PróximoNível Jukebox 12 – Earthbound

pnjbox-12-earthbound-pn

Esta banda sonora é espectacular, mas antes começar a falar sobre ela, tenho que falar do jogo em questão.

Earthbound – ou Mother 2 como é que conhecido no Japão – é uma criação de Shigesato Itoi que trabalhava no estúdio de nome Ape. A sua visão para este RPG criou um jogo incrivelmente modesto mas também viciante e memorável. Toda esta modéstia centra-se no tema e localização do jogo, sendo a personagem principal um simples rapaz de uma pacata cidade equipado com um taco de baseball.

earthbound-rev-4-pn

A série Mother só chegou ao Ocidente no segundo jogo, pelo que sofreu alterações no nome. A Super Nintendo recebeu o jogo, mas apesar da enorme qualidade do jogo, este foi mal recebido no Ocidente, tendo explodindo recentemente com a era da internet e ganhando o estatuto de jogo de culto, tenho ganho a distinção de jogo invulgar e caro se formos procurar no eBay.

Na minha análise que podem ver aqui poderão perceber que eu fiquei rapidamente apaixonado pela série. Adoro tudo o que foi feito neste, desde a visão, tema, personagens, inimigos, mecânicas de combate, mas algo que me impressionou pela positiva foi sem dúvida a banda sonora.

Sempre que penso na banda sonora deste jogo, lembro-me rapidamente do álbum Pet Sounds dos Beach Boys, e isto devido ao uso variadíssimo de instrumentos e melodias que ficam gravadas no nosso subconsciente para sempre. A meu ver, a maneira como abordaram a banda sonora para Pet Sounds, foi a mesma que tiverem para Earthbound, criar uma manta sonora tão suave que encaixa quem nem luva nesta aventura.

O jogo está munido de temas memoráveis, e o uso das capacidades sonoras da Super Nintendo só podem ter sido puxadas ao limite. As composições ficaram a cargo Keichi Suzuki, um cantor-compositor que ficou ligado à série nos três únicos jogos que foram lançados, e o trabalho feito neste jogo foi muito ambicioso.

O trabalho feito para este jogo consiste em músicas que encaixam perfeitamente em cada momento, e apesar de serem simples melodias, cada uma delas está recheada de originalidade e passagens que enchem o coração. Escusado será dizer que tenho a banda sonora no meu iPhone e carro.

http://youtu.be/U32T4DIbCyQ

Interessante também é a maneira como o jogo consegue abranger vários géneros musicais para manter a experiência sonora fresca no jogo inteiro. Por vezes melodias simples, outras vezes teremos composições mais surreais e um pouco psicadélicas, há de tudo. Não se surpreendam se entrarem numa loja e começarem a ouvir reggea, oriental, em combate passar músicas techno, havendo até um tributo à música Johnny B. Goode de Chuck Berry.

É preciso dar também destaque aos efeitos sonoros que compõem toda esta sonoplastia de Earthbound e que é simplesmente fora de série. Desde barulhos de animais, natureza, ataques e até as raras vozes que aparecem no jogo, é tudo digno de ouvir com uns bons headfones.

http://youtu.be/CkwzRz4mKes

O culminar desta banda sonora centra-se no boss final, que começa com uma música bem ao estilo NES e depois passa o chip de som da Super Nintendo num género heavy/thrash metal que é impossível ficar indiferente.

Earthbound está disponível no Virtual Console da Wii U.

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Share

You may also like...