Análise – Dr. Mario: Miracle Cure

dr-mario-miracle-cure-rev-top-pn

Mario sempre foi um nome sonante na indústria dos videojogos, mostrando uma grande relevância e consistência que mete em sentido os mais antigos e gigantes da actualidade. Para além de saltar em cima de Goombas, o canalizador italiano passou por várias aventuras, pelo que uma delas centra-se na medicina.

Dr.Mario foi lançado originalmente para a NES e apesar de ter um tema mais focado no doutoramento de saúde de Mario, é um jogo de puzzle que ganha alguma atenção numa era dominada por Tetris. Este jogo recebeu várias vertentes e eis que chega uma nova.

dr-mario-miracle-cure-rev-1-pn

Dr. Mario: Miracle Cure foi lançado para a mais recente portátil da Nintendo e espera chamar mais uma vez a atenção dos fãs. Para além de absorver os aspectos clássicos de uma maneira forte, mostra também novas cartadas nesta fórmula com bastantes anos em cima. Será que continua forte?

Continuamos a ter a série com os padrões clássicos, onde temos que alinhar três peças de uma cor em cima ou ao lado de um vírus que possua essa mesma cor, para que consigamos eliminá-lo. É caso para dizer que dentro do nosso campo de jogo não existem vários vírus de várias cores, portanto é necessário algum discernimento e pensamento rápido para conseguirmos chegar à melhor decisão.

Nesta novo jogo teremos várias versões dentro do mesmo estilo de jogo e que oferecem uma abordagem algo fresca mas não inteiramente inovadores para desfrutarmos.

dr-mario-miracle-cure-rev-3-pn

Miracle Cure Laboratory é sem dúvida o modo de maior destaque neste jogo. Não só oferece um sistema de progressão no qual vamos ter várias situações de jogo e variantes que alteram a jogabilidade em si – como velocidade aumentada, posições personalizadas dos vírus – e oferecem algo de novo no que toca a power-ups desbloqueáveis. Esses power-ups podem destruir linhas de vírus e blocos, destruir todos os vírus de uma cor designada e não só.

O ponto chave do modo centra-se na dificuldade que vai acentuando conforme o passar do tempo. Não é um modo que se transforma de uma maneira radical, mas vai desafiando cada vez mais o jogador aumentando os factores de dificuldade devagarinho.

dr-mario-miracle-cure-rev-4-pn

Em Custom Clinic teremos três modos diferentes para podermos usufruir que dentro de si tem aspectos personalizáveis. Em Dr. Mario podemos escolher o modo clássico e voltar aos bons velhos tempos com o modo clássico ou então testar a nossa resistência com o modo Endless. Dr. Luigi possui a mesma essência de Dr. Mario, com a particularidade de que as peças que nós atiramos têm a forma de um “L”, o que dificulta ainda mais a tarefa.

Por último temos Germ Buster, um modo que oferece uma nova perspectiva no que toca à jogabilidade. Neste caso teremos que virar a consola na vertical e controlar as peças com o estilete através do ecrã táctil. Apesar das peças estarem a cair a uma velocidade muito baixa, podemos arrastá-las livremente antes de tocarem no chão e colocá-las praticamente onde quisermos.

dr-mario-miracle-cure-rev-2-pn

Dr. Mario: Miracle Cure foi uma surpresa agradável. Um passo em frente que nos fará lembrar da era dourada da NES e com uma abordagem um tanto moderna. Não é um salto de gigante da série, mas sim uma transformação positiva e que me deixou bastante impressionado.

Se gostam de bons desafios de puzzle, então vão gostar deste novo Dr. Mario: Miracle Cure, que não só é um regresso ao passado bastante positivo como também uma excelente hipótese de conhecer esta série clássica.

Positivo

  • Um sistema de puzzle clássico com novas opções
  • Novos modos
  • Consegue tirar partido do ecrã táctil de uma maneira positiva
  • Opção Endless

Negativo

  • Apesar das opções, podia ter inovado um pouco mais
  • Banda sonora reciclada

pn-bom-ana

Share

You may also like...