Análise – DanMachi: Familia Chronicle (Vol. 1)

  • Volume: 1
  • Géneros: Acção, Aventura, Drama, Fantasia, Shounen, Supernatural
  • Publicadora JPN: Square Enix
  • Publicadora ING: Yen Press
  • Formato: Light Novel

 

O mundo de DanMachi não dá sinais de abrandar com a quantidade de material que Fujino Omori nos quer oferecer. Para além da história original que segue as aventuras de Bell, já existe um spin off que explora o lado dos eventos pela perspectiva de Aiz, a heroína da série, mas como este é um mundo que continua a crescer e com imensas personagens por explorar não é de todo estranho que um novo spin off tenha surgido.

Esta nova série, com o nome de DanMachi: Familia Chronicle, sai das garras de Bell e a Hestia Familia bem como de Aiz e a Loki Familia, decidindo focar-se em várias personagens secundárias ao longo do seu percurso e explorando o seu passado bem como o dia-a-dia que as mesmas seguem na cidade de Orario através de pequenas histórias que o autor nos apresenta.

 

SINOPSE (Vol. 1)

Sometimes carrying out justice requires…cross-dressing?

When a troubled couple tells the story of how their daughter was taken to pay off a gambling debt, Lyu’s conscience and the legacy of Astrea Familia compel her to take action!

The many skills Lyu learned as an adventurer are formidable, but she’ll need more than brute force to challenge the influential Grand Casino. Unable to sneak or fight her way inside, Lyu puts all her trust in Syr’s rescue plan: Go through the front door posing as Count Maximilian and his beautiful wife!

 

O primeiro volume deste novo spin off chama-se “Episode Lyu”, e tal como o nome indica este foca-se em Lyu Leon, apresentando-nos duas histórias que tem lugar em períodos diferentes da vida da ex-aventureira que agora trabalha no bar “Benevolent Mistress”. Lyu é uma personagem secundária da história principal que tem vindo a ter o seu foco um bom par de vezes, com o seu passado já sendo conhecido por Bell e por quem está a acompanhar esta história e este volume promete explorar um pouco mais sobre os dias antes de a mesma conhecer Bell.

A primeira história toma lugar após os eventos do sexto volume da série principal, com uma das zonas inexploradas de Orario a tomar o palco central desta aventura. Ao ouvir a história sobre a forma em como um pai foi obrigado a dar a sua filha devido a dívidas causadas por jogos de sorte, Lyu não consegue conter o seu espírito de justiça dos dias em que fazia parte da Astrea Familia e acaba por infiltrar-se no maior casino da cidade, El Grand Dorado, com o objectivo de trazer a rapariga de volta à sua família.

Os eventos que tem lugar nesta primeira parte não prolongam-se muito, com a situação sempre em movimento e ao ritmo das personagens envolvidas, e apesar de não oferecer muito para a personagem em destaque, esta história acaba por expandir um pouco sobre outras personagens que acabam por ser relevantes na segunda parte, bem como um pouco sobre cantos ainda desconhecidos de Orario. Não existe muito a destacar nesta história, sendo que a mesma foca-se mais naquilo em que Lyu continua a acreditar após todos estes anos e não em desenvolver as personagens através de qualquer problema que estas tenham de enfrentar.

Cabe então à segunda história deste volume fazer o trabalho que esteve ausente na primeira. Esta segunda parte é um pouco mais lenta em termos de acção, tendo como prioridade explorar mais as personagens que estão envolvidas neste pequeno evento. A época em que esta história tem lugar é a altura em Lyu juntou-se ao bar “Benevolent Mistress”, logo após a desgraça que caiu sobre a Astrea Familia e que levou Lyu a tornar-se numa fugitiva.

Nesta segunda parte é possível observar o estado emocional de Lyu tendo em conta os eventos recentes na altura, bem como a relação que a mesma vai construindo com as outras empregadas do bar e em especial Syr que logo de imediato torna-se numa pessoa importante para Lyu. Apesar de o primeiro volume ter o nome de “Episode Lyu” este também foca-se em outras personagens, com esta história a dar luz a duas outras raparigas do bar, mostrando a vida das mesmas antes de se juntarem ao grupo e explorando um pouco mais sobre o passado destas duas personagens bem como as motivações que as mesmas tem para o futuro.

A segunda história faz um melhor trabalho que o primeiro, explorando um pouco mais não só sobre a personagem em destaque mas também sobre outras personagens secundárias que raramente tem presença na série principal. Este volume faz o seu trabalho em dar mais sobre Lyu, mas o que era mesmo necessário é mais histórias como a segunda que exploram o passado da personagem que ainda tem muito por contar. Com mais volumes planeados para o futuro e com a ideia de explorar outras personagens, não deverá demorar muito até que o autor decida regressar a Lyu e às raparigas do bar para ver mais um pouco sobre o que estas nos tem para oferecer.

Mathias Marques

Editor oficial desde Agosto 2014 Para além de videojogos também gosto de anime. Podem ver-me a apregoar sobre ambos os assuntos no site em forma de notícia, artigo ou análise. Tenho a sorte de encontrar momentos parvos enquanto estou a jogar, ou de os criar eu mesmo.

More Posts

Follow Me:
TwitterYouTube

Share

You may also like...