PróximoNível: Jogos do Ano 2016 – As escolhas de Luís Lemos

O novo ano já começou, mas também chegou a altura de olharmos para trás e vermos alguns dos jogos mais marcantes que 2016 nos trouxe.

Não foi um ano mau no que toca a lançamentos, houve grandes regressos, sejam eles mais antigos ou até mais recentes, mas também um ano de surpresas em vários sentidos.

Infelizmente 2016 foi um daqueles anos em que muitos jogos me passaram do radar e não pude experimentar tudo aquilo que queria, e como é possível ver na minha lista de jogos escolhidos, não existe um único título indie. Esperamos que este novo ano traga mais oportunidades nesse sentido.

Sendo assim fiquem com a lista dos meus cinco jogos favoritos do ano anterior e esperamos que próximo ano nos traga mais e melhores jogos.

5 – DOOM (PC, PS4, Xbox One)

Muito honestamente, eu não esperava que este fosse um bom jogo. Não sei, mas havia qualquer coisa que me deixava com poucas esperanças quanto ao jogo…estava enganado. O que a id Software fez foi pegar na essência de DOOM que conhecemos hoje em dia e tornar esta ideia mais moderna, o que resultou. Esperamos que esta ideia seja ainda mais aprimorada no futuro.

 

4 – Gears of War 4 (PC, Xbox One)

A série Gears of War fez finalmente a sua estreia na Xbox One, e com uma nova aposta vieram novas ideias. Somos então apresentados a um novo elenco de personagens, novos inimigos e até elementos novos na jogabilidade já bem polida. É um regresso em cheio desta grande série que não só traz uma campanha consistente como um multiplayer altamente viciante.

 

3 – Forza Horizon 3 (PC, Xbox One)

O trabalho em equipa da Turn 10 e da PlayGround Games gerou um novo Forza Horizon. A estreia não podia ter sido das melhores, no qual os estúdios conseguiram dar uma excelente experiência no que toca à exploração, coleccionismo de automóveis e o multiplayer altamente viciante completa ainda mais esta aposta que durante muito tempo não será esquecida.

 

2 – Dark Souls 3 (PC, PS4, Xbox One)

A From Software conquistou uma legião de fãs com a série Souls, e Dark Souls 3 é a continuação daquilo que já havia feito, mas melhor ainda! Este novo capítulo para as plataformas mais recentes mostra todo o pedrigree que já nos tem habituado, e cujo o resultado volta a ser o somatório de uma jogabilidade muito viciante mas também punitiva, com um ambiente negro e genial. Não percam!

1 – XCOM 2 (PC, PS4, Xbox One)

Firaxis Games has done it again! Apesar de ter sido um título que não analisei no nosso site dado ao facto de não nos ter sido enviada uma cópia para tal, o tempo que experimentei este jogo foi o suficiente para descobrir rapidamente que a fórmula de XCOM: Enemy Unknown está ainda mais ampliada. O jogo começa ao explicar que não somos nós a defender o planeta terra, mas sim os aliens que conseguiram conquistá-lo, no qual teremos que o reconquistar.

Toda a tensão que o capítulo anterior transmitia para o jogador está novamente presente e irá colocar o jogador num modo pensativo em inúmeras situações, como se de um jogo de xadrez se tratasse. É sem dúvida um jogo excepcional e que só mostra todo o potencial deste fantástico estúdio que também está responsável pela série Civilization.

 

———

Revejam aqui as escolhas dos outros editores:

PróximoNível: Jogos do Ano 2016 – As Escolhas do Daniel Silvestre
PróximoNível: Jogos do Ano 2016 – As escolhas do Mathias Marques
PróximoNível: Jogos do Ano 2016 – As escolhas do Alexandre Barbosa
Jogos do Ano 2016 – Votação da Comunidade

Share

You may also like...