Análise – Picross E7

Picross E está de volta pela 7ª vez e tal como os seus antecessores desde o 3º capítulo não é mais do que novos puzzles dentro dos modos já conhecidos e um novo botão. Sim, existe um novo botão que foi estranhamente adicionado entre os botões que nos permitem escolher entre o acto de marcar um local como correcto e o que marca como estando um local vazio, e o botão que foi adicionado tem como função marcar um local como uma hipótese de estar certo, ou seja como o botão de bandeira do minesweeper.

O posicionamento deste novo botão entre os que já existiam é um problema para quem gosta de jogar utilizando apenas a stylus e o resultado acaba mesmo por ser um incómodo com o carregar acidental, obviamente que nos acabamos por habituar mas seria muito mais simples adicionar um botão num outro local.

Quanto a jogabilidade é a mesma dos outros 6 jogos da série, e de praticamente todos os jogos de Picross, colocar uma dada sequência de quadrados preenchidos em cada fila de modo a formar uma imagem. Picross E7 faz o mesmo que Picross E6, mais Puzzles de todas as variantes que foram criadas desde 150 novos Picross, 150 Mega-Picross e 3 quadros de Micross. Caso tenham também os 3 primeiro títulos da série podem também desbloquear mais 5 puzzles extra por cada.

Em termos de apresentação continuamos a ter tons cinzentos e desta vez a cor complementar é o azul já na parte sonora temos o mesmo tipo de sons e músicas relaxantes que vimos em títulos anteriores. O interface é simples e resulta bastante bem. Para quem não perceber nada de Picross existem tutoriais que explicam bastante bem as bases e os Puzzles mais simples são bastante intuitivos e a curva de dificuldade vai subindo gradualmente.

Tal como nos anteriores se terminarem um Puzzle abaixo de um certo tempo a imagem ficará colorida e apesar de o limite ser de 60 minutos, de relembrar que cada erro acrescenta um valor exponencial ao contador.

No fundo Picross E7 é apenas uma colectânea de mais do mesmo e eu não tenho problemas com isso, pois adoro Picross e este jogo é mesmo para quem gostar de Picross.

Positivo

  • Mais Puzzles
  • Apresentação apelativa
  • Consegue ter uma boa curva de dificuldade

Negativo

  • Está na altura de inserir algo novo
  • O botão de “bandeira” tem um posicionamento estranho

 

 

Alexandre Barbosa

Videojogos e séries de TV são o seu meio de entretenimento favorito. Desde jogos de plataformas a RPGs todos os jogos são um hipotético interesse. Ganhou também alguns traumas com certos videojogos mas isso já era de esperar. Agora já posso parar de falar sobre mim na 3ª pessoa?

More Posts

Alexandre Barbosa

Videojogos e séries de TV são o seu meio de entretenimento favorito. Desde jogos de plataformas a RPGs todos os jogos são um hipotético interesse. Ganhou também alguns traumas com certos videojogos mas isso já era de esperar. Agora já posso parar de falar sobre mim na 3ª pessoa?