Análise – Little Witch Academia: Chamber of Time

Se existe distribuidora com o qual podemos sempre contar para ter mais adaptações de Anime, essa companhia é a Bandai Namco. Sejam séries grandes ou apenas anime de culto, grande parte destes jogos acabam por ser localizados para a Europa.

Uma das apostas mais recentes foi Little Witch Academia: Chamber of Time, baseado na série com o mesmo nome, que usa o universo do Anime para criar um RPG de acção com uma boa quantidade de exploração. O resultado pode não ser perfeito, mas é bastante bom para quem gosta da série.

Tal como na série, Akko vai voltar a fazer asneira e desta vez coloca toda a escola num loop temporal onde o mesmo dia se repete, assim como aquilo que acontece a cada hora específica. Isto faz com que tenham de interagir com muita gente e descobrir como voltar tudo à normalidade com a ajuda de todas as amigas.

Para começar, o primeiro grande impacto de Little Witch Academia: Chamber of Time é sem dúvida a atenção ao pormenor e a forma como aproveita o universo de Little Witch Academia. Não só existe toda uma escola de Luna Nova para explorar, como ainda existem dezenas de personagens retiradas directamente da série, com toda a aparência e vozes, mesmo para os NPC. É impressionante explorar cada zona e ter sempre voz para todas as personagens com quem falamos.

O jogo mistura duas frentes diferentes de jogabilidade, de um lado temos a exploração do mundo de Luna Nova, com todas as zonas e salas disponíveis, onde fazemos missões alternativas e interagimos com outras personagens. Do outro temos uma série de masmorras que visitamos com um cenário desenhado em 2D e onde jogamos ao estilo de um brawler misturado com Dungeon Crawler.

Em termos de jogabilidade, Little Witch Academia: Chamber of Time sofre de um problema de ritmo. Explorar a escola não é sempre divertido e pode ser demorado, na mesma medida em que o combate também acaba por ser repetitivo e os cenários bastante desinspirados. Por vezes, dei por mim a jogar apenas por estar a apreciar o universo e as personagens.

O combate também acaba por ser bastante básico. Podemos escolher três personagens entre as várias disponíveis, mas estas são bastante similares, variando apenas nas animações e naquilo que gritam quando atiram um feitiço a um inimigo. Já que falo nisso, há que destacar o quão irritante é a repetição das suas vozes em combate, pois cada ataque faz com que elas gritem o que estão a criar para atacar.

Depois temos o problema da movimentação que usa animações rígidas e por vezes existe tanta confusão no ecrã que se torna difícil saber onde estamos quando os combates estão a ficar mais intensos. Ao explorar a escola já não parece tão mal e está mais ao nível do que seria uma adaptação do Anime.

Em termos de evolução e personalização, Little Witch Academia: Chamber of Time também não é exactamente um RPG bastante profundo. É possível evoluir as personagens, aprender novas habilidades, ou equipar items, mas não muito mais que vá além disso.

Em termos de apresentação, Little Witch Academia: Chamber of Time é verdadeiramente impressionante no que toca ao reproduzir o universo da série. O desenho das personagens é excelente e as suas animações dos diálogos são bastante boas. Pelo caminho surgem alguns segmentos em Anime que vale bem a pena ver. No que toca à música e vozes, está tudo no ponto, com as vozes originais em japonês, assim como a excelente banda sonora do Anime.

Little Witch Academia: Chamber of Time deixou-me com um sentimento misto. Se por um lado o jogo está cheio de problemas e consegue ser aborrecido como tudo, por outro lado, a atenção ao detalhe e recriação do espírito da série estão tão bons que me senti compelido a ver o Anime (e já não via um Anime completo há meses).

Por isso mesmo, Little Witch Academia: Chamber of Time não é um jogo fácil de recomendar, a não ser que tenham uma mente bastante aberta e adorem Anime. Este é o estilo de jogos feitos a pensar nos fãs e são eles que vão tirar melhor proveito deste título. Todos os outros vão encontrar um jogo com vários problemas de jogabilidade e bastantes momentos aborrecidos.

Positivo:

  • Boa adaptação do Anime
  • Visual cell-shaded bastante forte
  • Podem explorar todo a Academia
  • Vozes para todas as personagens
  • Banda sonora do Anime

Negativo:

  • Cenários algo vazios
  • Combate bastante repetitivo
  • Escola é bastante confusa
  • Problemas de fluidez

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.