Análise – Hyouka

Informação Global:

  • Episódios: 22
  • Ano: 2012
  • Produtores: Kyoto Animation, Lantis, Kadokawa Shoten, The Klock Worx, chara-ani.com, Animation Do
  • Géneros: Mistério, Vida Escolar, Quotidiano
  • Idades: +13
  • Linguagem: Japonesa

Do mesmo produtor de Suzumiya Haruhi no Yuuutsu (2009) e Suzumiya Haruhi no Shoushitsu chega-nos Hyouka, o próximo projecto de Mayaka Hideaki o co-fundador da Kyoto Animation e um dos candidatos a Anime do ano 2012. Hyouka consiste em 22 episódios que nos relata o quotidiano de Houtarou Oreki, um rapaz estudante do secundário minimalista que é obrigado a entrar no Classic Literature Club pela sua irmã mais velha. Mais tarde juntam-se ao clube Eru Chitanda e os seus amigos Satoshi Fukube e Mayaka Ibara. Devido à curiosidade extrema de Chitanda, a história começa com a investigação de um caso ocorrido à 45 anos atrás. Pistas para desvendar o mistério estão enterradas numa colecção de trabalhos com o título Hyouka dos antigos membros do Classics Club.

Hyouka consegue tornar num Anime especial visto que mistura o género de mistério com o quotidiano escolar. Essencialmente, as personagens gastam o seu tempo a desvendar mistérios do dia a dia tornando o Anime num estilo muito leve de detectives. A sequência de eventos e a sequência como são dadas as pistas para a resolução dos mistérios é feita de uma forma subtil e gradual mas nem sempre são perceptíveis o que torna Hyouka totalmente imprevisível. Os mistérios em si não são nada de especial e muitos deles aparecem do nada mas as suas resoluções são coerentes, naturais e lógicas.

Alguns mistérios em Hyouka são mais credíveis e mais importantes que outros, existem um ou dois que parece que estão ali a encher chouriços, um bocado aborrecidos que não fazem sentido nenhum, mas depois existem outros que nos deixam mesmo curiosos e nos cativam a ver até a saga acabar. A resolução dos mistérios são sempre acompanhados por uma explicação visual dos pensamentos das personagens, o que ajuda muito na compreensão e é sem dúvida um ponto a favor em Hyouka. Hyouka consegue balançar de forma igual a história e o desenvolvimentos das personagens, não temos nada a mais que o outro o que é um ponto a favor.

Quanto às personagens, Houtarou Oreki, o nosso protagonista, é uma personagem bastante única que, como conservador de energia, tem como principio de vida: “I don’t do anything I don’t have to. What I have to do, I do quickly”. Oreki não tem todas as respostas mas a sua capacidade de dedução e análise são brilhantes. O seu aspecto e maneira de estar são bastante apelativos e Oreki sofre de uma evolução gigante com o decorrer da história por ser “obrigado” a desvendar os mistérios por Chitanda. Como podemos esperar, Oreki vai crescendo e sentimentos de paixão começam a invadir o seu coração. Ao contrário de muitos Animes, Hyouka tem o balanço perfeito entre personagens e história onde temos toda a informação essencial para o desenlace perfeito mas, sendo Hyouka uma cópia eximia do quotidiano Japonês, gostaria que em vez de darem a entender que fosse mais explícitos nas cenas amorosas.

Com grande admiração por Oreki, Eru Chitanda é uma rapariga educada, energética, preocupada e uma estudante de topo, embora quase sempre distraída. Quando Chitanda fica curiosa imediatamente causa pressão sobre Oreki para desvendar o mistério e não desiste até este concordar. Alguns espectadores podem achá-la chata mas Chitanda é importante para o desenvolvimento de Oreki, principalmente porque ela é a única que o consegue puxar. Embora não tão grande, Chitanda também tem a sua evolução no Anime quando começa a aprender a controlar a sua curiosidade. Satoshi Fukube e Mayaka Ibara são as personagens secundárias mas também sofrem uma evolução, Satoshi começa a sentir inveja de Oreki enquanto que Mayaka muda a sua forma de estar no clube de Manga. São ambos personagens fáceis de gostar e provavelmente são umas das melhores personagens secundárias de sempre.

Acerca dos aspectos técnicos de Hyouka, é tudo cuidadosamente desenhado e detalhado, os movimentos são suaves e naturais que dão uma atmosfera muito dentro de estilo de Hyouka. A animação é genial e transmite através de arte abstracta cada sentimento sentido pelas personagens do Anime. Não há forma possível de descrever tal beleza de cores, brilhos e efeitos é sem dúvida surpreendente e cativante. Quanto ao som, Hyouka apresenta uma boa escolha musical. A música de fundo acerta em cheio e ajuda a dar mais impacto a cada cena. Um tipo de música clássica, suave, relaxante mas por vezes arrepiante ajuda a dar uma certa magia a cada evento.

O opening “Yasashisa no Riyuu” de ChouCho é um tema que engloba o género e estilo de Hyouka em apenas 1/2 minutos. Basta ver o opening para automaticamente se ficar com uma ideia do que é que Hyouka e do que se trata. O mesmo acontece com o ending “Madoromi no Yakusoku” de Satomi Satou e Ai Kayano, uma beleza de cores e visuais num ambiente mais nocturno, calmo e “gloomy”. Pessoalmente e por sua vez, achei o segundo ending “Kimi ni Matsuwaru Mystery” de Satomi Satou e Ai Kayano um bocado fora de contexto com uma animação um bocado random. Quanto às vozes, todas elas se encaixam com as personagens, destaco Kayano Ai (Inori de Guilty Crown) como Ibara Mayaka que conseguiu transparecer na perfeição a personalidade da personagem.

Num todo, Hyouka consegue ser um Anime decente que nos traz algo novo e refrescante ao género escolar quotidiano, contém algumas falhas mas não deixa de ser uma peça de arte a fim de ser admirada. Todo o Anime é consistente mas peca um pouco em não conseguir superar as expectativas do espectador, ora se estamos a construir intimidades entre as personagens pelo menos algumas cenas mais romanticamente explicitas eram de certa forma bem vindas.

Pessoalmente, decidi ver Hyouka por ter sido um dos candidatos ao Anime do ano passado mas a verdade é que dei por mim a adormecer umas quantas vezes. No final, Hyouka seguiu um caminho diferente do típico Anime moderno, vale a pena ver um Anime de aproximação realista de vez em quando só que não é de todo um requisito a qualquer fã de Anime. Se estão interessados em viajar num mundo como o nosso onde desvendar mistérios misturados com a banalidade do quotidiano é o prato do dia, Hyouka é o Anime mais indicado para vocês, se não, há sempre outras opções por aí.

Positivo:

  • História imprevisivel
  • Resoluções coerentes, naturais e lógicas
  • Balanço entre história e personagens
  • Evolução das personagens
  • Animação genial e desenho detalhado
  • Música dentro do género e estilo
  • Boa prestação da equipa de voz

Negativo:

  • Mistérios banais
  • Alguns mistérios aborrecidos
  • Falta de cenas amorosas explicitas
  • Música do segundo ending fora de contexto
  • Não supera as expectativas