Qual é a vossa execução favorita de Danganronpa?

Tendo em conta que Danganronpa V3: Killing Harmony está perto de ser lançado, esta é a altura mais que ideal para falar-mos de um dos aspectos mais importantes da série, as execuções. Obviamente que vai haver spoilers sobre os jogos (excepto Killing Harmony já que ainda não saiu no Ocidente), por isso caso ainda não tenham jogado todos até à altura o melhor é evitarem este artigo, caso contrário vão acabar por ter algumas das surpresas estragadas.

É impossível esquecer-nos da primeira execução de Danganronpa, afinal de contas é aquela que nos apresenta a todas as outras que vamos ver mais tarde, e não, não estou a falar de Leon e as mil bolas da morte, mas daquela “iron maiden” que vai fazer uma visita ao espaço e volta para a Terra logo no início do jogo. Não existe explicação para o que está a acontecer nem sobre quem é aquela personagem, mas mais tarde torna-se óbvio que essa personagem era o pai de Kyouko e que provavelmente aquele era o momento em que Monokuma (Junko) se apoderou de Hope’s Peak. Mas é aí que quero chegar, no primeiro jogo Kyouko é quem tem a minha execução favorita (mesmo tendo em conta que é um final alternativo), simplesmente pelo facto de que durante o jogo todo ela tenta ser calma e composta, e vê-la a encarar o seu fim com a reacção que mostra apenas revela que ela é uma personagem como todas as outras.

Agora, passando para a minha execução favorita da série, esta toma lugar em Danganronpa 2: Goodbye Despair e infelizmente foca-se na minha personagem favorita do jogo (a história podia ser diferente se Nagito estivesse vivo). As execuções iniciais do jogo foram um pouco água sem sal, especialmente comparados com o primeiro jogo, mas a de Chiaki (e Monomi) foi a melhor de todas (sim, incluíndo Gundam), devido a várias razões.

Primeiro existe o facto de ser a minha personagem favorita e a heroína do jogo, o que lhe oferecia plot armor, mas numa piada cruel a pior coisa a acontecer aconteceu. Excluindo a música (que está muito boa) tenho esta execução muito em estima devido ao facto de Chiaki ser a única personagem que começa a fugir a meio da execução, o que eleva a possibilidade de talvez ela conseguir escapar (tal como aconteceu no primeiro jogo com Naegi), mas no fim ela é presa na secção de Tetris, e no final a última peça, aquela que vai ditar a sua morte, fica parada durante uns bons segundos. Tempo mais que suficiente para levantar novamente a possibilidade de ela poder sair ilesa desta execução, algo que por fim acaba por não acontecer.

Então e vocês? Qual destas mortes macabras criadas por Monokuma é a vossa favorita? Partilhem na zona de comentários!

  • Guilhathorn

    As execuções que gostei de ver foram as da Junko e Celestia. De resto foram só desconfortantes e não faço distinção entre execuções e mortes em relação aos restantes personagens. As que tiveram mais impacto em mim foram as da Sayaka e do Chihiro, este último sendo a trap mais eficiente de todo o sempre.

  • A execução do Leon marcou-me bastante por ser das primeiras e por causa da imensa brutalidade. Mas confesso que a minha preferida é a da Junko no final do primeiro jogo. Soube tão bem vê-la sofrer.