Análise – Dead Island: Definitive Collection

dead-island-collection-rev-top-pn

A Techland ingressou no mundo dos zombies com o lançamento de Dead Island ainda em 2011 e criou uma boa quantidade de fãs graças a esta nova série. Este novo título deu uma oportunidade interessante aos jogadores de sobreviver a um pesadelo que inclui sobreviver a mortos-vivos numa ilha paradisíaca. O sucesso deste jogo deu aso a mais alguns capítulos, sendo que um deles está agora em produção para as consolas de nova geração.

Passados cinco anos desde o lançamento do jogo original, o estúdio está agora a reviver alguns dos lançamentos originais com uma compilação de nome Dead Island: Definitive Collection, que traz não Dead Island e Dead Island: Riptide em versões remasterizadas, como também Dead Island: Retro Revenge. Um outro título que poderia também ser incluído nesta compilação era Escape Dead Island, mas não encontra presente.

Começando com Dead Island: Definitive Edition, esta nova versão do jogo mostra-se um pouco mais trabalhada no geral, mas mantêm-se fiel à versão original em todos os sentidos. É neste jogo que somos apresentados ao mundo Dead Island, uma ilha onde poderemos explorar num formato mundo aberto e que tem uma variedade de missões para nós. A sobrevivência é chave neste jogo, portanto iremos encontrar não só grupos de pessoas dispostos a pedir-nos ajuda e também a ajudar-nos, como também casos isolados que estão a tentar sobreviver pelos seus próprios meios.

dead-island-collection-rev-4-pn

Sempre que saímos das zonas seguras vamos encontrar os inúmeros humanos que foram infectados e que estão mortinhos para nos consumir. Um dos pontos fundamentais que torna este jogo especial centra-se no leque de armas disponíveis que usamos para eliminar estes zombies, e que poderão variar desde um simples remo, a facas, sendo possível mais tarde começar a usar armas de fogo.

Estas armas brancas são complicadas de usar, porque não só partem-se e desgastam-se facilmente, como também permitem que os zombies se aproximem demasiado da nossa personagem. Com o decorrer do jogo vamos poder modificá-las e adicionar vários tipos de upgrades que irão melhorar exponencialmente as nossas chances de sobrevivência. Mesmo assim não deixa de ser interessante correr pelo cenário à procura de algo para nos defendermos sempre que nos vemos numa situação de desvantagem ou sem armas.

É um jogo que com bastantes missões e que nos levarão a várias partes da ilha e a conhecer novas pessoas, sendo que o jogo a meu ver atinge um padrão um pouco repetitivo nelas e que por vezes falha em oferecer algo novo ou fresco. Apesar de ser bastante estimulante explorar e sobreviver nesta ilha de Banoi, ficamos com a sensação que o jogo foi mal aproveitado e que podia ter introduzido elementos mais interessantes.

dead-island-collection-rev-3-pn

No que toca à apresentação, o jogo parece bem mais polido com animações mais trabalhadas, texturas mais detalhadas e um bom uso de cores no geral. É um jogo bastante agradável de se olhar e no geral bem convincente, sendo que a única coisa que estraga um pouco esta experiência, é a quantidade de bugs que são tudo menos engraçados, desde zombies constantemente presos em objectos e não só.

Passamos então para Dead Island: Riptide, um jogo que continua as ideias acima descritas de uma maneira bastante linear. Continuamos com a mesma mecânica de jogo onde iremos explorar uma ilha recheada de zombies e para sobreviver temos que apanhar todo o tipo de armas que temos ao nosso dispor. Continuamos com a mesma possibilidade de fazer upgrade às mesmas e eliminar os nossos inimigos de variadas maneiras. Os elementos RPG continuam bem assentes com os ocasionais level up e com zombies de vários níveis para manterem a dificuldade interessante.

Tal como o seu antecessor, este jogo foi melhorado visualmente em grande parte, havendo uma nova preocupação com o detalhe gráfico e introduzindo um novo sistema de iluminação e até um certo blur para dar um aspecto mais cinemático. Mesmo assim, alguns problemas poderão aparecer relativamente a texturas e alguns dos bugs com os inimigos roçam entre o hilariante e o inaceitável.

dead-island-collection-rev-2-pn

Incluindo neste conjunto temos também Dead Island Retro Revenge, um sidescroller bastante medíocre que nos coloca a atravessar as várias cidades a combater contra zombies. O que me desapontou bastante neste jogo foi o facto de ser muito ao género dos “endless runners” dos jogos mobile o que neste caso pegou num jogo pouco inspirado e tornou-o ainda mais desinteressante.

Se são fãs da série Dead Island, então vão adorar sem dúvida desta compilação, mas se já esgotaram o vosso tempo com a série e têm poucas razões para reviver estes títulos, então não ficarão muito interessados com Dead Island: Definitive Collection.

Positivo:

  • Elementos RPG
  • Livre exploração
  • Apresentação melhorada
  • Três jogos a um bom preço

Negativo:

  • Muitos bugs ainda
  • Jogabilidade torna-se repetitiva
  • História desinteressante

pn-bom-2016

Share

You may also like...