Análise – Marco Polo 2ª Temporada

Marco-Polo-2-Netflix

Desde que a Netflix chegou a Portugal muitas das séries produzidas pela mesma têm vindo a brindar-nos com histórias capazes de nos agarrar durante horas a fio em frente ao ecrã. A liberdade de poder escolher quando ver um episódio transforma-se numa prisão de curiosidade e a primeira temporada de Marco Polo, assim como o especial 100 Eyes, foram vistos por mim num período de 48h. Agora imaginem as minhas expectativas para a segunda temporada e como sofri com os constantes adiamentos.

A segunda temporada começa algum tempo depois da primeira com o casamento do filho do Khan e um período de ajustamento após a conquista da China. Kublai Khan vai enfrentar também o escrutínio do primo que se opõe às ideias de conquista de Kublai juntamente com parte do povo Mongol. Por outro lado Marco Polo foi incumbido de encontrar o jovem imperador que foi levado para fora da cidade de Xiangyang aquando da sua conquista.

Foi no fim da primeira temporada que ficámos a conhecer um par bastante improvável que deseja colocar planos em acção tendo como objectivo retirar o actual Khan do poder de uma forma bastante definitiva e no início desta segunda temporada começamos finalmente a ter um vislumbre sobre como os planos se começam a desenrolar. Através dos primeiros episódios da temporada é possível perceber que existem muitas reviravoltas a tomar forma, e as ameaças vêm não só do esperado mas também do inesperado como personagens que pensamos nunca mais voltar a ver.

marco

Existem momentos de partir o coração, momentos que me ficaram gravados na memória como inéditos, momentos que acabam por ser a faísca que incendeia motivações, que desencadeiam reações violentas no carácter de cada personagem. Ainda assim do que pude ver Marco Polo parece estar um pouco em segundo plano no início desta temporada, continua a ter acções importantes mas toda a história parece muito mais ocupada a transparecer as motivações e relações de outras personagens. Marco Polo continua a ser o “estrangeiro de olhos redondos” e apesar de em vários momentos sentir que esta personagem quer ter importância na história é inevitável o favorecimento de outras personagens. Marco Polo sofreu uma grande evolução enquanto personagem ao longo da primeira temporada e agora em bom português poderá dizer-se que “está um homenzinho” e talvez seja o contraste entre o antes e o depois que faça com que eu sinta esta mudança na importância da personagem, ainda assim e tendo em conta a história que aí vem não me admiraria que Marco Polo voltasse às luzes da ribalta com bastante força, ainda assim sobre essa parte posso apenas especular.

Em termos de apresentação está bastante próximo do que foi visto durante a primeira temporada, sendo que existem novos cenários e também alguns que regressam. No entanto e por muitos elogios que teça às ruas das cidades, aos cuidados tidos com os espaços interiores tanto Mongóis como Chineses existe aqui a inserção de um novo espaço que tem um enorme contraste para com estes dois espaços e tornou-se impossível não reparar na diferença, não que seja muito preocupante pois o objectivo dessa curta cena é situar o espectador mas não deixa de entregar estranheza aos nossos olhos. Já no que toca a cenas de luta, nas suas várias formas, posso dizer que a coreografia está bastante boa e em muitos momentos os planos escolhidos, especialmente em cenas com lutas que utilizam artes marciais, favorecem em muito o espectáculo pelo qual o espectador anseia.

Esta segunda temporada de Marco Polo promete desenvolvimentos mais sérios derivados das acções da primeira e tem tudo para superar a mesma. Pessoalmente as minhas expectativas estavam altas e durante os primeiros episódios que pude visualizar as minhas expectativas foram corroboradas com um excelente início. A introdução de novas personagens assim como um desenvolvimento mais profundo de outras faz desta uma temporada a não perder, de tudo o que vi posso garantir que existem surpresas e grandes rivalidades que certamente vão despoletar uma das melhores histórias que irão poder ver este ano.

*Esta análise baseia-se nos primeiros 4 episódios da 2ª temporada.

Positivo

  • Desenvolvimento geral da históriapn-recomendado-2016
  • Aspecto visual bem conseguido
  • Introdução de novas personagens
  • Coreografia durante os combates
  • Mantém o espírito de aventura do original

Negativo

  • Algumas secções arrastam-se em demasia sem que nada realmente aconteça

pn-muito-bom-2016-3

Alexandre Barbosa

Também conhecido como Tylarth, sou um grande fã de videojogos no geral e séries de TV.

More Posts

Alexandre Barbosa

Também conhecido como Tylarth, sou um grande fã de videojogos no geral e séries de TV.