Sábados de loucura #4 – Xbox Series X

A convenção de nomes é algo que deveria existir todos os anos para as pessoas poderem ver os piores nomes que surgiram durante o ano. Existem nomes bons que por vezes surgem e a maioria concorda que é algo a recordar, enquanto que outros nomes também sofrem do mesmo problema mas no lado oposto, ou seja, são nomes que não podem ser mudados e que serão eternamente gozados.

No entanto algumas vezes um nome tanto não é nada especial nem a pior coisa de sempre, mas a humanidade faz um esforço desnecessário para criar piadas sobre o nome mesmo que nem sejam engraçadas. Com a revelação desta semana então já devem saber do que estou a falar, a Xbox Series X, ou tal como muitos andam a dizer numa piada que honestamente é forçada, “Xbox SeX“.

Pessoalmente não acho que o nome seja mau, gostava de Xbox Scarlet mas “Series X” soa bem, isto até ao ponto em que a Microsoft chega-se e diz que Series X é apenas o nome da nova versão e que a consola em si chama-se Xbox. Isto significa que a próxima geração da Xbox Series X, isto é, da Xbox, poderá receber outros nomes que não estão relacionados com Series X o que apenas irá complicar as coisas ainda mais. É verdade que a desvantagem de a Microsoft ter lançado a sua primeira consola quando a Sony já possuía a PlayStation 2 trouxe uma desvantagem em termos de marketing pois PlayStation 3 soaria definitivamente melhor que Xbox 2 (que acabou por ser a Xbox 360).

Então como corrigir este problema? A meu ver a Microsoft podia simplesmente ter saltado um número tal como fez com as versões do Windows e assim o problema estaria resolvido. A Nintendo por sua vez decide chamar as suas consolas através do seu gimmick como GameBoy Color porque era a cores, Nintendo 64 porque tinha 64 bits, Nintendo DS de Dual Screen e até Nintendo Switch porque é possível trocar entre modo docked e portátil. Funciona bem mas ao mesmo tempo acaba por criar confusão, em especial quando a Nintendo decide eliminar esses gimmicks tal como aconteceu com a Nintendo 2DS e a nova Nintendo Switch.

Qual seria o nome perfeito para a nova Xbox? Não me importaria se eles tivessem começado uma nova série, e não me refiro à “Series X” mas continuarem a marca Xbox X desta geração e de a próxima consola chamar-se então Xbox X-2. Qual é a diferença? O simples facto de haver um X no nome. Xbox X-2 soa mais poderoso que Xbox 2 e é talvez a seguir esse raciocínio que a Microsoft tenha introduzido “Series X” tenha sido introduzido para a nova geração, apesar de a companhia insistir que o nome da nova consola é na realidade Xbox. Confuso, mas talvez fique mais claro quando eles publicarem uma nova consola ou uma nova versão da “Series X” que tenha um nome diferente.

No entanto onde é que o nome “Series X” irá chegar? Será que vai ficar ligado ao aspecto da consola e a Microsoft lançará uma “Series W” na mesma geração? E depois na geração seguinte iremos receber a Series X-2 e Series W-2? Qual é o objectivo deste nome e porquê a obceção da Microsoft com o X? Ou será apenas porque o X em numeração Romana é 10 e eles querem condizer com o Windows 10? Pela maneira como as coisas estão a andar não me espantaria se mais cedo ou mais tarde a Microsoft decidisse implementar o Windows nas suas consolas, afinal de contas as primeiras versões da PS3 eram compatíveis com Linux e juntar ambas as plataformas (PC e Xbox) seria uma jogada interessante.

Apenas resta esperar para ver onde isto vai levar, nomes à parte existe algo mais importante que as pessoas deviam ter em conta para nova geração e isto é os first party que a Microsoft irá oferecer com os vários estúdios que adquiriu, algo que esteve bastante em falta nesta geração. Mas enquanto que as pessoas focam-se nisso muitas falham em reparar a maneira em como a Microsoft começou a geração e a maneira em como esta a terminou. Devem-se lembrar da grande “controvérsia” que surgiu com as ideias que a Microsoft tinha para a Xbox One e que foram mudadas devido à sua recepção, mas se olharem para a consola agora (inclusive a versão que não aceita discos físicos) irão reparar que a Microsoft acabou por pôr em prática algumas das ideias que havia dito no início, embora um pouco mudadas, e o Game Pass (algo de enorme sucesso e uma excelente jogada por parte da Microsoft) é uma delas.

Fico curioso para ver o que será entregue não em termos de jogos mas em termos de novidades na próxima geração. Phil Spencer está correcto quando diz que VR em consolas é algo que não é pedido porque o PC é mais forte nesse aspecto, e por mais que a Sony tenha gozado com esse comentário eles não fizeram realmente nada com o PS VR (já para não falar de outras coisas), por isso até que quero ver se a Sony vai continuar a investir nessa plataforma com a PS5.

De qualquer maneira, ambas as consolas irão ter mais sucesso que a Stadia.

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram