Antevisão – Ratchet & Clank (PS4)

Ratchet & Clank é uma das minhas séries favoritas e que felizmente se tem mantido presente ao longo do tempo. É verdade que durante a era da PS2 surgiram 3 grandes IP’s na Sony Playstation que ainda hoje são aclamados: Ratchet, Sly e Jak. Estes nomes não deverão ser estranhos a ninguém mas a verdade é que Ratchet tem sido a única série com lançamentos constantes e se tem vindo a adaptar aos novos tempos; eu sei que Sly voltou em grande mas entretanto também se foi em menos de nada.

É um pouco estranho começar a ver videojogos que fazem parte da minha infância a adaptarem-se para um novo público, quando dizemos que já passaram quase 14 anos desde o jogo original só consigo pensar que foram 14 anos a viver aventuras com um Lombax e um Robot pelo universo.

Ratchet-and-clank-destaque-site-pn-2

Na demo que experimentámos foi nos dado a conhecer o factor que inicia o reboot à série e tal é feito de forma a deixar espaço para várias hipóteses. Não vou ser especifico nesses detalhes, mas fiquem com a ideia que esta vai ser uma aventura que irá dar a conhecer os pontos principais do jogo original, enquanto adiciona elementos inesperados à narrativa e ao universo que vamos explorar.

Assim que o jogo começa os meus olhos começaram em busca do familiar, sobretudo referências e não tive que esperar muito tempo. O jogo está repleto de piadas, objectos e até personagens que vão certamente apelar aos fãs e que em nada prejudicam o novo público que certamente virá. Por exemplo existe um pequeno segmento em que é usada a arma Invernizer de Ratchet and Clank Nexus de uma forma simplista e que ainda assim me arrancou um sorriso pelo facto de a ter reconhecido e saber exactamente o que ela está a fazer. Para os que não conhecem a arma este não será um momento cómico mas um complemento da cena em questão.

Ratchet-and-clank-destaque-site-pn-1

Este ainda é o Ratchet que nos cactivou da primeira vez e isso foi evidente durante a nossa sessão de jogo. Nesta demo foi nos dada a opção de jogar em 3 níveis de dificuldade, como tenho bastante confiança nas minhas capacidades com jogos de plataformas escolhi o modo difícil e foi isso mesmo que me foi entregue, uma experiência desafiante que enalteceu vários aspectos da jogabilidade enquanto me atirava à cara que por vezes conseguia ser superior às minhas habilidades… nada que o tempo não resolve-se.

Desde os saltos precisos até à mira tudo foi refinado. O incrível aqui é que a jogabilidade me fez sentir bastante próximo do original e em simultâneo no que toca a combate mais próximo do Ratchet and Clank Nexus; é certo que agora conseguimos fazer mira facilmente sem entrar no modo de primeira pessoa e escusamos de andar a gastar tiros para ver onde vão parar, por vezes, mas a experiência como um todo é uma experiência altamente nostálgica e precisa, aliás e fazendo menção ao que a Insomniac tem vindo a dizer, nota-se que este é o jogo que queriam ter feito quando o idealizaram há mais de 14 anos atrás. Ou seja a jogabilidade sente-se actual e ao mesmo tempo muito próxima do original mas desta vez sem os problemas que existiam.

Ratchet-and-clank-destaque-site-pn-3

Um dos elementos de destaque desta demo foi a seleção rápida através do D-Pad que pode ser personalizado ao nosso gosto para trocar entre armas, é um sistema que na minha opinião não faz falta nenhuma mas também não prejudica, será uma questão de gosto. Não se aflijam o menu de escolha de arma está presente na mesma e continua a parar o tempo enquanto se escolhe a arma, este foi o sistema que utilizei primariamente durante a demo por já estar bastante habituado a ele. Uma outra novidade diz respeito a cartas coleccionáveis que contém informações sobre o universo de Ratchet e atribuem alguns bónus à personagem, infelizmente durante a minha sessão de jogo não cheguei a experimenta-los devidamente e por essa razão é uma informação que só conseguirei dar em detalhe na análise.

As armas disponiveis na Demo foram uma mistura entre versões actualizadas das originais e novas armas. No que diz respeito às antigas armas estas funcionam de forma parecida mas com melhorias que estão directamente ligadas à mira. Se são como eu então sabem perfeitamente que Ratchet joga-se em duas fases: a primeira consiste em caminhar alegremente partindo tudo e coleccionar parafusos, mas assim que um inimigo é avistado é altura de pressionar L2 e caminhar lateralmente enquanto se dispara. Afinal é a melhor maneira de evitar o fogo inimigo e manter a nossa vida.

Ratchet-and-clank-destaque-site-pn-5Estamos quase no fim e falta ainda falar da outra metade de Ratchet and Clank, o Clank! Num segmento de jogabilidade novo que não estava no original foi possível experimentar Clank e mais uma vez estamos bastante próximos do original mas com algumas novidades. Controlar Clank é sempre uma parte menor do jogo e aqui não é diferente, ainda assim continuamos com o mesmo sistema de murros, saltos e avistei aquilo que penso serem os robots do original.

Em jeito de conclusão Ratchet and Clank está deslumbrante em todos os níveis e eu não espero menos do que uma aventura épica deste jogo. E vejam a nossa antevisão em vídeo para terem um olhar sobre alguma jogabilidade de Ratchet e Clank assim como a opinião do Daniel Silvestre, Rúben Remédios e claro está, a minha.

 

Latest posts by Alexandre Barbosa (see all)
Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram