Game of Thrones T6 – Resumo “The Winds of Winter”

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-00-pn

AVISO: Este artigo contém spoilers do 10º episódio da temporada 6 de Game of Thrones. Se ainda não o viram, voltem aqui após o terem feito. Não me culpem se ficarem a saber antes do tempo que o Inverno chegou.

Após 2 meses, chegamos ao 10º e último artigo de resumo sobre a sexta temporada de Game of Thrones. Isto foi uma experiência nova que quis trazer para o PróximoNível para falar mais ao pormenor e sem receios do que aconteceu em cada episódio, em vez de resumir toda a temporada numa única análise. Tirando os dias de atraso, fico orgulho por ter cumprido até ao fim e espero que tenham gostado. Digam nos comentários se querem que volte a fazer isto para a próxima temporada, ou possivelmente, para outras séries.

Sem mais demoras, vamos começar a falar do episódio “The Winds of Winter“. Tal como o episódio anterior, este serviu para compensar alguns dos episódios mais fracos da temporada, e relembrou mais uma vez os pontos fortes da série. Para além de ser um episódio satisfatório por si só, consegue elevar o nosso entusiasmo para a próxima temporada sem recorrer a cliffhangers manhosos.

Começamos em King’s Landing para o julgamento de Loras Tyrell e Cersei Lannister. Depois de Loras confessar os seus pecados, Lancel é enviado para buscar Cersei mas é chamado a atenção por uma criança e começa a persegui-la. Magaery Tyrell suspeita de imediato que a ausência do rei Tommen e Cersei não é por acaso, mas o Alto Pardal não dá importância e impede toda a gente de sair do Septo.

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-01-pn

Este excesso de confiança acaba por condená-los a todos, uma vez que Lancel descobre uma enorme quantidade de wildfire por baixo do Septo. A explosão que segue não só mata Lancel, como também o Alto Pardal, a Fé Militante, grande parte dos membros-chave dos Tyrell, e as centenas de pessoas inocentes que estavam arredores naquele preciso momento. Entretanto, Cersei assiste à destruição numa varanda a beber vinho com toda a classe do mundo.

Estes primeiros 20 minutos do episódio são marcados por momentos onde as personagens não chegam a falar, mas comunicam tanto pelo olhar e as suas expressões, tudo acompanhado de forma elegante pela música. Já era esperado que Cersei iria utilizar o wildfire, mas nunca desta forma tão eficiente. Durante toda a temporada, ela deu pouco nas vistas e apenas em um episódio conseguiu eliminar todos os seus inimigos conhecidos em King’s Landing, sem esquecer o assassinato do meistre Pycelle por crianças e as futuras sessões de tortura da Septa Unella com o Frankentanha.

No entanto, este acontecimento acabou por ter uma consequência inesperada. Ao testemunhar o que aconteceu ao Septo, Tommen decide acabar com a sua vida e suicida-se ao atirar-se da janela. Tal como a profecia dizia, os três filhos de Cersei, aquilo que ela mais amava no mundo, todos eles acabaram por morrer. Agora só existe uma pessoa que pode manter a pouca humanidade que ainda sobrou dentro dela.

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-02-pn

Continuamos para Riverlands onde os Frey e os Lannister festejam a conquista do castelo de Riverrun. Enquanto Jaime Lannister não está a atrair as atenções de todas as mulheres presentes, ele tem uma pequena conversa com Walder Frey. É feita uma pequena comparação entre os dois, sendo ambos regicidas de uma forma, e que não ligam ao que os outros pensam desde que sejam temidos. Jaime responde que ninguém teme os Frey e faz um reparo quanto à verdadeira utilidade deles. Tirando a sua localização entre o norte e o sul, é incrível como Walder Frey aguentou este tempo todo. Também não nos podemos esquecer que estamos a falar de um lorde que chegava tarde às guerras para aliar-se ao claro vencedor.

Avançamos para a cena “mais interessante” do episódio onde Samwell Tarly chega a Oldtown e enfrenta um inimigo mais terrível do que os White Walkers: burocracia. Acredito que Sam vai ter acesso a muita informação valiosa na biblioteca, mas questiono se os meistres não estarão um pouco desligados dos problemas a sério a decorrer no mundo exterior.Nem têm os dados atualizados dos comandantes da Night’s Watch, que falta de profissionalismo.

Em Winterfell, Melisandre admite a Jon Snow e Davos que a princesa Shireen foi queimada viva como último recurso para ajudar Stannis na luta contra os Bolton. Devastado, Davos pede a Jon Snow para ela ser executada pelos seus crimes, mas Jon (ou os produtores) tem outra ideia e envia-a para o sul. Parece que esta não vai ser a última vez que vamos ver a mulher vermelha. Talvez na próxima temporada ela junta-se à Brotherhood Without Banners, à Daenerys ou pode ser o próximo alvo de uma certa pessoa?

