PróximoNível Jukebox #45 – Resident Evil

PNJ-jukebox-resident-evil-pn

O Halloween já passou há alguns dias atrás, mas isso não me impede de falarmos um pouco mais sobre jogos de terror.

O PróximoNível Jukebox vai ser dedicado ao primeiro jogo da série Resident Evil, lançado em 1996 na PSone e criado por Shinji Mikami enquanto trabalhava na Capcom.

O meu primeiro contacto com a série foi com Resident Evil 4 na PS2. O jogo pode não ser muito assustador, mas na altura parecia ter um ar muito intimidante, principalmente nas primeiras horas (volto a relembrar, não gostava deste género de jogos quando era mais novo). Quando finalmente terminei-o, senti-me preparado para experimentar jogos com conteúdos mais maduros e violentos.

Só muito mais tarde é que tive curiosidade em jogar o primeiro jogo da série. É bastante diferente do que vi em Resident Evil 4: os controlos de tanque, a câmara fixa que alternava nos momentos mais inoportunos, as diferentes chaves que tínhamos que apanhar. Mas ambos os jogos partilham um pouco a mesma atmosfera opressiva.

No entanto, nem tudo em Resident Evil é completamente opressivo. Parte do charme do jogo vem da sua influência dos filmes B de terror, começando no vídeo introdutório. Sempre me incomodou a distinta diferença de cores entre o cabelo e a barba do Barry Burton.

Por falar no Barry, ele é responsável por uns dos diálogos mais espetaculares do jogo. Quem se pode esquecer do mítico “Jill Sandwich” e “Master of Unlocking“?

Apesar de ter os seus pequenos momentos cómicos, não nos podemos esquecer que Resident Evil deu origem ao género ‘survival horror‘. Era preciso fazer uma boa gestão dos nossos recursos, porque para além de serem escassos, não podíamos levar muitas coisas no inventário.

E toda a gente teve um momento em que saltou um pouco devido a susto inesperado. Para alguns deve ter sido a primeira aparição de um zombie ou o cão a saltar da janela. No meu caso, foi um pássaro que me assustou que partiu a janela ao entrar. Ave estúpida!

Resident Evil recebeu um remake para a GameCube em 2002 e foi lançado recentemente para as plataformas mais atuais. Nunca cheguei a experimentar, mas é algo que terei de fazer no futuro.

Também ainda tenho que jogar os outros dois jogos que saíram na PSone, especialmente o Resident Evil 2, não só porque é visto por muitos como o melhor da série, mas principalmente porque está lá o Leon Kennedy (fica assim revelada a minha man crush por ele).

Gostaram das músicas? Preferem os Resident Evil clássicos ou modernos? Qual é vosso jogo favorito da série? Não se esqueçam de comentar e não percam o próximo PN Jukebox que vai ser feito pela Adriana Silva e promete ser um pouco estranho.

Sérgio Batista

Membro do PróximoNível desde 2015. Tira fotos em demasia durante os eventos.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Share

You may also like...