Análise – Nine Parchments

Nine Parchments é um jogo sobre aprendizes de feiticeiros com a jogabilidade de um “twin stick shooter“, ou seja andamos e apontamos com os dois analógicos com uma vista aérea, mas com uma vertente co-op bastante forte e acima de tudo friendly fire. Pelo menos esta é a intenção do…

Análise – Dragon Ball FighterZ

Depois de tantos anos de exibição e largas centenas de episódios, Dragon Ball sempre foi a série que incentivou à criação de umas largas dezenas de jogos de todos os géneros e feitios. Curiosamente, um dos géneros mais lógicos seria o sistema de combate ao estilo 2D a fazer lembrar…

Análise – Street Fighter V: Arcade Edition

A viagem de Street Fighter V tem vindo a ser, no mínimo, atribulada. Para uma série que é sinónimo de videojogos, o episódio mais recente foi alvo de várias críticas, especialmente associadas a longevidade, modos e uma série de personagens e conteúdos colocados atrás de pagamento. Com o lançamento da…

Análise – Total War: Warhammer II

A The Creative Assembly voltou novamente para esta série e agora com um novo capítulo da série Warhammer. Total War: Warhammer 2 é o jogo em questão no qual o estúdio pretende introduzir novas ideias, polir ainda mais o que já fora feito bem e corrigir alguns dos problemas dos…

Análise – Football Manager 2018

Nenhum ano ficaria completo sem o lançamento de um novo jogo da série Football Manager. Esta combinação entre SEGA com a Sports Interactive tem dado frutos há mais de uma década, sendo que esta série tornou-se no nome mais falado no que toca à gestão futebolística. Todos os anos a…

Análise – Okami HD

  Okami é um dos mais famosos casos de um jogo relíquia da era da PS2. Destinado a grandeza, mas afectado por alguns problemas internos e a eminência do encerramento do estúdio que o criou, fizeram dele um caso (quase) único de um jogo que muito certamente iria ficar preso…

Análise – .HACK//G.U. Last Recode

Estamos finalmente numa era de aceitação de videojogos tão ampla, que alguns dos jogos japoneses menos conhecidos acabam por ter uma hipótese de ser alvo de localização. Se Final Fantasy, Shin Megami Tensei e tantos outros já são aparições praticamente garantidas, o mesmo não se pode dizer da série .Hack….

Análise – WWE 2K18

WWE 2K18 foi analisado na PS4. O universo da WWE está muito diferente desde os tempos em que eu acompanhava toda a programação semanalmente. A maioria das caras da WWE são novas para mim, mas confesso que já tinha saudades dos dramas e em especial de voltar a pegar num…

Análise – Need for Speed: Payback

Muitos ainda se devem recordar quando algumas séries clássicas da EA não incluíam história como motivador para jogar, mas conseguiam ser igualmente divertidos e cativantes. Os desafios, provas e novos modos eram mais que incentivo suficiente para continuar a jogar. Um desses expoentes máximos dentro dos jogos de corridas da…

Análise – ELEX

Cá estamos nós outra vez, com um daqueles RPGs que quase passa despercebido, eis se não quando é da mesma produtora da trilogia RISEN que tanto deu que falar. Os jogos da Piranha Bytes são diamantes em bruto, boas ideias e péssimas execuções, e eu como sou um optimista gosto…

Análise – NBA 2K18

Tal como acontece com as franquias anuais de futebol, também a 2K regressa perto do final do ano com mais um episódio de NBA 2K. Sejam por isso bem-vindos a mais um ano de basquetebol, que este ano chega também à Nintendo Switch com resultados impressionantes. A edição deste ano…

Análise – Sonic Forces

Sonic Forces é a mais recente aventura de Sonic the Hedgehog e apesar de não ser o melhor jogo do ouriço azul, também não é o pior. Quando olhamos para Sonic Forces é óbvio que este se trata de um produto baseado nos recentes sucessos do ouriço, mas como a…

Análise – Danganronpa V3: Killing Harmony

Plataformas: PlayStation 4, PlayStation Vita, PC Versão de Análise: PlayStation Vita Informação Adicional: Imagens retiradas do website oficial do jogo. Por esta altura tanto Danganronpa como Monkuma já se tornaram em algo de culto para os fãs. Quem nunca teve a oportunidade de experimentar um jogo da série muito provavelmente…

Análise – Assassin’s Creed Origins

Como fã assumido da série Assassin’s Creed eu estava mais do que expectante para esta aventura que prometia contar as origens da irmandade dos Assassinos e com cada novo pedaço de informação as minhas expectativas ficaram mais aguçadas. Agora que finalmente chegou, está na altura de experimentar a grande promessa…

Análise – Call of Duty: WWII

Com vários estúdios a trabalhar em Call of Duty, era de prever que a Activision continuasse a lançar um novo jogo todos os anos. A promessa foi essa e é cumprida este ano pela Sledgehammer Games que em conjunto com outras companhias, voltou às origens criadas pela Infinity Ward para…

Análise – Super Lucky’s Tale

Plataformas: Xbox One, Windows 10 Data de lançamento: 7 Novembro Esta é uma história sobre um jovem herói chamado Lucky que tem de salvar o mundo dos diabólicos planos de Jynx. Os planos deste temível inimigo envolvem utilizar o livro do tempo para destruir e reconstruir o mundo, no entanto…

Análise – Wolfenstein 2: The New Colossus

Wolfenstein 2: The New Colossus é a sequela ao reboot de 2014 e não tem papas na língua. Se The New Order já era extremamente desinibido e directo ao assunto, The New Colossus consegue envergonhar por completo o original sendo ainda mais ríspido e não se preocupa com susceptibilidades. Pessoalmente…

Análise – Destiny 2 [PC]

Com o alargamento dos lançamentos a várias plataformas, é bastante raro que um jogo seja anunciado para uma plataforma à mesma altura e acabe por sair um pouco mais tarde que as outras versões. Isto foi o que aconteceu com Destiny 2 na sua versão PC, deixando que as consolas…