Análise – V-Rally 4

Adormecido há mais de uma década, V-Rally parece ter sido despertado do seu sono de longa duração para passar imediatamente da geração das 128 Bits para uma era onde os Bits já não contam e os géneros estão recheados de referências com grande veia competitiva. Para ter alguma hipótese de competir, V-Rally 4 tinha de ser mesmo bom. Mas é algo que não acontece.

V-Rally 4 faz as coisas pela certa e segundo as regras. Este incorpora uma carreira, modos livres e online. O modo principal é certamente a carreira, onde vamos competir em várias provas em todo o mundo para ganhar dinheiro com o qual podemos comprar novos carros. Existem um bom número de provas disponíveis, infelizmente, a quantidade de localizações e pistas é bastante curta e depressa já jogámos em quase todas.

Tal como a competição, também V-Rally 4 apresenta vários tipos de competições que preenche com modelos diferentes de carros e de condução. As pistas não vão muito além do asfalto, terra ou areia, sendo fácil de perceber cada vez que mudamos entre um piso e outro. Como existem modalidades como Subida de Encosta e até Drift, podem imaginar que a diferença entre os carros e o nível de dificuldade é bastante distinto. Ou talvez não.

Um dos grandes problemas de V-Rally 4 é a forma como não se consegue decidir se pretende ser um simulador ou um jogo de condução arcade. Tão depressa temos um carro de alta cilindrada que agarra à pista como um pega-monstro, como logo a seguir temos outro mais lento e com melhor aderência que começa a fugir com a mais pequena guinada do volante. Não ajuda que o jogo sofra de problemas de fluidez e tenha um problema estranho com as mudanças dos carros que parece criar uma espécie de solavanco nos mesmos. A câmara exterior ainda piora a situação, dando pequenos saltos para acompanhar a posição do carro.

Como já devem ter percebido, conduzir em V-Rally 4 é uma viagem de frustração ocasional e de incerteza. Como temos de mudar de carro para entrar em certas provas, é preciso comprar um de cada e nem sempre o melhor carro é aquele que parece ser o mais recomendado pelas estatísticas. Pelo lado positivo, existe uma forma de experimentar antes de comprar, com uma pista livre onde podemos testar o carro em situações de controlo real (que parece sempre mais seguro do que na pista a sério).

Apesar de tudo, não existem tantos modos quanto isso e tive azar com o Online, pois não havia ninguém a jogar sempre que tentei entrar. As provas livres por seu lado, são a melhor forma de experimentar pistas e carros antes de o comprar. Na verdade, só o podem fazer depois de desbloquear certas provas, o que é uma pena.

Mesmo não sendo um jogo oficial, V-Rally 4 conta com uma série de licenças no que toca a carros. Existem várias marcas e alguns dos carros em destaque são bastante variados, desde os mais clássicos aos mais actuais. Claro que notei a estranha ausência de algumas marcas que estão presentes nos mundiais de Rally e afins, de qualquer forma, a selecção não é nada má e as localizações escolhidas conferem cenários bonitos.

No que toca a ser bonito, V-Rally 4 surpreendeu pela positiva. Não é um topo de gama, mas depois de ter visto alguns vídeos, estava à espera de bem pior. As pistas apresentam bom detalhe e estão bem preenchidas. Os efeitos de luz são bastante bons e a estrada, seja alcatrão ou terra batida, são bastante bons. Os modelos dos carros também estão bastante competentes, embora pareça por vezes que estes não entram exactamente em contacto com o solo e não existem grandes marcas no terreno.
Em respeito ao áudio, os sons dos carros são satisfatórios, mas alguém tem de dar um valente puxão de orelhas a quem escolheu a música repetitiva e terrível dos menus.

Quando a poeira assenta, V-Rally 4 é um jogo que deixa impressões mistas. É um jogo competente, mas com várias falhas. Não consegue decidir se quer ser um simulador ou um arcade e tão depressa apresenta uma pista bonita, manchada pelas físicas do carro que mais parece voar sobre o asfalto. Com um mercado saturado de tantos videojogos e com grandes referências dentro do género, V-Rally 4 acaba por ficar aquém do que podia ser. Assim, a nota acaba por ser também um meio termo.

Positivo:

  • Visual das pistas
  • Várias licenças
  • Boa sensação de velocidade
  • Modo carreira dá boa sensação de progresso

Negativo:

  • Comportamento irregular dos carros
  • Poucas pistas
  • Fica indeciso entre arcada e simulação
  • Má banda sonora
  • Online vazio

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.