Análise – Crash Bandicoot N. Sane Trilogy

Crash Bandicoot é uma personagem bastante adorada e que teve uma trilogia de videojogos inicial bastante boa. Com o passar dos anos Crash, tal como alguns compatriotas da sua era acabou por cair no esquecimento, no entanto com a licença nas mãos da Activision e algumas vozes a pedirem por…

Análise – Final Fantasy XV: Episode Prompto

Plataformas: PlayStation 4, Xbox One Versão de Análise: PlayStation 4 Informação Adicional: DLC. Imagens retiradas durante as sessões de jogo. Três meses já se passaram desde o lançamento de Episode Gladiolus e o novo conteúdo adicional para Final Fantasy XV já está disponível com Episode Prompto. Tendo em conta que o…

Análise – Wipeout Omega Collection

Nascida e criada no tempo da PS One (em grande parte) Wipeout é uma série que já tem muita história dentro da indústria e uma boa legião de fãs que a acompanhou entre várias plataformas. Com o fim da Psygnosis, havia dúvidas quanto ao futuro da série, algo que a Sony…

Análise – Gal*Gun: Double Peace

Plataformas: PlayStation Vita, PlayStation 4, PC Versão de Análise: PlayStation 4 Informação Adicional: Cópia pessoal. Imagens retiradas durante as sessões de jogo. É engraçado como o mundo funciona, por um lado temos a América que permite violência extrema e visual mas está contra jogos onde dá para ver roupa interior,…

Análise – RIME

Quando RIME foi oficialmente revelado durante uma conferência da Sony na E3, poucos foram aqueles que não ficaram curiosos em relação a este jogo que parecia misturar elementos de outras referências dentro dos jogos mais Indie. Alguns anos depois, RIME chega não só à PS4, mas a quase todas as…

Análise – Tekken 7

Esta geração de consolas/PC não tem estado nada mal no que toca a jogos de luta, com pesos pesados do género como Street Fighter, Guilty Gear e até Mortal Kombat. Curiosamente, a Bandai Namco ainda não tinha entrado na festa quer com Tekken ou Soul Calibur. Depois de tanto tempo…

Análise – The Surge

Lembram-se de Lords of the Fallen? Pois bem, The Surge é um jogo feito por essa mesma equipa que segue as pisadas daquilo que hoje conhecemos como um “Souls type game“, que é como quem diz: “Um jogo ao estilo de Dark Souls.” Assim sendo, preparem-se para morrer… muitas vezes….

Análise – Injustice 2

Mesmo não sendo um dos melhores jogos de luta de todos os tempos, com o primeiro Injustice, a Netherrealm conseguiu dar finalmente um destino com muita qualidade aquilo que foi em tempos DC vs Mortal Kombat. Com um bom número de vendas e uma boa quantidade de fãs, era quase…

Análise – Farpoint

Um dos grandes problemas do VR até agora, tem sido exactamente o mesmo problema de todos os tipos de tecnologia que acabam por aparecer no mundo dos videojogos, ou seja, aproveitar a novidade para criar algo que faz sentido dentro do que já existe, mesmo que não seja divertido. O…

Análise – LocoRoco Remastered

LocoRoco foi lançado há 11 anos atrás, e continua a ser bastante adorável na sua versão Remastered. O jogo saiu originalmente para a PSP e apesar de não ter vendido muito na altura, ganhou imensos fãs e teve críticas bastante positivas. O que distingue LocoRoco de outros jogos são as suas cores garridas e…

Análise – Akiba’s Beat

Plataformas: PlayStation Vita, PlayStation 4 Versão de Análise: PlayStation 4 Informação Adicional: Cópia para análise. Imagens retiradas durante as sessões de jogo. Não será mentira nenhuma se eu disser que Persona 5 roubou os corações de muitos como o melhor JRPG deste ano, e muito provavelmente jogo do ano (ou…

Análise – Dragon Quest Heroes 2

Há uns anos atrás, a série Dynasty Warriors era vista como um nicho, uma sequência de jogos destinados a uma quota de mercado mais pequena que não tinha problemas em repetir os mesmos cenários para derrotar vagas de inimigos de forma repetitiva. Curiosamente, eu sou um desses jogadores que não…

Análise – Persona 5

(Esta análise de Persona 5 foi totalmente criada de forma a evitar qualquer tipo de Spoilers de história ou elementos mais importantes de jogabilidade). Já faz mais de um mês desde que Persona 5 foi lançado para a PS3 e PS4 e quase todos aqueles que o aguardavam com bastante…

Análise – Puyo Puyo Tetris

O género de construção de puzzles é um dos mais antigos da indústria e um dos maiores exemplos clássicos disso mesmo é Tetris. Lançado em dezenas de plataformas, formatos e spin-offs, Tetris tem como base uma mecânica intemporal que ainda hoje consegue manter os jogadores agarrados a ele. Por isso…

Análise – Lego City Undercover

Lembram-se quando a Wii U ainda estava nos seus primeiros tempos de vida e tudo levava a crer que iria ser um grande sucesso? Essa foi a altura em que estúdios como a TT Fusion começaram a criar jogos exclusivos que iriam apelar a uma audiência em crescimento. Como todos…

Análise – Mass Effect: Andromeda

Mass Effect: Andromeda é um jogo muito esperado pelos fãs da trilogia original e também um dos jogos mais polémicos dos últimos tempos. A polémica instalou-se com o aparecimento de alguns segmentos de jogabilidade em que algumas animações no mínimo desastrosas causaram uma revolta e infinitas comparações que ridicularizaram o…

Análise – Malicious Fallen

Plataformas: PlayStation 4 Versão de análise: PlayStation 4 Ao longo destes anos tenho jogado maioritariamente JRPGs e jogos de acção e plataforma, sendo que nestas duas últimas gerações tenho vindo a jogar um pouco mais no que toca ao género de first-person-shooter e third-person-shooter. E obviamente que ainda existem vários…