Análise – Skylanders Superchargers

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00007

Parecendo que não, já lá vão alguns anos desde que Skylanders começaram a ser um fenómeno de vendas e cada ano, teve direito a uma nova edição.

A versão deste ano é algo diferente, pois desta vez não há cá gigantes, partes do corpo que se trocam ou algo do género. Desta vez, existem veículos.

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00006

Com esta novidade introduzida em Skylanders Superchargers, existem dois tipos diferentes de jogabilidade, a clássica com os Skylanders ao estilo “Diablo” e outro que pode ir de corridas, a arenas com destruição.

A história está ao estilo normal de Skylanders, com a equipa clássica e o regresso de Kaos como inimigo. A narrativa foi feita a pensar nos mais novos, mas até eu me senti entretido em alguns momentos, como se estivesse a ver um desenho animado de fim-de-semana.

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00003

A jogabilidade está supreendentemente sólida. O estilo de plataformas e acção que já vem desde o primeiro jogo é bom e recomenda-se, porém, a possibilidade de navegação com os veículos funciona bem e não é algo que traga muitos problemas.

A introdução dos veículos é agora o grande delimitador de DLC, pois são estes que permitem a entrada em cada estilo de zona, como algo no ar, ou aquático. Os restantes Skylanders servem como geradores de sinergia, dando mais habilidades aos carros. Infelizmente, a personalização dos mesmos é bastante limitada, o que é desapontante.

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00004

Os veículos permitem ainda uma grande panóplia de mini-jogos e outras interacções. Existem desafios que podem ser jogados em equipa ou sozinhos, sendo que até podem partilhar as missões com um amigo.O modo SkyStones também está de volta e tão viciante como antes.

O visual tanto dos cenários como das personagens é bastante agradável na nova geração, mostrando bastante variedade e um trabalho muito interessante nas animações das personagens, que parecem bastante fluídas. Por vezes, parece que o cruzamento entre certos Skylanders cria um pouco de estranheza, dado a sua origem, mas não é nada de perturbador.

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00005

A música é bastante engraçada e até tem algumas bastante boas, enquanto as vozes são tão boas e irritantes como um desenho animado actual. Não vai chatear os mais novos, mas vai conseguir arreliar os mais crescidos em certas alturas.

Com algumas das melhores figuras, design e cenários da série até agora, Skylanders Superchargers é um dos melhores jogos da série. É verdade que algum do seu conteúdo continua a estar bloqueado por DLC obrigatório, mas é o mais justo até hoje.

skylanders-superchargers-analise-review-pn-n_00002

 

Se gostam de Skylanders ou são um pai que quer jogar com os petizes, então Skylanders Supercharged é uma aposta segura para este Natal.

Positivo:

  • Os veículos são uma boa adiçãopn-recomendado-ana
  • Muitos níveis inspirados
  • Bom design dos Skylanders e cenários
  • Jogo cooperativo
  • Não é tão punitivo em ternos de DLC como os anteriores

Negativo:

  • Mesmo assim continua a bloquear conteúdo
  • Certas vozes
  • Narrativa perdeu-se um bocado no meio das novidades

pn-muitobom-ana

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.