Bayonetta – Hideki Kamiya fala sobre a exclusividade dos novos jogos na Nintendo

Não é segredo que por vezes a exclusividade de um jogo depende da relação entre a produtora e a companhia, ou com a quantidade de dinheiro investido por parte da companhia interessada.

Hideki Kamiya, o director da série, falou hoje no twitter sobre o motivo pela qual Bayonetta 3 (e Bayonetta 2) são um exclusivo da Nintendo. Revelando que na altura da criação do primeiro jogo que a companhia ainda era nova, e que a Sega ajudou ao investir no jogo, ganhando assim os direitos de Bayonetta e publicando o jogo nas plataformas que queria.

Quando chegou à altura de Bayonetta 2, Kamiya revela que a ideia original era a de produzir o jogo para várias plataformas a pedido da Sega, mas devido a certas circunstâncias o projecto teve de ser parado por um tempo. Sendo que a certa altura a Nintendo meteu o pé e dinheiro para continuar a produção do jogo, fazendo com que os direitos agora pertencessem à Sega e à Nintendo, fazendo assim com que Bayonetta 2 e Bayonetta 3 fossem exclusivos da Nintendo.

Bayonetta 3 está planeado para sair para a Nintendo Switch.

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.