Análise – Murdered: Soul Suspect

Como sabem, eu não sou um grande apreciador de jogos ou filmes que me tentem assustar ou me façam sentir desconfortável com um ambiente sinistro. Quando vi Murdered: Soul Suspect pela primeira vez, nunca me passou pela cabeça que o facto da personagem principal estar morta, que isso iria levar…

Análise – Bound By Flame

Bound By Flame é uma mistura de elementos de vários RPG’s existentes mas sem a profundidade que um RPG merece, tal como comer um bolo brigadeiro seco e sem creme, sabe a chocolate mas a desilusão é inevitável. Vamos começar por falar das bases da história. Vindos do norte, os…

Análise – Transistor

A moda dos Indie é algo que parece não querer passar, mas quando é que um Indie deixa de ser um Indie? Será que o lançamento de um jogo bem sucedido não eleva a fasquia do estúdio para um novo patamar? O caso de Transistor é um desses, afinal foi…

Análise – The Amazing Spider-Man 2

Se há coisa que a indústria dos videojogos nos ensinou, é que qualquer filme mais comercial vai acabar por ter uma adaptação para jogo, uma adaptação que tem grandes probabilidades de ser terrível. Depois há Batman Arkham, o jogo que provou que não era necessário seguir o filme e com…

Análise – Daylight

Como sabem, eu não sou um grande fã de jogos de terror, não só não é algo que considere um passatempo divertido, como não sou grande fã de jogar ou ver algo com o intuito de pregar um susto. Por isso mesmo, podem imaginar qual foi a minha reacção quando…

Análise – LEGO The Hobbit

Os jogos de LEGO continuam a dar intenções de não parar. Depois de um grandioso LEGO Marvel Super Heroes e de um The LEGO Movie satisfatório, eis que chega a adaptação dos dois primeiros filmes de The Hobbit. Apesar de chegar antes da conclusão da trilogia, LEGO The Hobbit cobre os…

Análise – Towerfall Ascension

Quem não gosta de uma boa partida com os amigos? Quando foi a última vez que o fizeram na mesma sala e na mesma consola? Towerfall Ascension é um desses jogos, um Indie no verdadeiro sentido da palavra, que nos remete para tempos remotos onde as 16 Bits dominavam o…

Análise – inFamous: Second Son

É espantoso como algumas produtoras de videojogos conseguem assumir estados totalmente camaleônicos e criar jogos realmente diferentes dos anteriores. Lembram-se de Jak and Daxter? Olhem para Uncharted e The Last of Us. Lembram-se de Sly Cooper, vejam a saga inFamous. Exemplos perfeitos de como um estúdio consegue criar jogos que…

Análise – Dead Nation: Apocalypse Edition

Quando Dead Nation foi lançado originalmente na PS3, acabou por ser um dos jogos da linha PS Plus que saquei, mas acabei por nunca jogar. Porque? A resposta é simples. Zombies, novamente. Existem jogos de acção com Zombies, jogos com carros que já metem zombies, jogos de puzzle com zombies…

Análise – Battlefield 4

Ao longo dos últimos anos, a grande guerra dos FPS tem vindo a ser travada entre Call of Duty e Battlefield. Como é natural, esta guerra teria de continuar a ser travada na nova geração e tanto Battlefield 4 como Call of Duty: Ghosts não quiseram faltar. Quando foi lançado…

Análise – Thief

Depois de alguns lançamentos que são vistos por muitos como alguns dos melhores jogos do seu género, Thief está de regresso, desta vez sobre o controlo da Square-Enix e mãos da Eidos Montreal, mais precisamente da equipa que fez Deus Ex: Human Revolution. Apesar de já ter jogado séries acção…

Análise – FIFA 14 Next-Gen

No ano passado, quando FIFA 14 foi lançado, o André Amante fez a análise aqui no site tendo dado uma nota bastante positiva e um selo de recomendado. Passados vários meses e agora com uma consola de nova geração para testes, pudemos jogar bem mais de FIFA 14 na PS4…

Análise – Strider

Para os mais novos, Strider pode ser um nome totalmente desconhecido, ou talvez um dos lutadores de Marvel vs Capcom, mas a verdade é que Strider é uma das várias personagens do passado da Capcom. Depois de vários anos sem um jogo próprio, a Capcom recrutou a equipa da Double…

Análise – The LEGO Movie Videogame

Sem dúvida que os jogos de LEGO evoluíram imenso desde que os videojogos começaram a adaptar este universo de construção. Séries como Star Wars, Indiana Jones, Harry Potter e Senhor dos Anéis já foram adaptadas directamente do cinema, e depois de tantos filmes, chegou a vez da LEGO adaptar o…

Análise – Need For Speed Rivals

A série Need For Speed é uma daquelas que regressou do mundo dos moribundos para o estrelato, muito por culpa do grande trabalho realizado pela Criterion Games, que utilizou a sua mestria com Burnout para revitalizar esta série. No ano passado, a coisa mudou, a Ghots Games foi criada e…

Análise – Resogun

A Housemarque é uma das produtoras que não tem vindo a faltar à Sony quando é altura de ajudar a promover o lançamento de uma nova consola, eles estiveram lá na PS3, na PS Vita e agora regressam na PS4 com Resogun. Embora tenha um estilo de jogabilidade bastante similar…