Análise – Star Wars Battlefront

star-wars-battlefront-antevisao-preview-beta-pn-n_00006

A série Star Wars Battlefront é uma daquelas que marcou o ponto de viragem nos jogos da saga, afinal deixava-se de lado os heróis e vilões, para dar destaque aos Stormtroppers e rebeldes que lutavam em plano de fundo.

Visto por este prisma, Star Wars Battlefront foi um verdadeiro sucesso, por isso, era complicado perceber o porquê de um tempo de espera tão longo até um novo lançamento.

Quando a EA revelou que ia ser a DICE a trabalhar no novo jogo, as expectativas ficaram elevadas, não fosse este o estúdio de Battlefield.

Inspirada pelas novas tendências, a EA quis dar muito mais destaque ao modo competitivo online, deixando a campanha de lado, compensada por alguns modos offline que servem mais como treino para o jogo principal, do que algo mais sumarento.

Offline existem uma série de pequenas missões de treino que podem ser feitas em níveis de dificuldade variados, pequenas sessões de jogo com heróis ou soldados, e o melhor de todos, um modo cooperativo por vagas que se torna bastante divertido em pequenas sessões de jogo, com um amigo na mesma consola.

Como disse, estes modos sabem a pouco e a ausência de uma história é notada, mas o mesmo sentimento acaba por passar para o online. Existem muitas formas de jogar Star Wars Battlefront, mas todas elas continuam a parecer parcas.

Quando estão ligados à internet, vão ter vários modos para jogar e muitas variantes de modos clássicos de outros jogos, no entanto, ao jogar meia dúzia de horas, conseguem ver quase tudo o que Star Wars Battlefront consegue oferecer. Modos como Dropzone e Team Deathmatch (aqui conhecido por Blast) são modos rápidos e cheios de diversão, quando jogados em mapas mais pequenos, mas algo como o modo de conquista pode ser esmagador, longo e frustrante, especialmente quando a vossa equipa joga mal, criando um desequilíbrio bastante notório.

Embora possam jogar na primeira ou segunda pessoa, a jogabilidade de Star Wars Battlefront sente-se sólida em terreno e um pouco menos afinada a controlar veículos voadores. De qualquer forma, pilotar um X-Wing ou AT-AT é bastante satisfatório. Quanto a soldados, podem jogar com a visão na primeira e terceira pessoa. Ambas funcionam bem e tudo depende da forma como pretendem abordar a jogabilidade. Eu reconheço que jogar na terceira pessoa traz mais vantagens, mas quem gosta de COD e Battlefield pode fazer dessa forma.

À medida que vão progredindo, vão ganhado dinheiro, o qual pode ser gasto a comprar cartas que resultam em decks. Estas cartas podem ser equipadas em decks de 3 que conferem habilidades, especiais, certas armas alternativas ou ferramentas para usar em combate. A ideia dos decks é boa, mas os novatos vão sempre sentir que estão limitados até desbloquearem quase tudo. Podem ainda comprar Skins e fatos com os créditos, mas só alguns é que valem mesmo a pena.

Se existe um ponto onde tem de se tirar o chapéu e é imediatamente notório, é a forma como o universo, personagens e campos de batalha foram criados e recriados para Star Wars Battlefront. Este jogo é mesmo uma grande homenagem aos confrontos épicos da saga original. A música e visual transborda a Star Wars, assim como os sons e a presença dos heróis. Os fãs dos filmes vão ficar extremamente satisfeitos.

Mas não é só a recriação que está bem feita, pois os gráficos de Star Wars Battlefront são realmente muito bons. As texturas e iluminação estão bastante bem feitas e os detalhes nas personagens dão ainda mais vida ao estilo de Star Wars. Lutar na selva de Endor ou nos desertos de Tatooine são experiências bem diferentes e ambas repletas de detalhe, sejam ervas ou arbustos, rochas amareladas ou tendas com tecidos rasgados.

Eu queria gostar de Star Wars Battlefront, mas também não é muito difícil gostar dele. É um jogo que parece limitado em conteúdo, mas que nos diverte e transporta para este universo tão adorado de forma bem conseguida. Se não tivesse Star Wars como tema, talvez fosse mais mal-tratado, mas tendo isto em conta e a forma como respeita o universo, há que lhe dar mérito e reconhecer que existem mais positivos que negativos. Se tivesse mais tempo para ele e fosse maior fã de multijogador online, aposto que o estaria a jogar neste momento.

Positivo:

  • Boa utilização do universo Star Wars
  • Gráficos impressionantes
  • Partidas online viciantes
  • Jogabildade muito competente
  • Sistema de cartas funciona bem

Negativo:

  • Falta uma campanha
  • Certas partidas parecem desequilibradas logo a início
  • Falta mais conteúdo de modo geral
  • Pouca variedade de localizações

pn-muitobom-ana

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Share

You may also like...