PróximoNível Jukebox 29 – No More Heroes

pn-jukebox-no-more-heroes-pn-n

Com quase um mês de ausência, está na altura de trazer de volta a rubrica do PróximoNível Jukebox, desta vez dedicada ao No More Heroes.

Por alguma razão, os jogos do Suda51 nunca me cativaram inicialmente, mas depois de jogar Lollipop Chainsaw e Flower, Sun, and Rain, comecei a mudar de ideias. Após terminar o No More Heroes há uns dias atrás, estou muito perto de me tornar fã.

A introdução do jogo prepara-nos exatamente para o que vamos encontrar ao longo da história: personagens over-the-top, muita acção, e várias quebras da 4ª parede. Esta sequência é acompanhada com o principal tema musical, algo que vamos continuar a ouvir com diversas variantes no decorrer do jogo.

Como muita coisa em No More Heroes, a banda sonora é peculiar e inesperada. Apesar do estilo musical ser maioritariamente rock e techno, há espaço para algumas surpresas, como é o caso dos exemplos em baixo.

A primeira música é cantada por um dos bosses antes de nos enfrentar, e a segunda decorre durante um sonho algo retro depois de adormecermos numa viagem aborrecida de comboio.

O objetivo do jogo é enfrentar os 10 melhores assassinos do país, uns mais tresloucados do que outros, e chegar ao topo do ranking como o melhor assassino/otaku de sempre.

Como seria de esperar, cada assassino tem direito ao seu próprio tema musical. Destaco duas das minhas favoritas: a primeira é do Dr. Peace, detective corrupto e entusiasta de karaoke, e a segunda da Bad Girl uma jovem mulher que adora beber e usar vestidos Lolita.

Antes de cada confronto, podemos explorar a cidade do jogo, Santa Destroy, e visitar vários locais que nos podem ajudar na nossa aventura. Um desses locais é o ginásio do Thunder Ryu, o nosso mentor que insiste sempre para tirarmos a roupa e “certificar que temos o traseiro limpo” para aprender aquela técnica.

É aqui que podemos aumentar (um bocadinho) a nossa força e vitalidade enquanto ouvimos algo que soa estranhamente semelhante ao ‘Eye of the Tiger’.

E nós vamos precisar de muito treino (e dinheiro), não só para chegar ao topo do ranking, mas também para alcançar o final verdadeiro e ter um dos melhores combates do jogo.

Se são daqueles que julgam que a nova sabre-da-luz do próximo Star Wars é ineficiente, esperem até ver a arma do tipo que têm de enfrentar.

Após um combate árduo, ainda temos tempo para mais um plot twist e vários momentos que quebram a 4ª parede antes de chegarmos finalmente aos tão merecidos créditos.

No More Heroes está disponível para a Nintendo Wii e para a Playstation 3 numa versão melhorada chamada No More Heroes: Heroes’ Paradise. Caso estejam na dúvida em qual versão devem escolher, fica aqui esta música como incentivo, que está apenas presente na versão Wii.

Gostaram das músicas? Esqueci-me de destacar algumas das vossas favoritas? Acharam tudo uma porcaria? Dêem o vosso feedback nos comentários e não se esqueça de votar no poll abaixo para o próximo jogo a trazer ao PN Jukebox.

[poll id=”28″]

Sérgio Batista

Membro do PróximoNível desde 2015. Tira fotos em demasia durante os eventos.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Share

You may also like...