Game of Thrones T6 – Resumo “No One”

game-of-thrones-t6-no-one-00-pn

AVISO: Este artigo contém spoilers do 8º episódio da temporada 6 de Game of Thrones. Se ainda não o viram, voltem aqui após o terem feito. Mas já passou quase uma semana, por isso não vão saber nada de novo provavelmente.

Com a E3 2016 a decorrer, muita da minha atenção estava virada para as conferências, livestreams e novidades que surgiam todos os dias. Nomeadamente por isso, e parcialmente por preguiça, não cheguei a escrever algo sobre o episódio “No One” de Game of Thrones. Como falta pouco tempo para a exibição do próximo episódio, este artigo vai ser mais pequeno do que o costume, mas espero conseguir demonstrar porque achei que este episódio foi o mais fraco da temporada até agora.

Primeiro, vamos começar pelo lado positivo. Como esperado, voltamos a ver Sandor “The Hound” Clegane a entrar literalmente a matar neste episódio e todas as suas cenas são brutais. Ele persegue os assassinos do seu grupo de reabilitação e encontra-se de caras com Beric DondarrionThoros of Myr da Brotherhood Without Banners. Por esta altura, já devemos ter mais personagens relevantes a regressar do propriamente a morrer.

game-of-thrones-t6-no-one-01-pn

Em King’s Landing, o irmão meio-morto de Hound tenta não ficar atrás na contagem de mortes e executa um valente fatality para demonstrar à Fé Militante que Cersei ainda tem alguns trunfos. Infelizmente para ela, e para nós, não vamos poder ver mais desta violência gratificante porque o inútil do rei Tommen baniu os julgamentos por combates. Mas parece que Qyburn confirma a Cersei um certo rumor que pode ou não estar relacionado com o que disse no artigo anterior sobre o wildfire escondido na cidade.

Passamos para o outro irmão Lannister mais bonito em Riverrun que voltamos a ver a falar com Brienne das Tartes após a 4ª temporada, assim como um bom momento de interação entre Bronn e Podrick Payne. Jaime relembra-me mais uma vez porque é uma das minhas personagens favoritas da série e consegue executar o seu plano de conquistar o castelo em tempo recorde para voltar rápido para junto da sua querida e doce irmã. As únicas pessoas que ficam a perder é Brienne que regressa para o norte sem um exército para Sansa, e Blackfish, a única pessoa com noção naquele castelo que acaba por ter uma morte insatisfatória fora de cena.

game-of-thrones-t6-no-one-02-pn

Mas se vamos falar de momentos insatisfatórios, vamos falar do final do arco da história de Arya Stark em Braavos. Ao contrário das minhas teorias “sem fundamento” no artigo do episódio anterior, foi mesmo a verdadeira Arya que levou com facadas no abdómen. Depois de uma recuperação incrivelmente rápida, pelo menos o suficiente para correr uma meia maratona, Arya é confrontada por Waif. Finalmente tinha a chance de ver umas das mortes que mais desejava ver na série, e o que acontece? Fica tudo escuro e não se viu nada! De seguida, Arya fala com Jaqen, este diz que ela já não é ninguém, ela diz que é na verdade alguém e que vai para casa, e ele… aparentemente aprova. Sinceramente já nem sei qual é o objetivo de Jaqen, o que interessa é que Arya vai sair dali para fazer coisas mais interessantes.

Só falta mesmo mencionar que Daenerys chega finalmente a Meereen… e é só. Não a vimos em ação com a cidade a ser atacada, nem muito menos os dragões e os dothrakis, e quase aposto que a batalha vai estar resolvida quando ela surgir novamente nos próximos episódios. Ao menos vimos o Tyrion a beber e a contar piadas, era mesmo isso que queria vê-lo a fazer em Essos

Avaliação: razoável
Nº de morte: 10
Nível de nudez: pénis de cão

 

O que acharam deste sexto episódio? Não se esqueçam de comentar e cá estarei de voltar para falar do próximo episódio, “Battle of the Bastards“, também conhecido como “Wrestlemania do Norte“.

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

More Posts

Follow Me:
FacebookYouTube

Sérgio Batista

Escolhido da ‘pug life’ que gosta sempre de arranjar jogos novos para a PS2.
Cosplayer casual, tira fotos em demasia nos eventos.

  • Sururu

    “Nível de nudez: pénis de cão”
    Só por isto, 10 pontos para esta análise.

    É que ainda fiquei ai uns 10 segundos a pensar, onde é que estes gajos conseguiram ver isso……

    • Kanudo

      Aparece durante meros frames mas ficou queimado na minha mente.