Análise – F-Zero: Maximum Velocity

f-zero-maximum-velocity-rev-top-pn

Recentemente a Nintendo inaugurou o GameBoy Advance como nova plataforma do Virtual Console da Wii U. Esta será a primeira plataforma portátil a chegar ao Virtual Console desta consola e foi disponibilizada com alguns títulos bastante conhecidos. Para além de Metroid: Fusion, Advance Wars entre outros, vemos ser lançado F-Zero: Maximum Velocity, o terceiro jogo desta série de corridas futuristas.

f-zero-maximum-velocity-rev-1-pn

Este F-Zero: Maximum Velocity é um jogo que à primeira vista é parecido a Super Mario Kart, e isto dado ao uso da tecnologia Mode 7 para simular cenários em 3D, mas é um jogo bastante diferente, onde as naves ganham destaque ao invés de karts e as velocidades são muito mais vertiginosas.

Velocidade é a palavra chave neste jogo, e ao contrário de Super Mario Kart não necessita de items ou derivados para arremessar aos inimigos. Como a velocidade é o aspecto mais importante do jogo, a nossa nave terá que chegar inteira de todos os possíveis contactos que iremos ter com as extremidades do circuito e adversários. Para além das extremidades, as pistas estão repletas de perigo como pequenos explosivos, zonas que abrandam a velocidade da nossa nave e não só.

f-zero-maximum-velocity-rev-4-pn

Para além de tentarmos fazer de tudo para chegar em primeiro nas corridas, vamos estar muito atentos na barra de energia da nossa nave, que explodirá assim que se esgote. Para ir reparando a nossa nave durante a corrida, temos na recta da meta uma zona própria para recuperar a energia da mesma assim que passamos por cima dela.

Dada à velocidade vertiginosa que as nossas naves atingem, o jogo requer uma grande atenção e controlo por parte do jogador. Fazer uma curva com pé sempre no acelerador é significado de contacto constante com o muro, sendo que a técnica que eu uso é de pressionar e largar o botão do acelerado muito rapidamente durante enquanto faço uma curva para não bater. Certas curvas mais apertadas requerem mesmo uma travagem.

f-zero-maximum-velocity-rev-7-pn

Apesar da jogabilidade altamente viciante, este jogo peca um pouco pelo conteúdo, não tendo a desculpa da idade como em Super Mario Kart. Existem quatro torneios para participar, onde cada uma deles possui cinco corridas, onde entre elas podemos ir alterando o nível de dificuldade. Infelizmente o uso do multiplayer neste jogo não funciona.

F-Zero: Maximum Velocity é um jogo muitíssimo viciante e que requer uma grande dose de agilidade, mas que peca pela fraca quantidade de conteúdo e da quase inexistente variedade. Mesmo assim, é um jogo que merece a atenção.

 

Positivo:

  • Jogabilidade viciantepn-recomendado-ana
  • Corridas vertiginosas
  • Certas pistas que requerem muita concentração
  • Dificuldade acessível

Negativo:

  • Peca pelo pouco conteúdo

pn-muitobom-ana

Share

You may also like...

error

Sigam-nos para todas as novidades!

YouTube
Instagram