Game of Thrones T6 – Resumo “The Broken Man”

game-of-thrones-t6-the-broken-man-00-pn

AVISO: Este artigo contém spoilers do 7º episódio da temporada 6 de Game of Thrones. Se ainda não o viram, voltem aqui após o terem feito. Não me culpem se ficarem a saber antes do tempo que a Lady Mormont não está para aturar com as vossas tretas.

Começamos a dar os últimos preparativos para o final desta temporada de Game of Thrones. Não ocorreram grandes revelações, mas são exploradas um pouco algumas das personagens secundárias de série e como estão a lidar com este mundo quebrado.

Antes sequer de começarem os genéricos, vemos um grupo de pessoas alegres a construírem o que parece ser uma igreja no meio das planícies de Westeros. Somos introduzidos a uma nova personagem interpretada pelo Ian McShane, um pregador chamado Ray. Eu vou tratá-lo por Ian McShane de qualquer forma, também a personagem dele não dura muito tempo.

Mas ele nem é o mais relevante nesta cena, o que interessa é o homem que aparece a levar um tronco sozinho e revela ser Sandor “The Hound” Clegane. A última vez que vimos o Hound foi no último episódio da 4ª temporada que caiu dum monte abaixo após uma luta contra a Brienne das Tartes e abandonado pela Arya Stark às portas da morte. No momento em que não o vimos a morrer em cena, havia uma certa hipótese de voltar o Hound na série. Para alguém que partiu a perna, ele está com bom aspecto, tendo em conta a cicatriz na cara e tudo mais.

Com excepção de Ian McShane, o resto do grupo sente-se pouco intimidado pelo Hound. Não parecem estar muito longe do local onde ele foi encontrado quase morto, e goza agora uma vida mais pacífica como lenhador. É bom tê-lo de volta e vai ser interessante ver a reação da Brienne, Arya, e até mesmo do irmão Frankentanha, quando descobrirem que o Hound ainda está vivo.

game-of-thrones-t6-the-broken-man-01-pn

Em King’s Landing, Margaery Tyrell retoma o seu lugar de rainha sob o olhar atento da Septã Unella. Após alguns conselhos matrimoniais e uma ameaça subtil do Alto Pardal, Margaery tenta convencer a sua avó Olenna Tyrell a regressar até Highgarden. Ela dá à sua avó discretamente um papel com uma imagem do símbolo da sua casa, demonstrando que a sua verdadeira lealdade pertence aos Tyrell e que tudo isto não passa de uma farsa (quem diria).

No entanto, antes de partir para Highgarden, Cersei Lannister aproveita para ter uma última conversa com a vovó Tyrell. Cersei tenta convencê-la que as suas casas precisam de estar unidas para vencer o Alto Pardal, mas Olenna não está muito interessada em voltar a confiar num Lannister e atira algumas verdades na cara dela. Duvido que Cersei tenha tanta sorte com Margaery e apesar de estar a ser mais cuidadosa, está claro que ela está a perder a vantagem, o que a torna ainda mais perigosa.

Se há algo que relembrei com o pequeno flashback do rei louco Aerys II Targaryen no episódio anterior, é que ainda existe uma grande quantidade de wildfire escondida em King’s Landing. O que aconteceria se Cersei tivesse conhecimento disto?

game-of-thrones-t6-the-broken-man-03-pn

Jon Snow, Sansa Stark e Davos “Cebolas” Seaworth seguem na sua campanha de recrutamento de soldados para a batalha contra os Boltons na Wrestlemania do Norte. Primeiro, vão ter com os selvagens, ou os “homens livres”, e não foi muito complicado convencê-los, tendo em conta que os Boltons iriam atrás deles de qualquer forma e que Jon Snow deu literalmente a vida por eles para passarem o outro lado da Muralha. O gigante até disse “Snow” e tudo.

Depois seguiram para Bear Island onde conhecemos Lyanna Mormont, sobrinha do falecido comandante da Night’s Watch Jeor Mormont. Esta miúda de 10 anos não perde tempo com conversa fiada e muita gente já ficou fã da personagem. Foi preciso o Cebolas falar para chamar a atenção da pequena senhora, referindo que o Norte tem que estar unido para a verdadeira batalha com os mortos. Curiosamente, ninguém questionou esta menção aos mortos-vivos e agora têm 62 soldados ao seu dispor. Acho que a Sansa Stark teria ficado mais satisfeita com 62 ursos.

