Nintendo corta relações com site português responsável pelos leaks de Pokémon Sword e Shield

Quando estava a poucas semanas de ser lançado, Pokémon Sword e Pokémon Shield começaram a ser alvo de vários leaks que passavam a estar disponíveis através da Internet, chegando um pouco a todos os meios e redes sociais.

Hoje, a Nintendo Portugal rompeu o silêncio com um Press Release oficial com a posição da Nintendo e da The Pokémon Company, que revelaram ao público que os leaks foram propagados por um colaborador do site FNintendo que teve acesso ao jogo de forma antecipada para realizar a sua análise.

Eis o comunicado enviado aos meios portugueses:

No início de novembro, a Nintendo identificou uma série de fotografias de um ecrã a exibir imagens de vários Pokémon – na altura ainda não anunciados –, dos jogos Pokémon Sword e Pokémon Shield. Essas fotografias foram partilhadas indevidamente online e a Nintendo, juntamente com a The Pokémon Company, identificou rapidamente a pessoa responsável por essa partilha indevida e tomou medidas imediatas.

Esses Pokémon foram partilhados indevidamente por um colaborador do site português FNintendo, que havia recebido uma cópia antecipada do jogo para fins de análise. Ele e a FNintendo falharam em lidar com material confidencial, o que resultou numa clara violação do acordo de confidencialidade entre a Nintendo e o meio de comunicação. Como resultado, a Nintendo não colaborará mais com a FNintendo.

A Nintendo protegerá sempre a sua propriedade intelectual e as suas marcas. As partilhas indevidas prejudicam não apenas a Nintendo, mas os milhares de funcionários que trabalham arduamente nestes jogos e os milhões de fãs em todo o mundo que adoram notícias e surpresas.

Surpreender e cativar os jogadores com novas experiências é uma paixão partilhada pela Nintendo e pela The Pokémon Company. Recorreremos a todos os recursos para garantir que continuem sempre a existir surpresas para os futuros jogadores de jogos Pokémon.

Devido à situação envolver tanto os meios portugueses que vos trazem as notícias e análises dos jogos Nintendo, como a própria Nintendo Portugal que opera directamente no nosso país, o PróximoNível entrou em contacto com a Nintendo Portugal e recebemos respostas do Public Relations Officer, Gonçalo Brito:

  • PróximoNível – “Existirá alguma mudança na posição da Nintendo de agora em diante em relação ao meios nacionais?”

Nintendo – “Estamos sempre a tentar melhorar a nossa relação de trabalho com os media, mas para já não temos nada de novo a anunciar sobre este tópico.”

  • PróximoNível – Haverá alguma penalização para a acção da Nintendo Portugal no nosso território?

Nintendo – “Cessámos de imediato a nossa relação comercial com a FNintendo, o que significa que o meio já não irá receber informação confidencial, jogos inéditos e acesso a eventos da Nintendo com conteúdo não anunciado. Para já não temos para qualquer informação sobre outras possíveis “penalizações”.”

É preciso relembrar que cada meio tem de assinar uma folha de embargo clara sobre o que pode ou não pode ser publicado e que houve uma grave vilolação desse embargo, mas é preciso lembrar também que o meio envolvido, embora tenha assumido correctamente responsabilidade sobre a situação, é composto por vários membros que poderão não estar ligados ao acontecimento.

Situações como esta podem manchar as relações de meios nacionais e internacionais, dificultando a disponibilização e acesso a materiais que são usados para vos trazer novidades e análise de jogos, filmes, entre outros. Esperemos que esta situação não abra portas para possíveis bloqueios e até limitação do trabalho que a Nintendo possa desenvolver no nosso país.

Caso queiram saber mais sobre Pokémon Sword e Pokémon Shield podem ler aqui a nossa análise:
Análise – Pokémon Sword & Pokémon Shield

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram