Análise – Attack on Titan 2

Attack on Titan é cada vez mais uma série de culto no que toca ao universo do Anime e os fãs mais dedicados que não puderam esperar pela série, continuam a ler o manga à procura de mais respostas para algumas das perguntas que ainda estão por responder. Entretanto, a…

Análise – Kirby Star Allies

Kirby sempre foi alvo de experiências, algumas mais arriscadas do que outras, desta vez temos um grande ênfase no multi-jogador local numa aventura clássica em 2D. Kirby Star Allies é exactamente aquilo que parece, um jogo em 2D onde Kirby consegue sugar inimigos para obter os poderes deles e progredir,…

Análise – Lost Sphear

Criado pelo estúdio Tokyo RPG Factory, I Am Setsuna foi um jogo desenvolvido com um contexto bastante próprio. O objectivo era recordar os jogos de RPG de antigamente, com tema, visual e combates similares aos clássicos. Com o sucesso atingido, foi dada luz verde para um novo jogo, desta feita…

Análise – Bayonetta 2 [Switch]

Bayonetta 2 foi um passo em frente na série, quando foi lançado originalmente em 2014 foi um dos jogos que me levou a adquirir uma Wii U e não me arrependi, sendo um dos meus jogos favoritos nessa plataforma. Agora com a Switch e o factor da portabilidade assim como…

Análise – Bayonetta [Switch]

Bayonetta é uma série que caminhou no limbo durante algum tempo ainda que a qualidade do original seja inegável. Por esta altura já todos sabemos das histórias que colocaram Bayonetta na Nintendo com o segundo jogo da série como exclusivo e um terceiro a caminho também ele exclusivo, mas tudo…

Análise – Nine Parchments

Nine Parchments é um jogo sobre aprendizes de feiticeiros com a jogabilidade de um “twin stick shooter“, ou seja andamos e apontamos com os dois analógicos com uma vista aérea, mas com uma vertente co-op bastante forte e acima de tudo friendly fire. Pelo menos esta é a intenção do…

Análise – L.A. Noire

Versão de análise: PS4 Lançamento: 14 Novembro 2017 Tendo sido originalmente lançado em 2011 para a anterior geração de consolas, o jogo foi aplaudido pelo seu charme e expressões faciais, pelo menos foi essa a ideia que me foi transmitida na altura. Apesar de tudo o que ouvi sobre o…

Análise – WWE 2K18

WWE 2K18 foi analisado na PS4. O universo da WWE está muito diferente desde os tempos em que eu acompanhava toda a programação semanalmente. A maioria das caras da WWE são novas para mim, mas confesso que já tinha saudades dos dramas e em especial de voltar a pegar num…

Análise – Xenoblade Chronicles 2

Mesmo que não pareça, a Nintendo tem uma boa dose de RPG debaixo da sua alçada, mesmo alguns feitos internamente. A chegada da Monolith Soft acabou por ser mais um impulsionador para geral uma boa quantidade deles. Com o sucesso alcançado na série Xenoblade, a Nintendo não deixou de lado…

Análise – NBA 2K18

Tal como acontece com as franquias anuais de futebol, também a 2K regressa perto do final do ano com mais um episódio de NBA 2K. Sejam por isso bem-vindos a mais um ano de basquetebol, que este ano chega também à Nintendo Switch com resultados impressionantes. A edição deste ano…

Análise – DOOM [Nintendo Switch]

Que ano estranho este de 2017. Não só a Nintendo Switch provou uma vez mais que o mundo ainda quer consolas de jogos dedicadas, como evidenciou que a Nintendo não se morreu (pela centésima vez segundo o que se diz pelas “internets”) e está mesmo bem de saúde. No mesmo…

Análise – Sonic Forces

Sonic Forces é a mais recente aventura de Sonic the Hedgehog e apesar de não ser o melhor jogo do ouriço azul, também não é o pior. Quando olhamos para Sonic Forces é óbvio que este se trata de um produto baseado nos recentes sucessos do ouriço, mas como a…