Análise – Tiger & Bunny

Informação Global:

  • Episódios: 25
  • Ano: 2011
  • Produtores: Sunrise, Viz Media
  • Géneros: Acção, Comédia, Drama, Super Poderes
  • Idades: +13
  • Linguagem: Japonesa

À primeira vista, Tiger & Bunny pode induzir em erro. Não se trata de um Anime Mecha, porque então estaria a considerar o Tony Stark (Iron Man) um piloto de mechas, e muito menos se trata de um anime Shoujo, infantil ou algo parecido. O mundo Tiger & Bunny é maioritariamente Shounen repleto de batalhas e comédia a alto nível mas, visualmente, talvez mais atractivo para o público feminino. Para ambos públicos, Tiger & Bunny é um Anime que certamente agradará em todos os aspectos. Mais uma vez, estava de pé atrás em ver e agradeço a quem me conseguiu convencer a tal. Não se deixem iludir pelo cartaz nem pelo opening de Tiger & Bunny e dêem uma oportunidade à série.

Sternbild City abriga as pessoas chamadas Next, que utilizam as suas habilidades especiais como super-heróis para proteger a humanidade. As suas actividades são documentadas no programa popular Hero TV que, ao o resolver casos e salvar vidas, lhes são atribuídos patrocinadores e pontos de herói de forma a eleger o rei dos heróis numa votação anual. Wild Tiger, o nosso herói veterano, sempre preferiu trabalhar sozinho mas agora foi-lhe deixado a cargo uma parceria com Barnaby Brooks Jr. que tem uma perspectiva bem diferente do que é ser um herói.

A história lembra cartoons americanos: coloridos, simples, rápidos e fáceis de perceber. Embora lembre X-Men, Fantastic 4, Avengers(…), Tiger & Bunny é optimista e transmite boas mensagens e lições de vida num estilo mais alegre e versátil. O enredo é bastante actual, retrata como o capitalismo tira vantagens dos heróis e a forma como são usados para publicitar marcas e produtos, muito diferente das típicas séries de super-heróis. É um história realista e com os pés assentes na terra, retrata o dia-a-dia, os seus problemas e as consequências dos nossos actos. O facto de ser um Anime de raízes ocidentais, é capaz de quebrar algumas expectativas dos fãs mas, o mesmo estilo presente em Trigun ou Cowboy Bebop acabou por se tornar numa mais-valia.

Separada em duas partes, a história torna-se um pouco enfadonha porque são-nos apresentados alguns episódios de fillers, que se focam mais nas personagens secundárias, afastando-se do enredo principal. Embora seja um ponto negativo, estes fillers são necessários para a introdução de novas personagens e temas que mais tarde levam ao desenvolver da história principal. Tiger & Bunny consegue agarrar no género, em ideias antigas e futuristas e dar um resultado moderno, misturando super-heróis, comédia, mecha e drama de forma a manter a tradição dos filmes de acção.

Um dos pontos positivos de Tiger & Bunny é o facto de conter uma grande variedade de idades, passados e etnias. Embora maioritariamente adultos, também exploram as personalidades e formas de vida dos heróis mais novos. As personagens são estereotipadas, interessantes e visualmente atraentes com passados misteriosos e em certos casos dramáticos. Particularmente interessante é Kaburagi T. Kotetsu o nosso protagonista, um pai viúvo que raramente vê a sua filha adolescente (que vive com a avó) devido ao seu trabalho como herói, o que torna num caso forte e não muito comum neste estilo de Anime. Ao contrário de Kotetsu, temos Barnaby Brooks Jr. com uma personalidade, estilo de vida e passado que, infelizmente, o torna na personagem cliché estereotipada do mundo dos super-heróis. De qualquer forma, Tiger & Bunny tem um bom grupo de personagens secundárias e consegue compensar com a sua união, relações e experiências comuns, tanto como as suas facetas poderosas, fraquezas e sonhos.

Quanto à animação, a cidade parece uma réplica de Nova Iorque: os edifícios, os transportes, as diferentes etnias humanas, a linguagem, os estereótipos ou até mesmo o visual das personagens, conseguem emular um mundo totalmente ocidental. Tiger & Bunny mantém uma arte e desenho “normais” mas com algumas diferenças e falhas. A tecnologia evoluiu a um ponto de se ser possível integrar animações 3D numa tela 2D sem destoar muito. A Sunrise, neste caso, decidiu ser arrojada e manter uma separação clara entre os dois estilos visuais, o que causou certos problemas com a movimentação dos heróis, exagerou as suas acções tornando-as um pouco estranhas. Tirando isto, conseguem tirar bom partido deste tipo de animação de forma a criar fundos com boas experiências visuais.

Quanto à música de fundo, Tiger & Bunny é fiel ao que estamos a ver no momento com sons familiares de heroísmo, acção e comédia. Os openings acompanham o desenvolver da história, o primeiro, “Orion o Nazoru” de Unison Square Garden, é num rock mais rítmico e catchy enquanto o segundo, “Missing Link” de Novels, já é um rock mais em formato de balada. Os endings, por sua vez, são na mesma num estilo de rock digital mas mais calmo e tradicional.

A nível de actores de vozes, podemos contar com vozes muito conhecidas e já famosas na industria, o que torna Tiger & Bunny um Anime ainda mais familiar, como Kotetsu/Hirata Hiroaki (Sanji de One Piece, Genma de Naruto e Gojyo de Saiyuki), Barnaby/Morita Masakazu (Ichigo de Bleach, Marco de One Piece e Kazuya de Bakuman), Karina/Kotobuki Minako (Tsumugi de K-ON, Sen de Hyakka Ryouran: Samurai Girls e Mitsuko de Toaru Kagaku no Railgun) e Ivan/Okamoto Nobuhiko (Rin de Ao no Exorcist, Eiji de Bakuman e Takumi de Kaichou wa Maid-sama!).

A grande parte dos heróis mais populares criados há décadas atrás, tentam sempre actualizar-se mediante as modas e gostos de hoje em dia e, embora com um argumento válido, acabaam sempre por não ter o impacto pretendido. É neste aspecto que Tiger & Bunny se destaca, talvez por se focar num “reality show” que retrata uma cultura de celebridades e publicidade ou talvez por ser refrescante e diferente de um típico Anime Shounen ou até mesmo pela Sunrise não ter tido medo de se inspirar no mundo ocidental. Para amantes deste género como eu, é um Anime a recomendar e mesmo tendo alguns pontos negativos, tudo se torna em magia e emoção no final. Tiger & Bunny é diferente, desperta a criança que está em nós e relembra-nos o entusiasmo ao acordar num sábado de manhã para ver os desenhos animados na TV. É deveras uma obra de arte e uma série a não perder.

Positivo:

  • História diferente, inovadora e realista mas com os pontos essenciais de um Anime de super-heróis
  • Variedade de idades e experiências das personagens
  • Protagonista único e diferente com um desenvolvimento bastante positivo
  • Animação e arte fieis ao estilo ocidental
  • Actores de voz cuidadosamente seleccionados
  • Sentimento de nostalgia e magia

Negativo:

  • Alguns episódios de fillers enfadonhos
  • Separação clara de uma animação 3D de uma 2D
  • Por vezes, previsível