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-03-pn

Depois de uma enorme ausência desde o primeiro episódio desta temporada, Dorne regressa dos confins do esquecimento. Olenna Tyrell , agora a gerir a Casa Tyrell, discute com Ellaria Sand numa forma de obter vingança e justiça pelo o que Cersei lhes fez. É então que surge Varys e ficamos a perceber quem são os aliados em Westeros que ele tinha referido a Tyrion. Por este andar, a Cersei vai ter de arranjar uns novos amigos depressa antes que a Dany chegue.

Mas antes de atravessar o oceano, Daenerys tem um último assunto a tratar em Meereen. Ela pede a Daario Naharis para ele e os Second Sons ficarem a proteger a cidade, mas Daario está tão farto de Meereen como nós e quer estar com ela, porque a ama e toda essa cena fatela que a Dany já teve de aturar com o Jorah. Ele topa que a lógica da explicação tem muita pinta de anão, e não me admirava se tudo isto era um plano do Tyrion para tê-la só para ele (o tolo!). O que até funciona em parte porque é nomeado Mão da Rainha. Mais uma vez, é bom ver que a química entre as duas personagens está a funcionar.

Voltamos ao castelo de Walder Frey mais uma vez para um momento que apanhou-me de surpresa, apesar de já suspeitar que algo mau ia acontecer naquele salão. Afinal de contas, estamos a falar do mesmo salão onde aconteceu o Red Wedding, e é precisamente devido a esse evento que Arya Stark assassina o Walder Frey. Sim, ela já está em Westeros e vai continuar a riscar nomes da sua lista. Que se lixe a família, há alvos a abater e já tratou do mais fácil, porque dificilmente iríamos ver o Walder Frey fora daquele castelo.

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-04-pn

Enquanto uns Stark andam por aí a fazer tartes de carne, outros Stark percorrem além da Muralha. Benjen “Cara Comida” Stark despede-se de Bran e Meera porque não pode atravessar a Muralha enquanto estiver em pé (por enquanto) devido a cenas místicas e mágicas. Já que está ao pé de uma weirwood, Bran aproveita para continuar a sua série do Netlflix, “Tower of Joy“, que o Corvo Trizarolho não deixou ver até ao fim. Desta vez o jovem Ned Stark encontra a sua irmã Lyanna e temos essencialmente a confirmação da teoria que muitos fãs já andavam há bastante tempo a especular: R mais L é realmente igual a J. Nunca chega a ser dito diretamente, é tudo feito de forma subtil. Uma simples transação da imagem do bebé para a cara do Jon Snow do presente e ênfase da música.

Por falar em Jon Snow, voltamos a Winterfell com toda a gente a discutir os assuntos do costume. Aí o Inverno chegou, aí a verdadeira guerra não acabou, aí aquele moço bateu-me. Foi preciso a Lady Mormont mostrar quem tem os maiores tomates ali (desculpem pela expressão) mais uma vez e dá o seu apoio a Jon Snow. Curioso que ela é a primeira pessoa a falar e partilha do mesmo nome da verdadeira mãe de Jon. Todos os outros lordes do norte juntam-se a ela e declaram Jon Snow como “THE KING IN THE NORTH!“. Para quem estava morto no início da temporada, isto é uma evolução enorme, mas por esta altura eu acho que o povo do norte já aproveita qualquer chance para chamar alguém “THE KING IN THE NORTH!” só porque adoram gritar “THE KING IN THE NORTH!“.

Quem não deve ter ficado muito contente com isto foi o Littlefinger, e Sansa também de uma certa forma. Acredito que Sansa esteja em parte feliz por Jon, mas ela é que trouxe o exército do Vale para vencer a batalha contra Ramsay e não recebeu nenhum reconhecimento. Também é capaz de ser um pouco manipulada pelo Littlefinger, apesar de não confiar totalmente nele, com as conversas de Sansa ser uma filha legítima e Jon um mero bastardo (as coisas que não sabem). Se Littlefinger planeia tornar a imagem da sua cabeça verdadeira, vai haver alguns problemas entre Jon Snow e Sansa Stark.

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-05-pn

Numa altura do episódio em que eu já dizia “O quê? Ainda há mais?”, Jaime Lannister regressa a King’s Landing, mesmo a tempo da coroação da sua irmã. Para tal acontecer, Jaime deve ter feito as contas e percebido o que aconteceu ao seu filho. Com Tommen morto (e muitos outros), Cersei é escolhida como a nova rainha dos Sete Reinos e isto são más notícias para toda a gente. Mesmo com vários inimigos a caminho, já vimos pelo exemplo do Alto Pardal que a Cersei não é alguém que deve ser subestimada. Pelo lado positivo, o fato novo dela está de arrasar!

