Análise – DanMachi: Sword Oratoria (Vol. 4)

  • Volume: 4
  • Géneros: Acção, Aventura, Comédia, Fantasia, Harem, Romance, Seinen
  • Publicadora JP: SoftBank Creative
  • Publicadora ING: Yen Press
  • Formato: Light Novel

 

Surpreendentemente, apesar de este já ser o quarto volume do spin off, apenas agora a história alcançou final do terceiro volume da história principal. Isto acaba por revelar que o autor há muito já tinha a ideia de criar duas histórias em separado, até como o mesmo afirma na afterword deste volume.

As ligações entre ambas as histórias tem sido feitas pela presença de Bell, e este volume finalmente promete uma maior quantidade em comparação aos anteriores tendo em conta os eventos que estão a ter lugar. Não esquecendo a sua própria história que tem vindo a ser construída ao longo destes quatro volumes.

 

SINOPSE

Sometimes all it takes to get what you want is… blackmail?!

Aiz finally gets a chance to meet with Bell Cranell. The Sword Princess was hoping to make amends, but she somehow comes away with a secret apprentice…

With Loki Familia’s expedition fast approaching, Aiz has little time to teach Bell the basics of fighting-or to sate her own curiosity about the rabbitlike boy. But a jealous Lefiya might have more than a little something to say about Aiz and Bell’s hidden rendezvous.

And when Freya gets involved, there’s no telling where things might end up!

 

Ao contrário do que era inicialmente esperado, este volume não se vem focar tanto em Aiz e Bell, mas mais em Lefiya. O que por sua vez até é uma boa jogada porque já há muito que Lefiya tem vindo a ter os seus momentos mas sem necessariamente crescer enquanto personagem. Finalmente alcançando esse objectivo neste volume.

A primeira metade deste volume acaba por ser lenta, centrando-se nas personagens a prepararem-se para mais uma expedição para a dungeon, oferecendo assim tempo para Aiz e Bell treinarem. Em comparação à história original não existe grande diferença entre o encontro de ambos os protagonistas, excepto que desta vez temos ideia do que Aiz está a pensar, fazendo com que neste caso o ponto de interesse seja o treino de Lefiya.

Lefiya não é a única que recebe o foco neste volume, havendo até personagens secundárias que começam a destacar-se nesta aventura, mas é Lefiya quem mais se destaca em comparação a Bell e Aiz que são sempre o ponto principal desta história. É um volume interessante para finalmente andar para a frente com as personagens que não Aiz, mas a história novamente mal sai do mesmo lugar, aumentando apenas o objectivo final, mas sem concretamente andar em frente.

Após o início lento, o quarto volume finalmente começa a acelerar com a acção e a revelar alguns pontos de interesse no que toca à história. Acabando por progredir com algo mas ao mesmo tempo sem chegar a ir longe o suficiente, terminando assim a primeira parte desta aventura, prometendo algo mais para o próximo volume mas sem alcançar o desejado neste.

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.