Antevisão – Shining Resonance Refrain (Demo)

Ja faz alguns anos desde que o meu interesse na série Shining teve início e que andava com vontade em experimentar os jogos. Infelizmente não o pude fazer porque na Europa os jogos foram apenas lançados nas consolas da Sega, sendo que após ter dado o salto da Sega Saturn para a PlayStation 2 os mesmos deixaram de ser publicados por cá. A América ainda chegou a ver um ou dois lançamentos na altura mas após algum tempo também deixou de receber os jogos da série, isto até o spin off ter sido lançado recentemente em ambos os continentes, trazendo de volta até nós esta série de jogos com mais de 20 anos.

Foi então devido a esse spin off que a Sega começou novamente a ter interesse no mercado Ocidental em relação à série Shining, sendo que agora Shining Resonance Refrain está para chegar até à Europa e América e uma demo foi publicada para os novos curiosos ou velhos fãs que não viam a série desde a era da Sega Saturn.

Shining Resonance Refrain é um remaster do jogo original que saiu para a PlayStation 3 no Japão, trazendo não só gráficos melhoradas mas também novo conteúdo como personagens jogáveis, história adicional e todos os DLCs lançados anteriormente. No entanto esta demo apenas oferece um vislumbre sobre a aventura original, sendo que a história extra (que pode ser acedida logo de imediato) está bloqueada nesta versão. O cenário da história principal coloca-nos no início do jogo, com Yuma, o nosso protagonista a ser resgatado do seu encarceramento por duas pessoas desconhecidas. Não existe muito para falar sobre a história, sendo uma simples introdução, mas a demo é perfeita para ver como funciona o combate básico do jogo.

Shining Resonance Refrain é um action RPG e durante a demo é possível controlar 3 personagens, cada uma com um estilo diferente uma da outra mas com o combate a ser semelhante entre todas as personagens. Ao encontrar um inimigo no cenário o combate inicia-se automaticamente sem ser necessário qualquer tipo de loading ou transição para uma arena especial, sendo basicamente igual ao que encontram série Yakuza. Em termos de combate a demo dava acesso à jogabilidade inicial, ou seja, um ataque normal, um ataque “break”, guard, dash e duas habilidades especiais para cada personagem.

As três personagens apesar de terem características diferentes não fugiam muito uma da outra em termos de combate, as únicas mudanças notáveis nesta demo era o break attack que tinha uma função diferente e as habilidades especiais. Por exemplo a primeira personagem ao nosso controlo tem uma série de ataques mais rápidos e consegue usar como habilidade especial o seu escudo que com o timing correcto mandava os inimigos ao chão, enquanto que outra focava-se mais em ataques de longo alcance e suporte. A um nível inicial não existe muita diferente entre cada uma, mas tal como qualquer RPG que se preze mais habilidades e mecânicas de jogo irão sendo desbloqueadas ao longo do tempo, começando assim a marcar uma diferença entre cada tipo de personagem.

Sendo um remaster o jogo tem um bom aspecto, as personagens em destaque foram o foco principal e contam com um bom detalhe em termos de design, mas é notável que as texturas são da geração passada apesar de terem um aspecto bastante limpo e uma boa iluminação. A demo fez o trabalho necessário para me deixar ainda mais interessado no jogo, demonstrando uma boa jogabilidade e que em termos do departamento gráfico fez um bom trabalho enquanto remaster, embora tenha sido pena não ter oferecido a oportunidade de experimentar o novo conteúdo que vem juntamente com este remaster.

 

Shining Resonance Refrain vai ficar disponível a 10 de Julho para a PlayStation 4, Xbox One, Switch e PC. Existe um demo disponível caso estejam interessados em experimentar.

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.