Finalmente, chegamos ao fim do episódio com Daenerys Targaryen a caminho de Westeros com a sua frota e exército. Mas provavelmente aquilo que chamou mais a atenção foi o teletransporte do Varys – deve ser algum género de super-poder dos eunucos. Eu percebo que ele tem de voltar para falar dos novos aliados e que não querem perder minutos do episódio com ele a regressar de barco, mas a passagem de tempo não é tão evidente.  Mas pronto, não faz mal porque já podemos dizer finalmente adeusinho a Meereen.

Para resumir tudo isto: Jon Snow é o novo “THE KING IN THE NORTH!“, enquanto Cersei Lannister é a rainha disto tudo, Arya Stark já está em Westeros e Daenerys ainda está a caminho. Acho que isto é uma boa forma de deixar-me minimamente interessado para a próxima temporada… que chega daqui a 1 ano…

game-of-thrones-t6-the-winds-of-winter-06-pn

Avaliação: muito bom
Nº de morte: estás a dificultar-me a vida, Cersei
Nível de nudez: meh

O que acharam sexta temporada de Game of Thrones?

View Results

Loading ... Loading ...

O que acharam deste episódio final e da temporada em geral? Não se esqueçam de comentar, e mais uma vez, espero que tenham gostado de acompanhar estes artigos.

 

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

More Posts

Follow Me:
FacebookYouTube

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

  • Lfo
  • Sururu

    Um irmão que não sabe que tem uma irmã.
    Uma irmã que não sabe que tem um irmão.
    Um trono para dois! Será? Digo eu, é a minha cabeça a magicar.

    • r2

      Casam um com o outro, sansa fica rainha no norte. Done xD

      • Sururu

        Humm !
        Não é desses que estou falar.

        • Vasco Neves

          ??

          Se as teorias se confirmarem, esses nem são irmãos mas sim sobrinho e tia.

          • Sururu

            O novo rei do norte e a mãe dos 3 bicharocos são irmãos, ou melhor, meio irmãos. O pai é o mesmo.
            Mas isso é a minha cabeça a funcionar, pois foi isso que depreendi do episódio de ontem.

          • Vasco Neves

            Não. O Jon é filho da Lyaara Stark e do Rhaegar Targeryan que é o filho mais velho do Mad King (Aerys Targaeryan). Como o Rhaegar é irmão da Dany, a mesma é tia do Jon!

          • Kanudo

            Fizeste bem em realçar isto, pois eu também estava a confundir um pouco as linhagens.
            Portanto o Jon Snow tem uma tia por volta da mesma idade que ele x)

          • Vasco Neves

            Yap, basicamente xD

          • Sururu

            Só eu não temho uma tia desta qualidade 😛

          • Kanudo

            É como o Vasco está a dizer. O Mad King (Aerys II Targaryen) teve três filhos, todos da mesma mulher:
            – Rhaegar Targaryen (Jon Snow é o seu filho ilegítimo com Lyanna Stark)
            – Viserys Targaryen (o irmão besta que levou com ouro derretido na 1ª temporada)
            – Daenerys Targaryen (a nossa Mãe de Dragões)

          • Sururu

            Eu disse que o Snow é filho, tu dizes que é neto.
            Hummm! Também não está mal pensado.
            Mas que pista tens para pensar assim? Les-te em algum sitio?

          • Kanudo

            Isso é algo que podes verificar facilmente nas wiki de Game of Thrones ou até mesmo pesquisar a árvore genealógica dos Targaryen no Google.
            http://gameofthrones.wikia.com/wiki/House_Targaryen

  • r2

    I guess Tommen had a King’s Landing. xD

    Há tanto para dizer deste episódio que nem me apetece escrever, daqui a 10 meses fala-se mais. Até lá que venha The Walking Dead.

  • Zalphor

    Adorei a análise feita a todos os episódios nesta rúbrica que reconheço como a melhor. No final de cada episódio faço sempre questão de varrer a internet (às vezes mais, outras menos) e esta é sem dúvida a melhor. Farto-me de rir com a escrita jocosa, as metáforas bem conseguidas e o retrato do grande plano é sempre bem apanhado. Sendo um artigo com uma certa dose de opinião, agrada-me o ritmo e a tua moderação permitindo que eu receba a tua análise sem me sentir invadido pelo desnecessário. É sempre um bom momento para reapreciar o que já vi, e valorizo este conteúdo sobretudo pelo BOM GOSTO e entrega a uma série que mexe muito comigo e com muita gente. Obrigado e espero que continues a fazer este trabalho para a próxima Season porque gosto muito.

  • Se forem inimigos da Cersei e não tiverem um exercito é melhor começar a correr.