Análise – Pokémon Rumble U

Numa altura em que tudo aquilo pelo qual os fãs de Pokémon mais desejam é Pokémon X e Pokémon Y, a Nintendo resolveu que Pokémon Rumble U seria uma boa forma de entreter os jogadores até ao lançamento dos novos jogos em Outubro.

Pokémon Rumble já não é propriamente uma novidade e este spin-off já é uma série por si só, mas com a chegada à Wii U a Nintendo quis ampliar o jogo até ao espectro do coleccionismo, o que resulta numa especie de Skylanders/Disney Infinity menos imponente.

Pokémon Rumble U conta a história de uma série de miniaturas de Pokémon que por azar são desviadas do seu caminho até uma loja  e acabam na margem de um rio. Preocupados com o seu destino, os Pokémon resolvem regressar a todo o custo.

Esta história é motivo suficiente para que estes brinquedos visitem um mapa recheado de localizações onde cada zona tem vários Pokémon para derrotar e um derradeiro boss final.

Ao contrário de Pokémon Rumble da Nintendo 3DS, Pokémon Rumble U troca a exploração de uma localização por combates directos em arenas. Cada missão coloca os Pokémon escolhidos numa arena e temos de lutar em tempo real, apanhando moedas, capsulas com novos Pokémon e cristais para realizar habilidades especiais.

Apesar de básico, os combates de Pokémon Rumble U são realmente divertidos dado o seu estilo imediato de acção. Começam por ter de derrotar vários “minions” mais fracos até encher a barra de confronto que chama o boss. É bom ver que o os tipos dos ataques continuam a ter influência no combate e existem vantagens e desvantagens.

Infelizmente esta estratégia é desvirtuada em grande parte pelo progresso do jogo que vai atribuindo novos Pokémon no final de cada área. Cada vez que apanham novos Pokémon numa nova zona, os anteriores ficam praticamente obsoletos o que é uma pena e perde a lógica ver um Pokémon básico ser bem mais forte que uma evolução de nível 3.

Algo positivo é a possibilidade de partilhar Pokémon Rumble U com mais 3 pessoas, o que resulta numa sessão de jogo caótica mas altamente divertida. Caso joguem sozinhos, a inteligência artificial assume o lugar dos outros Pokémon, o que deixa um pouco a desejar na maioria das situações.

Voltando então ao tema de Skylanders, Pokémon Rumble U utiliza o detector NFC do Gamepad da Wii U para importar o código de figuras reais que podem ser compradas nas lojas. Porém, estas não são vendidas em Portugal, o que acaba por desvirtuar esta opção e torná-la acessível apenas a alguns.

Mesmo não tendo cenários vastos e os Pokémon sejam adaptações de bonecos pouco redondos, Pokémon Rumble U não é um jogo feio ou pouco apelativo. Tendo em conta o seu objectivo e o estilo confuso de jogo, é mais do que ideal, mesmo não sendo do melhor visual da Wii U. O som e música são o típico da série, mas acaba por se tornar algo repetitivo ao longo de uma longa sessão de jogo.

Apesar de não ser muito grande e ter algumas escolhas de design mal pensadas, Pokémon Rumble U consegue ser um jogo bastante divertido para jogar em grupo. Porém, se estão ansiosos por Pokémon X e Pokémon Y, não existe aqui muito para saciar a vossa sede por Pokémon.

Positivo:

  • Combate fácil e intuitivo
  • Inclui todos os Pokémon lançados até hoje
  • Altamente divertido com amigos
  • Podem jogar apenas no Gamepad

Negativo:

  • Pokémon poderosos ficam obsoletos demasiado depressa
  • Ausência de um sistema de evolução ao estilo da série principal
  • Inteligência artificial demasiado básica
  • Repetitivo
Share

You may also like...