Análise – Dragon’s Crown Pro

Com um estilo bastante próprio que incomodou muita gente, Dragon’s Crown acabou por ser um jogo altamente recomendado, que estava ao nível daquilo que era de esperar de um hack and slash que pode ser jogado com os amigos.

Quando foi lançado em 2013 (já passou assim tanto tempo?!), Dragon’s Crown foi um jogo que me cativou de imediato, primeiro pela sua arte e assim que meti as mãos ao comando, pela sua jogabilidade e profundidade. Este é daqueles jogos que traz de volta os tempos majestosos de jogos como Golden Axe ou Battletoads, com uma organização e progresso bem mais modernos.

Depois de tantos anos Dragon’s Crown Pro chega à PS4 como a versão definitiva do jogo, englobando tudo aquilo que foi lançado para o original e uma série de adições que ajudam a fazer com que a aventura fique ainda melhor, mesmo que não seja indispensável para quem já o comprou antes.

Se não conhecem Dragon’s Crown, podem sempre ler a nossa análise carregando neste link. Para quem está mais apressado, só precisam de saber que aqui podem jogar com uma de várias personagens com classes distintas, numa aventura num mundo de fantasia medieval carregado de magia. Existe um reino para proteger e uma série de viagens a masmorras para realizar.

O combate e exploração é feito num plano em 2D, o qual a personagem pode explorar em distância e profundidade. Existe a possibilidade de interagir com o mundo através do Touchpad para encontrar segredos, abrir baús e portas. É um sistema que não é tão intuitivo como isso, mas já não o era antes quando se usava o analógico.

O combate é um dos pontos altos, especialmente por ser tão cativante como desafiante. Cada classe tem as suas forças e fraquezas, havendo inimigos e bosses que usam padrões bem diferentes de ataques que devem ser memorizados para não resultar numa morte certa. Pelo caminho existem pilhas de ossos que podem ser apanhados para dar vida a aliados que podemos colocar na equipa para compensar pela falta de jogadores humanos.

Claro que as pessoas mais alegres que podem ver a jogar Dragon’s Crown Pro são aquelas que recrutam amigos a sério para jogar. Podem jogar até quatro pessoas ao mesmo tempo, o que aumenta a velocidade do jogo e abre uma janela interessante para a criação de combos e ataques em grupo. Com um bom grupo de jogadores que percebem os seus papeis, todos serão bem recompensados.

Nesta versão PS4, Dragon’s Crown Pro aumenta a fasquia visual para os 4k, por isso as pessoas com uma TV compatível vão ter uma experiência ainda mais limpa e bonita. Tirando isso, o visual é praticamente igual, o que é um ponto a favor, afinal, este é um estilo de apresentação que não envelhece no verdadeiro sentido da palavra. Existe também suporte para vozes em japonês e inglês, assim como uma banda sonora de grande qualidade, agora com adição de orquestra.

Se são fãs absolutos de Dragon’s Crown e querem comprar novamente o jogo, então vão gostar de saber que existe a hipótese de passar ficheiro de gravação entre a PS4, PS3 e PS Vita, mesmo os ficheiros antigos. É sempre uma mais valia, especialmente para quem o comprou para a PS Vita e pretende jogar em forma portátil.

Quando comparado com outros lançamentos entre gerações, Dragon’s Crown Pro é capaz de ser um daqueles que não consegue mostrar uma evolução tão grande, especialmente a nível visual, no entanto, é um salto positivo para a actual geração, que abre portas a novos jogadores que estão cá à menos tempo. Se o género hack and slash é do vosso agrado e se conseguem juntar amigos à volta da consola com frequência, então este é um jogo que vale bem a pena.

Positivo:

  • Visual não envelheceu
  • Agora em 4K
  • Música trabalhada
  • Ideal para jogar com os amigos
  • Cross save entre gerações

Negativo:

  • É praticamente o mesmo jogo
  • Touchpad não é intuitivo
  • Preço elevado para quem já o comprou antes

 

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.

More Posts - Website

Follow Me:
TwitterFacebook

Daniel Silvestre

Fã de jogos, filmes, anime e coisas do género. Jogo desde que me lembro e adoro RPG. Tenho uma grande colecção deles que tenciono acabar. Talvez um dia no lar da 3ª idade.