Análise – Shock Troopers

Este clássico da Neo-Geo fez parte do line-up de lançamento da Nintendo Switch e até traz consigo mais do que eu esperava. Shock Troopers é um jogo arcada que pode ser mais facilmente descrito como um Metal Slug onde as personagens se movem e disparam em 8 direcções. Assim sendo…

Análise – NieR: Automata

O mundo dos videojogos, tal como tantos outros, está cheio de ironia e coisas inesperadas. Quando Drakengard e NieR foram lançados originalmente, só meia dúzia de grandes fãs de jogos japoneses e RPG é que lhes deram o devido respeito. Vários anos passados e um Drakengard 3 pelo caminho e…

Análise – Robinson: The Journey

Até agora, os jogos do PS VR que fui jogando acabam por se revelar ou bastante bons ou bastante medianos. Alguns são aquilo que queremos desta tecnologia, outros são uma dor de cabeça no verdadeiro sentido da palavra. Robinson: The Journey da Crytek era um dos vários jogos prometidos para…

Análise – Brave Dungeon

A Inside System é uma equipa de devs japoneses que ficou famosa com Legend of Dark Witch. Inicialmente disponíveis apenas através da eShop Japonesa da 3DS, o primeiro jogo (são dois jogos) ganhou popularidade e foi traduzido e saiu cá na Playstation Vita e Steam. O segundo jogo também foi…

Análise – Monster Monpiece

Desde criança que adoro coleccionar cartas, especialmente de Pokémon. Ora, Monster Monpiece tem a mesma pica embora seja com raparigas que são monstros….e que quanto menos roupa têm, mais poderosas se tornam. É um conceito interessante e que chama à atenção, e no mundo de Monster Monpiece os monstros parecem…

Análise – Shovel Knight: Treasure Trove

Shovel Knight: Treasure Trove é uma colecção de Shovel Knight e que demonstra o quão boa a Nintendo Switch é enquanto consola, e desvenda a história de Specter Knight (que é mega awesome) e de Plague Knight (disponível anteriormente). Shovel Knight é dos meus jogos preferidos de sempre e já…

Análise – World Heroes Perfect

World Heroes é uma série que acompanho à bastante tempo, ou acompanharia caso esta ainda estivesse no activo já que o último lançamento da mesma ocorreu em 1995 e é esse mesmo título que está aqui em análise. World Heroes Perfect é então um jogo de luta que junta lutadores…

Análise – I Am Setsuna

Já longe vão os tempos dos RPG clássicos por turnos com visual retro e mecânicas por muitos apelidadas de antiquadas. Felizmente, ainda existem jogos como I Am Setsuna para alegrar fãs mais saudosistas como eu. I Am Setsuna já tinha sido lançado previamente em outras plataformas, por isso é bom…

Análise – Super Bomberman R

Bomberman está de regresso num jogo que parece ter parado no tempo. Super Bomberman R é um jogo clássico que não traz nada de novo para a mesa, contamos com um modo história e um modo multi-jogador com a experiência clássica de arena de Bomberman. O jogo tem um estilo…

Análise – VOEZ

VOEZ é um jogo de ritmo que chega à Nintendo Switch apenas em formato digital, este foi criado pela Rayark Games e no ano passado foi lançado para mobile. A primeira coisa que me chamou à atenção foi a arte do jogo, muito limpa e bastante bonita, cativando-me assim que…

Análise – Tales of Berseria

Para quem já conhece Tales, os jogos desta série são conhecidos por ter uma história longa, enredo um tanto melodramático, gráficos cel shading com traços de anime e um sistema de batalha em tempo real. Tales of Berseria apresenta tudo o que referi acima, à excepção de uma coisa ou…

Análise – Kong: Skull Island

Realização: Jordan Vogt-Roberts Elenco: Tom Hiddleston, Samuel L. Jackson, John Goodman, Brie Larson, John C. Reilly Género: Ação, Aventura, Fantasia, Sci-Fi Duração: 1h 58min Depois de Godzilla (2014), chega a vez do reboot de King Kong em Kong: Skull Island. Este é o segundo filme do MonsterVerse da Legenday Pictures, mais um…

Análise – 1-2-Switch

Este é um daqueles jogos que é extremamente divertido mas com falhas graves e a primeira começa mesmo com o preço. Sendo que 1-2-Switch tem cerca de 28 mini-jogos e alguns são variações de outros já existentes contamos verdadeiramente com cerca de 20 mini-jogos diferentes. Como qualquer jogador um pouco mais…

Análise – Sniper Elite 4

Este é um daqueles jogos que leva à letra o seu nome, normalmente quando pensamos num Sniper, pensamos apenas nos momentos em que se prime o gatilho, no entanto esquecemos-nos de toda a correria, preparação e empenho necessários para levar a cabo estas missões de forma a sair vivos destes…

Análise – Nintendo Switch

O lançamento de uma nova plataforma é sempre um marco para a indústria dos videojogos. Cada nova plataforma é uma experiência, um risco e um salto para algo novo. Com a Nintendo Switch, a Nintendo está a dar um salto de gigante para uma era em que o portátil se…