Análise – UFC 3

UFC (Ultimate Fighting Championship) é bastante agressivo e rege-se por regras bastante restritas, os jogos deste desporto têm estado a cargo da EA Sports e este UFC 3 é em simultâneo o melhor e o pior jogo de simulação de luta que alguma vez joguei. O início é extremamente atribulado….

Análise – Root Letter

Plataformas: PlayStation Vita, PlayStation 4, PC, Mobile Versão de Análise: PlayStation Vita Informação Adicional: Imagens retiradas durante as sessões de jogo. Hoje em dia quando se fala de visual novels no Ocidente o mais provável é os jogadores se estarem a referir à versão Inglesa de uma visual novel que…

Análise – Dissidia Final Fantasy NT

Lançado inicialmente para as arcades no Japão em 2015, o terceiro título da série Dissidia chega finalmente ao ocidente para a PlayStation 4 sob o nome Dissidia Final Fantasy NT. Este novo jogo foi desenvolvido pela Team Ninja e traz algumas mudanças significativas à série, o que pode não agradar a todos…

Análise – Strikers Edge

Sendo o primeiro grande vencedor dos prémios Playstation portugueses, é bom ver que a equipa da Fun Punch conseguiu levar o seu projecto avante para criar uma oferta bastante sólida para o seu primeiro grande lançamento, o qual chega a mais que uma plataforma em simultâneo, sem esquecer todas as…

Análise – Nine Parchments

Nine Parchments é um jogo sobre aprendizes de feiticeiros com a jogabilidade de um “twin stick shooter“, ou seja andamos e apontamos com os dois analógicos com uma vista aérea, mas com uma vertente co-op bastante forte e acima de tudo friendly fire. Pelo menos esta é a intenção do…

Análise – Monster Hunter: World

Monster Hunter: World coloca-nos na pele de um caçador que está a viajar em direcção a um novo mundo, esse significado é mesmo muito especial pois simboliza também a primeira vez em vários anos que um jogo da série assenta numa consola caseira, sem ter raízes numa portátil. Como devem…

Análise – Dragon Ball FighterZ

Depois de tantos anos de exibição e largas centenas de episódios, Dragon Ball sempre foi a série que incentivou à criação de umas largas dezenas de jogos de todos os géneros e feitios. Curiosamente, um dos géneros mais lógicos seria o sistema de combate ao estilo 2D a fazer lembrar…

Análise – The Inpatient

A equipa da Supermassive Games foi responsável pela criação de um dos jogos de terror e suspense mais bem sucedidos da actual geração. Não só Until Dawn foi um bom jogo, como fazia algumas coisas imensamente bem, com destaque para a tomada de decisões ao longo da narrativa. Tendo em…

Análise – Street Fighter V: Arcade Edition

A viagem de Street Fighter V tem vindo a ser, no mínimo, atribulada. Para uma série que é sinónimo de videojogos, o episódio mais recente foi alvo de várias críticas, especialmente associadas a longevidade, modos e uma série de personagens e conteúdos colocados atrás de pagamento. Com o lançamento da…

Análise – Okami HD

  Okami é um dos mais famosos casos de um jogo relíquia da era da PS2. Destinado a grandeza, mas afectado por alguns problemas internos e a eminência do encerramento do estúdio que o criou, fizeram dele um caso (quase) único de um jogo que muito certamente iria ficar preso…

Análise – .HACK//G.U. Last Recode

Estamos finalmente numa era de aceitação de videojogos tão ampla, que alguns dos jogos japoneses menos conhecidos acabam por ter uma hipótese de ser alvo de localização. Se Final Fantasy, Shin Megami Tensei e tantos outros já são aparições praticamente garantidas, o mesmo não se pode dizer da série .Hack….

Análise – Final Fantasy XV: Episode Ignis

Plataformas: PlayStation 4, Xbox One Versão de Análise: PlayStation 4 Informação Adicional: DLC. Imagens retiradas durante as sessões de jogo. O que há algum tempo atrás seria o suposto último episódio de DLC para Final Fantasy XV já está na mesa, apresentando o chefe Ignis e o prato que a…

Análise – L.A. Noire

Versão de análise: PS4 Lançamento: 14 Novembro 2017 Tendo sido originalmente lançado em 2011 para a anterior geração de consolas, o jogo foi aplaudido pelo seu charme e expressões faciais, pelo menos foi essa a ideia que me foi transmitida na altura. Apesar de tudo o que ouvi sobre o…

Análise – WWE 2K18

WWE 2K18 foi analisado na PS4. O universo da WWE está muito diferente desde os tempos em que eu acompanhava toda a programação semanalmente. A maioria das caras da WWE são novas para mim, mas confesso que já tinha saudades dos dramas e em especial de voltar a pegar num…

Análise – Need for Speed: Payback

Muitos ainda se devem recordar quando algumas séries clássicas da EA não incluíam história como motivador para jogar, mas conseguiam ser igualmente divertidos e cativantes. Os desafios, provas e novos modos eram mais que incentivo suficiente para continuar a jogar. Um desses expoentes máximos dentro dos jogos de corridas da…

Análise – ELEX

Cá estamos nós outra vez, com um daqueles RPGs que quase passa despercebido, eis se não quando é da mesma produtora da trilogia RISEN que tanto deu que falar. Os jogos da Piranha Bytes são diamantes em bruto, boas ideias e péssimas execuções, e eu como sou um optimista gosto…