Análise – YS: VIII Lacrimosa of Dana [Nintendo Switch]

Recentemente tive a oportunidade de analisar YS: VIII Lacrimosa of Dana na sua versão para PC, um lançamento longe de perfeito para um jogo bem acima das expectativas. No entanto, é certo e sabido que a versão de consolas tinha corrido bem melhor em outras plataformas.

Agora que YS: VIII Lacrimosa of Dana chegou à Nintendo Switch, está na altura de saber se o facto de correr numa consola é realmente motivo suficiente para um resultado final bem melhor e que esteja exactamente ao nível das expectativas.

Podem ler ou reler a análise original de YS: VIII Lacrimosa of Dana para o PC aqui.

De forma resumida, este é um novo jogo da série YS, um RPG japonês que utiliza combates e exploração em tempo real como pilar do seu estilo. É um sistema que funciona bastante bem e ainda melhor quando jogado com comando à moda antiga, ou seja, no caso da Nintendo Switch, com recurso ao Pro Controller.

Uma das grandes vantagens de ter YS: VIII Lacrimosa of Dana na Nintendo Switch, passa pelo facto de ser uma plataforma portátil a correr um JRPG topo de gama. Jogar em modo portátil é bastante positivo e o desempenho é igualmente bom. O visual do jogo não sofre de forma visível e existem apenas alguns problemas de fluidez em situações onde a acção fica mais caótica. Jogar na televisão faz com que se notem menos estes problemas de fluidez, mas ainda continua a aparecer ocasionalmente.

YS: VIII Lacrimosa of Dana ainda é um jogo longo com muito para fazer. As primeiras horas de jogo não avançam a história por demais e existem muitos momentos de exposição inicial que servem mais como tutorial. Quando a história avança a sério fica bastante melhor, mas não é nada que seja inovador, mesmo dentro do contexto dos JRPG.

 

Tal como já foi referido na análise da versão PC, YS: VIII Lacrimosa of Dana não é visualmente deslumbrante, mas é bom o suficiente para conseguir estar dentro dos padrões desta geração. Por seu lado, a banda sonora é bastante boa e vale bem a pena ouvir.

No que respeita aos problemas que surgiram na versão PC, não posso dizer que senti muito dos mesmos na Nintendo Switch. A versão que joguei jã tinha sido alvo de um patch quando a comecei, por isso faz sentido que até os primeiros problemas mais simples tenham sido corrigidos.

Divertido e robusto, YS: VIII Lacrimosa of Dana é um JRPG de topo que faz lembrar os bons velhos tempos de grandes jogos do género, com a vantagem de poder ser levado para qualquer lado com a Nintendo Switch. Se gostam do género e querem um grande JRPG além de Octopath Traveler, podem apostar neste com segurança.

Positivo:
Passagem para a Nintendo Switch bem feita
Longo e com muito para fazer
Personagens com carisma
Boa banda sonora

Negativo:
História demora a arrancar
Visual básico
Fluidez sofre em modo portátil

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.