Análise – TxK

Apesar de não ser o meu género de eleição, os Shooters ao estilo Arcade conseguem ser um vício tremendo. Ainda recentemente, gastei várias horas a mais do que era preciso para fazer a análise de Resogun, apenas a tentar ganhar mais alguns troféus. Por isso mesmo, estava curioso para ver…

Análise – Ys Memories of Celceta

Apesar de estar a viver tempos algo difíceis, a PS Vita foi recentemente ajudada pela PS4 com a introdução do serviço Remote Play. Mas como é óbvio, a portátil não pode só viver às custas da irmã mais nova. Depois de Danganronpa: Trigger Happy Havoc ter dado um bom sinal…

Análise – Dustforce

Tendo começado a sua campanha no PC há mais de dois anos, é espantoso quanto tempo Dustforce demorou até chegar às consolas. A Capcom resolveu apoiar a Hitbox Team e Fevereiro de 2014 vê Dustforce chegar à PS3, PS Vita e Xbox 360. Será que este jogo ainda consegue o…

Análise – OlliOlli (PS Vita)

Os videojogos conseguem criar situações realmente caricatas. Quem começou a jogar na era da PSone, conhece certamente Tony Hawk, não só uma das melhores séries de desporto como uma das melhores séries de sempre. Porque é que Tony Hawk não interessa muito para as novas gerações? Porque a qualidade começou…

Análise – Doki-Doki Universe

Em tempos, numa análise que já não me recordo com exactidão, disse que a explosão dos jogos Indie são uma mais valia para o mundo dos videojogos. É verdade que existe muito lixo pelo meio, mas também surgem ideias totalmente diferentes que nunca veriam a luz do dia de outra…

Análise – Tearaway

Apesar de ter uma colecção de jogos de grande qualidade e com títulos altamente recomendados, a PS Vita continua à procura de experiências únicas que a transformem na consola de eleição. Depois de relíquias como Gravity Rush, Uncharted Golden Abyss, Wipeout 2048 e Persona 4 Golden, a PS Vita quer…

Análise – Invizimals: A Aliança

Se do lado da Nintendo temos a série Pokémon que continua a fazer sucesso e encher os cofres, a Sony também conseguiu acertar de certa forma com Invizimals que ainda teve alguns bons números de vendas na PSP. Com a chegada da PS Vita, era uma questão de tempo até…

Análise – Proteus

Proteus não é de todo um daqueles grandes jogos de um estúdio conceituado e que promete entrar no mercado dos vídeo jogos a matar. Estamos perante um jogo modesto e “ligeiramente” menos dispendioso que os triple A games que se costumam encontrar à venda nas lojas, mas em que é…

Análise – Dragon’s Crown

Quem não se lembra de Double Dragon? Quem não se lembra de Streets of Rage? Battletoads, The Avengers e do grande Golden Axe? Apesar dos jogos de Beat’em Up em 2D não estarem propriamente nas bocas do mundo, coisas como Castle Crashers ou Scott Pilgrim Vs The World conseguiram trazer…

Análise – Killzone Mercenary

Quando a PS Vita foi lançada para o mercado, foram feitas promessas que esta iria ser a primeira consola portátil a colocar a jogabilidade típica de uma consola caseira nas vossas mãos. Se esta promessa foi cumprida em parte pela maioria dos jogos lançados ao longo dos últimos meses, os…

Análise – Hotline Miami (PS Vita)

Antigamente, ver um jogo indie era uma raridade, hoje em dia estes proliferam tal qual cogumelos. O mundo digital pode ser uma ameaça para o formato físico, mas temos de admitir que sem ele, muitos jogos não chegariam a ver a luz do dia. Um desses jogos é Hotline Miami,…

Análise – Black Rock Shooter: The Game

Se o nunca ouviram falar em Vocaloid ou o nome é apenas vagamente familiar, então as probabilidades de conhecerem Black Rock Shooter são realmente muito reduzidas. Para quem não sabe do que estamos a falar, o Japão consegue produzir algumas das coisas mais bizarras que existem no planeta terra e…

Análise – Soul Sacrifice

Apesar de não ser sobejamente adorada no ocidente, a formula Monster Hunter é detentora de um sucesso colossal no Japão, o que resultou em várias sequelas e alguns clones mais ou menos conhecidos. Mesmo não sendo um clone exacto e usando uma temática bastante diferente, Keiji Inafune, o criador de…

Análise – Sly Cooper Thieves in Time

Longe vão os tempos das guerras das mascotes normalmente associadas a uma consola específica. Embora a Sony tenha adoptado de certa forma o Sackboy como uma das faces da PS3 e PS Vita, a verdade é que além de Ratchet and Clank, as consolas da Sony viram desaparecer grande parte…

Análise – Persona 4 Golden

Ao longo das várias gerações de consolas, surgiram vários jogos que conseguem ser facilmente um dos expoentes mais elevados do género. Super Mario Bros 3, The Legend of Zelda Ocarina of Time, Final Fantasy VII, estes são nomes de jogos que marcaram gerações e consolas. Na era 128 Bits, muitos…