Por fim, falam com a Casa Glover, mas eles recusam juntar-se ao exercito deles depois do que aconteceu a Robb Stark e mal recuperaram o seu castelo dos homens de ferro. Com um número pequeno de soldados em comparação aos Bolton e ainda com conflitos entre si, Sansa sabe que precisam de mais homens para aumentar as suas hipóteses de ganhar. Ela prepara uma carta que está certamente destinada a Littlefinger para pedir ajuda. Já sabemos que Littlefinger não é de confiança, por isso vamos ver se isto não revela ser um enorme erro.

game-of-thrones-t6-the-broken-man-04-pn

Em Riverrun, Jaime Lannister e o seu compincha Bronn (bem-vindo de volta) começam uma nova aventura juntos em organizar o cerco ao castelo, não importa quantas chapadas com a mão d’ouro deve dar. Os Freys tentam persuadir o Brynden “Blackfish” Tully a render-se ao ameaçar matar o seu sobrinho Edmure Tully, mas este não se importa muito. Jaime tem menos sorte quando fala com o Peixe Negro em pessoa, que chega a relembrar a promessa que Jaime fez a Catelyn Stark de trazer de volta Sansa e Arya em troca do seu regresso a King’s Landing. O Peixe Negro não tem problemas em passar 2 anos a proteger o castelo, tempo que Jaime não está disposto a perder. Talvez a chegada de Brienne das Tartes vai acelerar as coisas.

No outro lado do mundo, Yara Greyjoy e os restantes homens de ferro fugitivos desfrutem um pouco dos prazeres que Volantis tem a oferecer. Contudo, Theon Greyjoy tem alguma dificuldade em ter a mesma excitação que os seus companheiros, o que é compreensível. Theon ainda está a recuperar daquilo que aconteceu às mãos do Ramsay Snow, mas Yara encoraja o seu irmão a voltar a ter confiança, caso contrário é preferível suicidar-se. Um pouco agressivo, mas a conversa parece ter efeito.

Aparentemente, o seu plano é chegar a Meereen e negociar algo com a Daenerys. Acredito que ela vai aceitar tê-los ao seu lado, mas o que vai acontecer se o Euron Greyjoy aparecer com a tal frota de mil navios e exigir os seus sobrinhos em troca? Se Yara e Theon criarem uma boa impressão na Rainha Dragão, o mais provável é eliminarem Euron e os dois é que ficam a controlar a frota.

game-of-thrones-t6-the-broken-man-05-pn

Continuamos para Braavos onde Arya Stark prepara para viajar de volta a Westeros. Ela é surpreendida por uma idosa que revela ser a Waif e leva umas quantas facadas no abdómen. Normalmente este seria o tipo de cliffhanger esperado para terminar um episódio de Game of Thrones, mas esta nem foi a última cena do episódio, foi a penúltima. Para além disso, Arya estava a agir de uma forma um pouco estranha, portanto eu acredito que aquela não era a verdadeira Arya Stark, era antes Jaqen H’ghar. Lembram-se na 2ª temporada quando ele prometeu matar 3 pessoas e o 3º nome que Arya referiu foi o dele? Será que esta foi a maneira de Jaqen cumprir o que devia para ajudá-la? Seja como for, ele vai ficar muito desiludido com a Waif por não ter dado uma morte rápida à Arya como pediu.

Para terminar, voltamos a ver o Hound no seu grupo de reabilitação quando recebem a visita de 3 membros da Brotherhood Without Banners à procura de mantimentos. Apesar dos avisos do Hound, Ian McShane não quer resolver o problema com violência. Claramente, ele não está aqui há tanto tempo como o Hound que já sabe como as coisas funcionam em Game of Thrones. Ian McShane e toda a gente no grupo são mortos, sobrando apenas o Hound que não vai esperar que os deuses dêem ouvidos às suas prezes. Talvez vamos ter uma desforra entre o Hound e o Beric Dondarrion.

Avaliação: bom
Nº de morte: Uns 30 hippies e uma por confirmar
Nível de nudez: moças de Volantis

 

O que acharam deste sexto episódio? Não se esqueçam de comentar e cá estarei de voltar para falar do próximo episódio, “No One“.

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

More Posts

Follow Me:
FacebookYouTube

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

  • r2

    Temporada dos regressados, Mountain, Jon snow, hound, até ned stark apareceu em versão jovem, Rickon é mais um que já não era visto há muito, até o tio Ben voltou como white walker. Digo que a próxima personagem a regressar será a Cait stark xD

    • Kanudo

      Começamos a ter mais personagens a regressar do que propriamente a morrer x)

      • r2

        Diz isso aos Khals que assaram há uns episódios ou aos hippies deste último xD

        • Kanudo

          *personagens relevantes 😛

          • r2

            Pronto, diz isso aos Direwolves que morreram ahah

  • Silver4000

    “Game of Thrones não tem medo de matar personagens.”
    Anos mais tarde e metade das mesmas regressa viva… seriously…

  • Marco Correia

    Porra Kanudo, grande master race ai nas pics……….em comparação o resto do site é https://www.youtube.com/watch?v=QEzhxP-pdos

    • Kanudo

      Já sabes como é 😉

      • Marco Correia

        Tiveste um bom mestre