Final Fantasy XV – BroTrip Journal #6 (Final)

Abri o artigo anterior com o assunto das dungeons, e o pequeno trabalhinho que tive ao explorar os esgotos. Comparado à última dungeon que tive de enfrentar para poder recuperar a última Royal Arm os esgotos eram brincadeira de criança. Passei quase 3H naquilo, sem poder gravar o jogo, uma vez que não é possível dentro de dungeon, a deambular por aquele lugar com os piores inimigos do jogo inteiro.

Como se não fosse suficiente ter os Thunder Bomb, que aparecem aos montes e que acabam por rebentar se não forem eliminados a tempo, criando assim uma enorme onde de electricidade (mais o dano da explosão), os mesmos não morrem apôs essa explosão, e existe sempre um ou dois chefes que continuam a fazer spawn de Bombs menores…

Mas na equipa alguém pensou numa brilhante ideia e disse “vamos adicionar um puzzle onde o jogador terá que enfrentar 3 Red Giants e 2 Nagas ao mesmo tempo, com um mont de mobs pelo caminho”. Espero que esse tipo tenha sido despedido e atirado de uma ponte. Felizmente tinha imensos itens devido às side quests e hunts que fiz, e usei mais de metade deles nesta dungeon… pelo menos consegui a última Royal Arm, completei uma missão, e ainda obti 100K de experiência, que ao dormir no hotel em Altissia se tornou em 300K. Nem tudo foi mau…

Os Summons também não ajudaram muito, já que nem chegaram a aparecer, excepto quando o boss da dungeon estava perto de ser derrotado… e falando em Summons, estava curioso se era possível invocar mais do que um (num pequeno edit, consegui invocar um novo por sorte, damn harem), já que até agora apenas o mesmo aparecia a toda a hora, e nem o Carbuncle, que é possível obter se jogarem a Platinum Demo, tinha aparecido até agora.

Aparentemente existem condições para cada summon, coisa que honestamente devia ser mudada na minha opinião. Pois isso nunca é explicado no jogo, e algumas dessas condições nem sempre é possível concretizar. Acho que meter um menu para selecionar os summons, ou meter cada um em locais específicos ou algo semelhante seria muito melhor para pelo menos poder observar todos nem que seja uma vez. Muito provavelmente a esta altura do jogo não vou conseguir invocar todos, por isso o mais provável é acabar por ir ao youtube ver como é cada Summon.

Tenho a dizer que sabe bem ver a lista das side quests ficar cada vez mais vazia à medida que vou concluindo cada uma. Se bem que ainda me faltam algumas hunt quests, mas decidi deixar essas de lado e centrar-me apenas nas missões normais enquanto que a caça aos monstros fica para o post-game. Mas uma nota à parte, devia de existir uma espécie de Phantom Cigar tal como no Metal Gear Solid V: The Phantom Pain para poder passar o tempo, pois por vezes algumas hunts ou dungeons só são acessíveis à noite, e se estamos na manhã das manhãs, temos de pousar o comando e esperar uns minutos até que fique noite no jogo…

E então chegou finalmente a altura… capítulo final (não se preocupem, sem spoilers), isto e aquilo, batalha final, cutscenes finais… tenho a dizer que gostei mais do capítulo final que os anteriores, houve em especial uma batalha antes do boss final que achei excelente, e que devia de ser o exemplo de todas as batalhas contra bosses que o jogo tem.

Ainda pensei em fazer esta pate final com spoilers, mas optei por apenas dar uma opinião geral. O capítulo 14 foi provavelmente o meu favorito do jogo, e as partes finais da história dão a impressão de ignorar a parte inicial e introduzir todo um novo conceito, que provavelmente era a ideia original do Versus XIII, mas era preciso algo para introduzir esta brotrip e as suas personagens.

Como referi anteriormente o grupo e o ênfase do mesmo para a história e etc, não irei tocar novamente no tema da história, apenas estaria a repetir-me. Como palavra final, quero perguntar sobre algo que me tem deixado curioso. O que tem feito com as vossas fotografias? Do pouco que vi, várias pessoas não tem guardado imensas, eu por outro lado tenho o repertório cheio de memórias da minha viagem e adoro cada uma. Sendo com isto que encerro esta jornada, irei pegar no jogo uma vez que todos os updates e DLCs estiverem lançados, e rever a experiência com o novo conteúdo. Quem sabe, talvez exista algo de novo pelo meio.

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Share

You may also like...