coragem, como é uma das maiores demonstrações de tenacidade e resistência no que toca a todas as modalidades do género. Apesar de…

Análise – V-Rally 4

Adormecido há mais de uma década, V-Rally parece ter sido despertado do seu sono de longa duração para passar imediatamente da geração das 128 Bits para uma era onde os Bits já não contam e os géneros estão recheados de referências com grande veia competitiva. Para ter alguma hipótese de…

Análise – Super Mario Party

Com a Nintendo Switch no mercado já há algum tempo, era de esperar que a maioria das franquias da Nintendo acabasse por aparecer com novos lançamentos. No que toca a Mario Party, a Nintendo resolveu não ir por um Remaster e criar algo de raíz. Depois de Mario Party 10…