Análise – Terraria (Wii U)

O jogo da Re-Logic conseguiu ganhar um estatuto de culto, e é com toda a naturalidade que vemos a expansão de Terraria para todo o tipo de plataformas que façam sentido. Sendo assim, e após vários lançamentos, eis que o jogo chega agora à Wii U no mesmo formato adaptado para as consolas caseiras e portáteis.

Terraria é um jogo de exploração e sobrevivência com vários elementos RPG à mistura. Inspirado no grande êxito que foi Minecraft e outros jogos, este jogo com uma perspectiva side-scroller colocará o jogador num mundo desconhecido para conseguir sobreviver. As nossas únicas ferramentas serão criadas a partir dos recursos que iremos encontrar, sendo algumas delas mais fáceis que as outras.

Neste jogo somos então atirados ao mundo onde as nossas mãos são as ferramentas com que começamos. Sendo assim, vamos recolher os recursos de fraca resistência e assim construir as nossas armas, lar e até vários engenhos que nos serão necessários. Conforme vamos explorando mais o mundo seja na sua extensão como em profundidade, vamos descobrir novos biomas e os inimigos ficam mais fortes de acordo com a nossa evolução.

Ao contrário de jogos deste género como Minecraft, este tem uma progressão mais definida onde iremos lutar contra os vários bosses dos biomas que iremos encontrar, seja uma abelha gigante, um centopeia gigante, e a partir dessas derrotas sentimos que podemos explorar mais do mundo.

A criação e personalização são funcionalidades muito interessantes e bastante profundas, pelo que podemos criar coisas simples como mesas e cadeiras, até casas gigantes, castelos, até a ferramentas e armas com os vários recursos que apanhamos, seja ouro, ferro e etc. Esta particularidade do jogo está alinhada com a progressão, visto que ao passar do tempo iremos ter armas mais fortes, uma casa maior e até criar uma pequena vila para os restantes NPCs e mercadores virem morar ao pé de nós.

Nesta versão da Wii U, o jogo fica ainda mais completo com a utilização do GamePad para podermos utilizar items, criar a até atacar os monstros. Isto torna toda esta experiência de jogar Terraria numa consola muito mais precisa e menos penosa para a vista como é o caso da versão 3DS. Seja com o estilete ou com o dedo, esta maneira torna o jogo muito mais completo em comparação com as outras versões para consola.

A apresentação continua bastante vibrante mesmo apesar de ser um jogo com um grafismo retro e com polígonos a lembrar a velhinha SNES e não sofreu qualquer tipo de quebra nesta versão Wii U. Este é um jogo que brinca com a palete de cores para determinar os vários biomas e ser bastante explícito em todas as zonas que estamos e tem bons efeitos.

Terraria para a Wii U é uma das melhores versões do jogo, onde o GamePad ajuda bastante na experiência total. Se estão indecisos sobre esta versão do jogo da Re-Logic, então não pensem duas vezes, vale bem a pena!

Positivo:

  • Bom port para as consolas
  • Uso do Gamepad
  • Estável no geral
  • Provavelmente a melhor versão para consolas

Negativo:

  • Continua a ter alguns elementos um pouco crípticos